Feed on
Posts
Comments

Category Archive for '____2019'

O grande problema que estamos enfrentando com o digital é o seguinte: Quem tem que promover as mudanças nas empresas são os gerentes; E as mudanças que precisam ser feitas passam por acabar com os gerentes. É quase como se você estivesse sugerindo a todos eles que têm que se suicidar profissionalmente. E talvez seja […]

Read Full Post »

Objetivamente, a coisa não tá funcionando. Não existe nenhuma empresa tradicional que seja líder de um novo mercado. Há uma barreira psicológica, a meu ver, que ainda não conseguimos superar. Vou listar aqui os 7 erros que identifico: 1 – considerar que as mudanças são apenas tecnológicas e não civilizacionais, de novo modelo de comando […]

Read Full Post »

Uberização é o termo popular para Curadoria. Uberização se caracteriza por uma nova forma de comando e controle. A forma de comando e controle é um mix de forma de decidir com modelo de comunicação disponível de cada espécie. É a forma escolhida por cada espécie para sobreviver – que podemos chamar de DNA de […]

Read Full Post »

Lembro como me marcou bastante um workshop que fiz num cliente. O objetivo era o de pensar a “uberização” do negócio. Lá pelas tantas, ficou claro o que deveríamos fazer. Uma mudança profunda na forma de resolver os problemas e um dos colaboradores, assustado, me disse: “Mas isso não tem a ver com a nossa […]

Read Full Post »

Precisamos entender que vivemos hoje dois movimentos distintos depois da chegada da Era Digital: A Evolução da Digitalização (note bem que coloquei um E na frente e não um R) – que é colocar novas tecnologias nos velhos processos, promovendo uma Reintermediação Operacional; A Revolução da Uberização – que é colocar novas tecnologias para criar […]

Read Full Post »

Vivemos hoje a maior crise administrativa da história humana. De maneira muito rápida: mudaram as tecnologias intermediadoras, que são a base dos modelos organizacionais existentes; a forma como pensávamos as organizações, os negócios e a sociedade não previram o que ia acontecer; todo o aparato conceitual dos negócios foi formado sem entender os fatores que […]

Read Full Post »

Uma das grandes descobertas com os estudos da Antropologia Cognitiva é de que o Sapiens não evolui, mas se compatibiliza. Explica, Nepô! Por sermos uma Tecnoespécie, podemos crescer demograficamente, mas isso tem um custo. O crescimento demográfico aumenta a taxa de complexidade, o que nos obriga a promover de tempos em tempos Revoluções Civilizacionais. O […]

Read Full Post »

Olhe de outra maneira para o mercado. Pense que todas as organizações da sociedade são intermediadoras de algum tipo de produto ou serviço. Todas elas fazem algum tipo de inter-mediação entre um produto ou serviço e o cliente. Intermediar – Colocar de permeio; que está intercalado; intercalar: intermediar. Uma organização, assim, gera valor quando passa […]

Read Full Post »

No nosso diagnóstico, só existe uma forma de compreender as mudanças que a sociedade e os negócios vem passando: analisar a macro história e comparar com fenômenos similares. O fenômeno similar recorrente é: mudanças de mídia ao longo da história, que alteraram a civilização de forma marcante: gestos, oralidade, escrita e agora o digital. Os […]

Read Full Post »

Seria impensável que sua avó há 15 anos hospedasse um estranho num quarto vazio como faz a neta dela agora com o AirbBnb. A geração pré-digital precisava conhecer as pessoas pessoalmente para poder fazer negócios. Não havia outra alternativa Tecnocultural. As mídias pré-digitais (oralidade e escrita) tinham limite Tecnocultural nas trocas entre desconhecidos, o que […]

Read Full Post »

Toda Revolução Midiática tem forte impacto nas relações trabalhistas. A cada novo ciclo civilizacional descentralizador, provocado por Revoluções Midiáticas, é necessário que haja mais flexibilização e dinamização das relações de trabalho. Quanto mais gente houver no mundo, mais as relações trabalhistas terão que se dinamizar. Podemos, a partir disso, afirmar, por exemplo, que foi a […]

Read Full Post »

Nós vivemos dentro de uma bolha conceitual, que os filósofos chamam de cosmovisões. Já teve tempo que todas as cosmovisões da sociedade consideravam que a terra era plana e girava em torno do sol. Assim, como nos ensina Thomas Kuhn – conheça mais sobre ele no link abaixo: A ciência vive de dois momentos: Normal […]

