Feed on
Posts
Comments

Category Archive for 'Escola Bimodal – versão 2.0'

As organizações, principalmente as tradicionais, precisam urgente de Estrategistas Digitais. Os antigos Estrategistas Analógicos foram formatados para operar em um ambiente de futuro previsível e não imprevisível como agora. Hoje, entender o cenário e saber para onde o consumidor está caminhando não é mais uma tarefa simples – ficou muito mais complexa. Exige formação variada, […]

Read Full Post »

Hoje, tive a honra e o prazer de comentar o livro “Cibercultura”, de Pierre Lévy para o Resumocast – realmente o melhor podcast de livros do país. Veja aqui: A novidade deste episódio é de que pela primeira vez, em um canal bem conceituado e muita capilaridade, pude questionar, de forma clara, o pensamento americano. […]

Read Full Post »

O que mais se ouve por aí são as seguinte expressões: Você tem que ser mais racional; Emoção x razão? Vejamos a definição de razão: Faculdade de raciocinar, apreender, compreender, ponderar, julgar; a inteligência. Note que tudo é verbo, mas falamos em razão como se fosse substantivo – como uma pedra, um tijolo, uma porta. […]

Read Full Post »

Vivemos hoje o fenômeno do surgimento do que podemos chamar de Futuro Incomum e Imprevisível: Não foi previsto por quase ninguém; E ainda não está claro os caminhos que virão pelos antigos ou novos estrategistas de plantão. O Futuro Comum e Previsível, pré-digital, no qual havia determinada lógica e previsibilidade, ficou para trás. Assistimos atônitos […]

Read Full Post »

Tenho defendido aqui a tese de que o mercado tradicional vive um momento de histeria diante das novidades do novo século. As pessoas estão emocionalmente abaladas pela revolução que os clientes e concorrentes estão passando. Há uma infantilização enorme nas decisões – o medo do desconhecido leva a isso. Organizações, que sempre tiveram capacidade competitiva, […]

Read Full Post »

Se espalhou a ideia de que agora com o digital todo mundo é gênio. Todo mundo pode ser pop star. Estar na tela no mundo analógico era para poucos. Agora, não mais. Porém, as pessoas têm a fantasia de que é a mesma coisa. A fase da celebridade de massa passou para a de nicho. […]

Read Full Post »

A uberização flexibiliza as relações trabalhistas. É uma demanda da sociedade para mais agilidade diante da nova complexidade. O que há é um aumento geral da taxa de autonomia empreendedora. O Uberizado é muito mais empreendedor do que o antigo empregado da carteira assinada. É o empregado 3.0, pois trabalha numa plataforma fechada, que exige […]

Read Full Post »

Temos: Um fenômeno desestabilizador que provoca a alteração do cenário; O fenômeno gera sintomas atípicos, que denunciam a mudança do cenário e exigem ação. É preciso, assim, tipificar o fenómeno para poder criar a metodologia de adaptação. Share this…FacebookGoogle+TwitterLinkedin

Read Full Post »

Temos um grande desafio neste novo século. Crescemos demograficamente e agora cada pessoa precisa dar um upgrade psicológico para viver num mundo mais compatível com a atual complexidade. Revoluções Midiáticas têm essa função: nivelar a complexidade demográfica com a nossa capacidade individual e coletiva para lidar com ela. Há hoje um desnível da seguinte forma: […]

Read Full Post »

Histeria: “Comportamento caracterizado por excessiva emotividade ou por um terror pânico”. Muita gente diz que o mercado é infalível sempre. Mais ou menos. Há momentos em que a Histeria Coletiva toma conta. Sugiro assistir dois filmes, que ilustram claramente estes momentos: A Grande Aposta (que tem no Netflix); A Caça de Madoff. Nos dois momentos, […]

Read Full Post »

Em construção. Share this…FacebookGoogle+TwitterLinkedin

Read Full Post »