Read Full Post »

Pense numa empresa de forma bem diferente. Imagine uma empresa, ou qualquer organização da sociedade, como promovendo intermediações para o consumidor final: A padaria faz a intermediação do pão; A Petrobras faz a intermediação da gasolina; O táxi faz a intermediação de viagens. Estas organizações são intermediadoras, já que o consumidor precisa delas para resolver […]

Read Full Post »

É bem comum se dizer que agora com a Internet cada pessoa vive em uma bolha informacional, que há um radicalismo maior por causa disso. Questiono ambos os argumentos. Vejamos. Todo ser humano vive dentro de uma bolha informacional, ontem, hoje e sempre. A bolha informacional será mediada fortemente pela mídia de plantão. Estamos saindo […]

Read Full Post »

O Sapiens não evolui: se compatibiliza com a complexidade demográfica. Esta pode ser uma das sínteses do esforço que temos feito no últimos 20 anos para entender o mundo digital e que aparece, pela primeira vez, no episódio “O Otimista Racional”, quando comentamos o livro do Matt Ridley. Note que a nossa espécie por ser […]

Read Full Post »

Todos os negócios são estruturados em cima de ambientes tecnológicos. Imagina uma cidade do interior que tem uma estação ferroviária e se faz ali diversos negócios por causa do trem. No momento, que se inaugura uma estrada para automóveis e o trem é desativado, todos os negócios baseados na linha férrea deixam de prosperar, certo? […]

Read Full Post »

Peer-to-peer (do inglês par-a-par ou simplesmente ponto-a-ponto, com sigla P2P) é uma arquitetura de redes de computadores onde cada um dos pontos ou nós da rede funciona tanto como cliente quanto como servidor, permitindo compartilhamentos de serviços e dados sem a necessidade de um servidor central. O Uber não é P2P. O Uber tem uma plataforma […]

Read Full Post »

Qual é o principal problema para que as organizações tradicionais possam compreender e atuar, de forma competitiva, dentro da nova Era Digital? A reposta é simples: aceitar a perda de status, poder, e. humildemente, começar tudo de novo. Note que as organizações tradicionais ganharam dinheiro, status, mercado, dentro de um modelo de intermediação, que era […]

Read Full Post »

Os estudos que temos feito sobre a civilização nos mostra que o sapiens é a única espécie que aumenta a população, de forma interdependente. Outras espécies podem até aumentar o número de membros, de forma isolada. A Complexidade Demográfica Progressiva, numa espécie interdependente, exige que tenhamos que nos reinventar de tempos em tempos, alterando os […]

Read Full Post »

Sem troca, não há ser vivo. Seres vivos trocam para sobreviver. Há trocas com o meio ambiente, com outras e com a mesma espécie – que definem formas de sobrevivência. Há uma adequação entre vários fatores, tais como: Complexidade demográfica (relativa a número de membros) e os modelos de interação e administração de cada espécie; […]

Read Full Post »

O Google me responde o seguinte quando pergunto o que é uma escola: ” Escola – estabelecimento público ou privado destinado a ensino coletivo. “ Melhoremos o conceito. Antes da Internet, podíamos dizer que escola era: um espaço presencial – praticamente obrigatório, entre a vida infantil e adulta das pessoas; um espaço com tempo determinado, […]

Read Full Post »

Vivemos neste novo século o fim de um ciclo milenar da espécie humana. Ao atingir a marca de 7 bilhões, o sapiens chegou ao limite de um Macro-Modelo de Comunicação e Administração, que podemos chamar de Mamífero. O Modelo Mamífero é baseado nas mídias sonoras (oralidade e escrita/sons no papel/telas), que exige que um líder-alfa […]

Read Full Post »

No debate que estamos fazendo no Grupo Educação Bimodal da Escola saiu essa pergunta do Flexa Ribeiro: “Como conciliar o que é incompatível?”. Se entendermo que a Civilização 2.0 vem ocupando territórios e em luta em diversas fronteiras, podemos analisar o futuro no presente. Na linha do John Naisbitt, que disse que o futuro é […]

Read Full Post »

Podemos dizer que o avanço da Descentralização no novo século tem avançado em três modos: Melhoras nos antigos territórios – digitalização; Novos Territórios ocupados – uberização; Zonas em conflito – blockchenização. Isso se pode perceber não só pelos fatos, mas também pelo linguajar. Todo mundo domina a narrativa Uber, mesmo que não saiba a quantidade […]

Read Full Post »

O grande problema que temos hoje é de que o futuro é disruptivo. Temos um novo modelo de Comando e Controle – que pede uma nova Macro-Filosofia – e o que está hoje não vai continuar. Não é continuidade. Precisamos inventar formas de conseguir começar o novo, sem embolar e atrapalhar o antigo. No caso […]

Read Full Post »

Continuo dialogando com o Flexa: Podemos dizer que estamos criando uma nova Ideologia Civilizacional para a Era Digital, algo que sempre ocorre depois de Revoluções Midiáticas. Há alguns parâmetros filosóficos e teóricos, que devem ajudar a pensar as novas metodologias no geral e educacional. A nova Ideologia Civilizacional vai promover novos conceitos que permitam a […]

Read Full Post »

Ouve-se muito por aí que temos agora no mercado as tais Tecnologias Exponenciais. Isso a meu ver é um conceito MIMIMI, mais atrapalha do que ajuda, recomendo não usar e não basear nenhuma decisão relevante nele. Vejamos. Exponencial quer dizer: taxa de crescimento muito maior (geometricamente maior) se comparado a um antigo modelo menos exponencial. […]

Read Full Post »

Quero refletir um pouco sobre o que diz o Flexa. Ele diz que um dos obstáculos é o que ele chamou de Referencial/Parâmetro de Qualidade. Qualidade – grau negativo ou positivo de excelência. Ele fala de indicadores de qualidade de uma escola, mas vou preferir chamar de educação. E diz que há dois parâmetros, aqueles […]

Read Full Post »

Cada pessoa a mais no planeta traz a demanda de comer três vezes ao dia. Ponto. Quem questionar isso é maluco, bloqueia logo para evitar problema. Qualquer análise honesta e eficaz da sociedade humana precisa partir da fórmula básica da do que podemos chamar de Complexidade da Sobrevivência. Se temos uma tribo com 500 membros. […]

Read Full Post »

O mundo está tornando as pessoas cada vez mais empresas. Você está sendo “startupetizado” cada vez mais. Estamos reintermediando as atuais organizações e criando grandes plataformas de micro-trabalhadores, o Uber é um bom exemplo, que só tende a crescer. E se você vai se tornar uma espécie de personal-empresa precisa aprender a viver no mercado. […]

Read Full Post »

Note que quando falamos em futuro, estamos projetando demandas que estão latentes hoje e que vão conseguir se expandir amanhã. O grande barato de Revoluções Midiáticas é que elas possibilitam que novas ofertas sejam oferecidas, a partir das novas tecnologias disponíveis. Assim, a pergunta que não quer calar, incluindo na área do Direito, é a […]

Read Full Post »

Os bancos nunca foram bancos. Sempre foram tecno-bancos, apenas nós não víamos isso. Quando aqueles bandidos dos filmes de cowboy entravam no banco, precisavam abrir o cofre para tirar cédulas de dinheiro. Note que o cofre e as cédulas de dinheiro são tecnologias. E que havia uma garantia para as pessoas guardarem seu dinheiro no […]

Read Full Post »

O Brasil tem um desafio no próximo século: resolver o problema da Qualidade Exponencial. Explico. Saltamos de 30 para 210 milhões de habitantes – sete vezes em 120 anos – e, se conseguimos, mal e porcamente resolver o problema da quantidade, ainda não superamos o problema da qualidade. Nosso principal problema é que somos importadores […]

Read Full Post »

Talvez uma das grandes contribuições do livro “Cisne Negro” do Taleb, seja a feroz crítica que faz ao efeito manada. Veja aqui o que tenho dito sobre o livro: As ideias hoje, principalmente na área de negócios, se disseminam na sociedade muito mais por quem diz do que propriamente pelo que se diz. O lógica […]

Read Full Post »

Não estamos falando da semana que vem, mas vamos projetar de 20 a 50 anos para frente. Falando de futuro do futuro. A Revolução Digital tem como grande objetivo, este é o nosso diagnóstico, permitir a Qualidade Exponencial. Que pessoas possam não só ter ofertas, mas que possam ser personalizadas no tempo, lugar, comodidade, idiossincrasias. […]