O papel do futurista é o de criar a tampa do quebra-cabeças e do estrategista de montá-lo. O Futurista procura traçar as macro-tendências, tem um papel mais de pesquisador. O estrategista é aquele que – com o mapa do futurista nas mãos – tem que bolar as estratégias para que a coisa funcione. O problema […]

Read Full Post »

Podemos definir uma Revolução Midiática com a chegada de dois elementos: Novos canais; Nova Linguagem. Vejamos: A Oralidade trouxe novos canais e linguagem; A Escrita trouxe novos canais e linguagem; O Digital traz novos canais e linguagem. A Escrita Impressa é uma Evolução da Escrita Manuscrita, pois introduz apenas um novo canal, mas não uma […]

Read Full Post »

Estamos vivendo o fim de uma Era Midiática Demográfica Civilizacional. Marcada por um longo período de mídia super concentrada. A concentração de mídia tem como consequência a massificação, a verticalização, a redução da diversidade e, por causa disso, o aumento do pensamento de baixa reflexão e de baixa lógica. Tomamos decisões de forma menos reflexiva […]

Read Full Post »

O maior desafio para um profissional nas próximas décadas será encarar o que significa não ter mais carteira assinada. A carteira assinada será o símbolo de uma época que irá ficando para trás. A carteira assinada será comparada a um tipo de “escravidão”, de infantilidade, na qual você recebia mesada em casa e passou a […]

Read Full Post »

Todo mundo fala de inovação, de internet das coisas e de Inteligência Artificial nos Congressos Digitais da Cracolândia, onde se vende muita emoção sem nenhuma reflexão. Todo mundo sai doidão dos eventos digitais, mas não se sai do lugar do ponto de vista competitivo. Organizações Tradicionais se acostumaram a fazer estratégias competitivas para ambientes estáveis, […]

Read Full Post »

Empresas se acostumaram com a cabeça de meta diária, mensal e, no máximo, anual. É preciso bater meta sempre – isso é a alma de qualquer negócio – porém quem faz a meta acontecer, nunca esqueça isso, é o cliente. E se os clientes, principalmente os mais jovens, estão migrando para outros concorrentes com outros […]

Read Full Post »

Nossos tempos serão conhecidos no futuro pela época que todo mundo falou muita besteira e mais um tanto acreditou piamente. Arrisco a dizer que 97% dos livros de negócios publicados nos dias de hoje servirão apenas para comediantes de stand-up e nada mais. Um conceito que será piada corrente é o tal da “Economia Compartilhada”. […]

Read Full Post »

Muito se fala em foco no cliente. E cria-se a ideia que vai se aumentar o diálogo com os clientes digitais, cada vez mais maduros e, por causa disso, exigentes. Se o diálogo organizações tradicionais-clientes fosse um campeonato de salto de vara poderíamos dizer que o sarrafo subiu de 2 para 5 metros. O desafio […]

Read Full Post »

O diagnóstico aqui é claro: Revolução Midiática Civilizacional, motivada pelo aumento demográfico, que tem como megatendência aumentar o poder de decisão das pontas (cliente/cidadão, fornecedor). Uma nova mídia mais descentralizada, que se massifica tem duas camadas e consequências distintas: Novos canais – que nos tiram da escassez e nos jogam para o cenário da abundância […]

Read Full Post »

Ninguém sai da caixa!

A ideia não faz nenhum sentido. A expressão sair da caixa é sinônimo de “seja mais criativo”, “seja mais inovador”, “pense de forma diferente”. Porém, a metáfora é péssima, pois sugere que a pessoa tem que ir para um outro lugar fora da forma como pensa. É algo bem incentivado das “palestras motivacionais” que lembram […]

Read Full Post »

A pergunta mais comum entre os formandos da escola é sempre essa. A pessoa entende o tamanho da mudança do mundo e me pergunta: “Tá Nepô, entendi, mas como eu mudo o meu chefe?” Na verdade, existe um transtorno emocional no mundo atual no qual as pessoas, de maneira geral, se vêem como uma peça […]

Read Full Post »

WhatsApp chat