Read Full Post »

Já não é novidade, pois o Curely já tem algo parecido. Uma rede de médicos disponíveis para que você possa ser atendido quando e onde quiser. A vantagem da uberização dos médicos me parece ser: redução de custos com consultório; quebra de tempo e lugar; criação da reputação digital de cada médico. Muitos logo dirão […]

Read Full Post »

Vitória está orgulhosa de ter ganho o prêmio de cidade inteligente. O prêmio é Connected Smart Cities (Cidades Inteligentes e Conectadas) e defende a ideia: O Prêmio Connected Smart Cities consiste em reconhecer e premiar negócios inovadores que colaborem para que as cidades possam alcançar o patamar de ser uma cidade inteligente. Em parceria com […]

Read Full Post »

Os Bimodais não têm dúvida que o grande desafio de qualquer setor é conseguir a Qualidade Exponencial: qualidade na quantidade e qualidade na quantidade. E isso pode ser feito em três camadas: digitalização – que é manter o modelo atual com novas tecnologias – o que está bombando no mercado hoje; uberização – que é […]

Read Full Post »

Acredito que o principal problema é a palavra prever. Prever exatamente o que? Se trabalhamos em previsão de fatos, temos problemas, pois é papo de vidente; Se trabalhamos com previsão de tendências, percentuais e taxas, a coisa melhora – e muito. O Futurismo Factual, dia tal, tal coisa, fulano de tal vai ocorrer – não […]

Read Full Post »

Pressionados pela necessidade de atender cada vez melhor 7 bilhões de sapiens, conseguimos unir, pela primeira vez na nossa trajetória, duas linguagens distintas: a da comunicação e a econômica. Hoje, nas Plataformas Uberizadas cada pessoa tem uma espécie de valor acionário, que sobre e desce no mercado. Não temos mais neste novo século grandes organizações […]

Read Full Post »

Qualidade Exponencial é o grande objetivo da atual Revolução Civilizacional Digital. Conseguir superar a antiga barreira da Civilização 1.0, na qual NÃO se consegui ofertar produtos e serviços mais personalizados. Toda mídia nova que chega, a Macro-História demonstra isso, tem a capacidade de permitir que pessoas que não se conhecem possam trocar informações e negociar. […]

Read Full Post »

Fica cada vez mais evidente que não podemos deixar de lado o tema da explosão demográfica, como vemos nessa declaração: “O maior problema em 20 anos será o colapso da população. Não é explosão. Colapso.” – afirma o CEO da Tesla, Elon Musk, nesta palestra. Podemos dizer que uma das grandes novidades das reflexões sobre o digital […]

Read Full Post »

Podemos entender a mídia como uma espécie de Espinha Vertebral Social da sociedade, que mantém todo o corpo social ereto. Em torno dela, podemos dizer que criamos uma Macro Cultura, que condiciona o ambiente social, educacional, político e econômico. A Macro Cultura é algo que não se vê, mas está presente e guarda relação com […]

Read Full Post »

Descentralização é o gradual repasse de atividades e decisões das organizações, sejam elas quais forem, para os indivíduos, que passam a ter mais liberdade e responsabilidade. Note que quando ainda tínhamos a escravidão, o senhor da Casa Grande era o responsável por manter a sobrevivência de todos da senzala – o escravo não apenas não […]

Read Full Post »

O Tecnosapiens é a única espécie do planeta que baseia seu modelo de comunicação em tecnologias. Um bem-te-vi jovem quando canta chamando os pais, se utiliza do seu próprio corpo. O modelo de comunicação dos bem-te-vis está baseada em sons. Um bem-te-vi que viveu há 500 anos tem o mesmo modelo de comunicação do atual. […]

Read Full Post »

Futurismo passou a ser uma necessidade do mercado, uma profissão emergente, pois o futuro que era certo, passou a incerto. No fundo, o que temos hoje é profunda crise das ciências humanas, que não conseguiram prever e, depois do leite derramado, entender as mudanças provocadas pela Internet. Onde estamos e para onde vamos? Chamem os […]

Read Full Post »

Conversei com o Ricardo Zago, sócio e diretor de projetos da Bomesp. Minha curiosidade é sempre na demanda dos clientes e nem tanto nas ofertas. Criar uma empresa de Consultoria em Blockchain, ICO (inicial coin offering) e Criptomoedas – como faz a Bomesp é fácil, quero ver mesmo é vender algo para alguém. Assim, o […]

Read Full Post »

O Brasil tem um problema grave. Saltamos em 120 anos de 30 para 210 milhões. Se imaginarmos que um médico pode atender até mil pacientes no ano (chutando um número) podemos dizer que há 120 anos a complexidade da saúde era exponencialmente menor. Certo? Existem duas novidades neste novo século. 1- chegamos a 210 milhões […]

Read Full Post »

Muita gente fica meio chocado quando se fala isso. Porém, o ser humano precisa produzir para viver e o modelo produtivo tem a sua forma. Quem define a forma da produção é o aparato de tecnologias disponíveis, principalmente as mídias. Hoje, assistimo com a chegada do digital, a reintermediação: do tempo; do lugar; das relações […]

Read Full Post »

O Brasil, como alguns outros países menos desenvolvidos, teve um boom demográfico nos últimos 120 anos. Éramos 30 e hoje já somos 210 milhões. É como se cada dez anos o país recebesse cerca de 2 milhões de novos “imigrantes“, vindos diretamente das barrigas das brasileiras. A taxa de complexidade básica do país (pessoas x […]

Read Full Post »

Todos os problemas coletivos humanos são progressivos. Nossa espécie, por ser tecnocultural, consegue crescer demograficamente. E a demanda que era de “x” ontem, passa a ser de “x+x” hoje e “x+x+x” amanhã. Se eu aumento a demanda, tenho que modificar a oferta para manter os mesmo critérios de qualidade, a saber: rapidez, personalização, adequação. Assim, […]

Read Full Post »

Vivemos hoje o início da saída de uma profunda Crise Estrutural da Civilização, que foi profundamente vivida no século passado. Qual o motivo? A sociedade humana pulou de um para sete bilhões em 200 anos (o Brasil de 30 para 210 milhões em 100) e a forma como resolvermos problemas ficou obsoleta diante do aumento […]

Read Full Post »

Vamos definir Marketing como estratégia empresarial da adequação da produção e oferta de mercadorias ou serviços às necessidades e preferências dos consumidores. Gosto de usar uma tradução de marketing que seria “mercadando” ou “mercantilizando”. Que é jogando o jogo do mercado para ajustar aquilo que eu vendo com alguém que quer comprar. É um jogo […]

Read Full Post »

Vamos definir “Direito” como um setor da sociedade humana, que promove atividades ligadas ao pensamento e ação em torno das normas jurídicas. Não haverá sociedade humana sem regras e normas. Assim, se estamos falando de futuro de longo prazo (que é o tempo dos futuristas), o Direito não é algo que vai se acabar, mas […]

Read Full Post »

Na nossa avaliação, a grande marca do novo século é a Descentralização Progressiva Obrigatória. Se o sapiens é tecno, consegue aumentar a população, o que torna a demanda por mudanças na sociedade obrigatória, através de invenção de novas tecnologias. A nova lei da sociedade humana: Quanto maior a complexidade demográfica, mais sofisticada tem que ser […]

Read Full Post »

O Futurismo não é, como muita gente pensa, Modismo. Um modista, ou estrategista, trabalha com cenários de curto prazo. Um Futurista atua no longo prazo, Mais. A formação de modistas e estrategistas é muito ligada à pesquisa de números; A formação dos futuristas é ligada ao estudo da civilização, que envolve antropologia, macro-história, filosofia para […]

Read Full Post »

Recebi aqui o material do pessoal que foi a um evento sobre Sociedade 5.0. O mercado, aliás, tem avançado, pois no começo das análises sobre o digital, principalmente a dos americanos, analisavam como Fenômeno Social Único. Agora, vindo do Japão, temos essa nova análise abaixo: Note que podemos dividir a história humana de várias maneiras, […]

Read Full Post »

Uberizar significa: plataformas que unem fornecedores e consumidores, que se auto-avaliam o tempo todo; que não há vínculo dos fornecedores com a plataforma, a não ser percentuais das vendas, num grande shopping center; que o centro não inclui produtos ou serviços, apenas acolhe os que os fornecedores colocam. Plataformas uberizadas têm, assim, um modelo de […]

Read Full Post »

Fala-se muito em transformação digital, mas o pessoal se perde por tentar enxergar com um óculos micro um fenômeno macro. Temos um movimento de Macro Descentralização, provocado por uma Revolução Midiática, que tem duas fases distintas: a Digitalização – que é condicionada pela expansão dos novos canais digitais, que basicamente procura “matar” antigos intermediadores operacionais […]

Read Full Post »

Freixo questiona por que ele não pode comemorar os 40 anos de casamento num dos hotéis mais luxuosos do Rio? Claro que pode, mas é preciso refletir sobre o ato. A atitude se aproxima muito do discurso do Lula – por que ele também não pode ter sítio, triplex e garantir um futuro para seus […]

Read Full Post »

Todo ser humano precisa sobreviver. E existem duas formas. oferecer serviços e produtos de forma voluntária para os clientes; oferecer serviços e produtos de forma impositiva aos clientes. A primeira forma é a do livre mercado, no qual cliente e fornecedor se escolhem livremente – sempre terminando num “obrigado” ao final da troca por ambas […]

Read Full Post »

Futurista é um profissional que estuda mudanças civilizacionais e, por causa disso, consegue projetar possíveis macrotendências para algumas décadas adiante. Estrategista – ou profissional de inteligência competitiva – é um profissional que estuda movimentos do mercado, sempre no curto ou, no máximo no médio prazo, com uma time line de anos. Ambos fazem cenários, mas […]

Read Full Post »

Futurista é uma pessoa especializada em apresentar prognósticos e macro tendências sobre o amanhã no médio e longo prazo, estamos falando de uma ou duas décadas. Assim, o futurista não é um modista, um estrategista ou profissional de inteligência competitiva que têm uma time line de anos. Um Futurista para que possa projetar décadas tem […]

Read Full Post »

Diria que sim e não. Sim por que precisamos revisar as bases da civilização agora e precisamos de pessoas que consigam enxergar milênios e não anos. Precisamos de pessoas que possamo repensar como a civilização caminha na macro história e promover as revisões de paradigmas necessárias. Porém, a demanda por futuristas é maior nas crises, […]

Read Full Post »

A Argentina é um estudo de caso interessante. Pela ordem, diferente do Brasil, por diferentes motivos, não fez: uma lei de responsabilidade fiscal;uma reforma trabalhista;uma reforma da previdência;mudanças no imposto sindical;uma lava jato para valer;uma lei de ficha limpa que impediria a cristina k de concorrer. A sociedade argentina, diferente da brasileira, está mais ou […]

Read Full Post »

Resumo:https://youtu.be/h0gCYdWExwQ As pessoas adoram dar números. Já estamos para muitos na sociedade 4.0, mas é preciso ir com calma. Para se atribuir números, tem que haver conceitos por baixo que os sustentem. Nossa Escola tem como ciência base a Antropologia Cognitiva, que estuda as mudanças de mídia no passado e coloca a alteração das tecnologias […]

Read Full Post »

Todo o processo científico se baseia no aperfeiçoamento dos conceitos para se aproximar, o máximo possível e nunca de forma definitiva, dos fenômenos. Conceitos precisam estabelecer uma relação mais direta possível com os fatos. Se eu digo que estou falando de obesidade, ou de gordos. Preciso definir o que seria uma pessoa obesa, relacionando números: […]

Read Full Post »

Primeiro, vamos aos conceitos: Centralizar o poder é trazer as decisões/ações para menos atores; E descentralizar ou distribuir o poder é permitir que as decisões/ações sejam tomadas por mais atores. Isso é matematicamente viável de aferir. Note que aqui não estamos tratando de qualificar poderes (por critérios abstratos), mas de aplicar uma matemática à quantidade […]

Read Full Post »

Podemos definir “agro” assim: setor responsável por produzir alimentos para a sociedade. Se formos falar de futuro, um primeiro ponto que não posso deixar de tocar é para a possibilidade de uma mudança disruptiva na própria demanda. A invenção de algo que consiga alimentar pessoas, que não seja proveniente diretamente da terra. Já brinquei em […]

Read Full Post »

É comum defender um cenário de desemprego em massa no futuro com uso cada vez mais de robôs. O que é falso. Demandas humanas são progressivas: da sobrevivência para a existência. Explico. Uma tecnologia vem para reduzir custos e tornar um serviço/produto mais competitivo. O preço cai por que alguém não será mais pago. Porém, […]

Read Full Post »

Older Posts »

WhatsApp chat