Feed on
Posts
Comments

Category Archive for 'Escola Bimodal – versão 2.0'

Uberizar significa: plataformas que unem fornecedores e consumidores, que se auto-avaliam o tempo todo; que não há vínculo dos fornecedores com a plataforma, a não ser percentuais das vendas, num grande shopping center; que o centro não inclui produtos ou serviços, apenas acolhe os que os fornecedores colocam. Plataformas uberizadas têm, assim, um modelo de […]

Read Full Post »

Fala-se muito em transformação digital, mas o pessoal se perde por tentar enxergar com um óculos micro um fenômeno macro. Temos um movimento de Macro Descentralização, provocado por uma Revolução Midiática, que tem duas fases distintas: a Digitalização – que é condicionada pela expansão dos novos canais digitais, que basicamente procura “matar” antigos intermediadores operacionais […]

Read Full Post »

Freixo questiona por que ele não pode comemorar os 40 anos de casamento num dos hotéis mais luxuosos do Rio? Claro que pode, mas é preciso refletir sobre o ato. A atitude se aproxima muito do discurso do Lula – por que ele também não pode ter sítio, triplex e garantir um futuro para seus […]

Read Full Post »

Todo ser humano precisa sobreviver. E existem duas formas. oferecer serviços e produtos de forma voluntária para os clientes; oferecer serviços e produtos de forma impositiva aos clientes. A primeira forma é a do livre mercado, no qual cliente e fornecedor se escolhem livremente – sempre terminando num “obrigado” ao final da troca por ambas […]

Read Full Post »

Futurista é um profissional que estuda mudanças civilizacionais e, por causa disso, consegue projetar possíveis macrotendências para algumas décadas adiante. Estrategista – ou profissional de inteligência competitiva – é um profissional que estuda movimentos do mercado, sempre no curto ou, no máximo no médio prazo, com uma time line de anos. Ambos fazem cenários, mas […]

Read Full Post »

Futurista é uma pessoa especializada em apresentar prognósticos e macro tendências sobre o amanhã no médio e longo prazo, estamos falando de uma ou duas décadas. Assim, o futurista não é um modista, um estrategista ou profissional de inteligência competitiva que têm uma time line de anos. Um Futurista para que possa projetar décadas tem […]

Read Full Post »

Diria que sim e não. Sim por que precisamos revisar as bases da civilização agora e precisamos de pessoas que consigam enxergar milênios e não anos. Precisamos de pessoas que possamo repensar como a civilização caminha na macro história e promover as revisões de paradigmas necessárias. Porém, a demanda por futuristas é maior nas crises, […]

Read Full Post »

A Argentina é um estudo de caso interessante. Pela ordem, diferente do Brasil, por diferentes motivos, não fez: uma lei de responsabilidade fiscal;uma reforma trabalhista;uma reforma da previdência;mudanças no imposto sindical;uma lava jato para valer;uma lei de ficha limpa que impediria a cristina k de concorrer. A sociedade argentina, diferente da brasileira, está mais ou […]

Read Full Post »

Resumo:https://youtu.be/h0gCYdWExwQ As pessoas adoram dar números. Já estamos para muitos na sociedade 4.0, mas é preciso ir com calma. Para se atribuir números, tem que haver conceitos por baixo que os sustentem. Nossa Escola tem como ciência base a Antropologia Cognitiva, que estuda as mudanças de mídia no passado e coloca a alteração das tecnologias […]

Read Full Post »

Todo o processo científico se baseia no aperfeiçoamento dos conceitos para se aproximar, o máximo possível e nunca de forma definitiva, dos fenômenos. Conceitos precisam estabelecer uma relação mais direta possível com os fatos. Se eu digo que estou falando de obesidade, ou de gordos. Preciso definir o que seria uma pessoa obesa, relacionando números: […]

Read Full Post »

Primeiro, vamos aos conceitos: Centralizar o poder é trazer as decisões/ações para menos atores; E descentralizar ou distribuir o poder é permitir que as decisões/ações sejam tomadas por mais atores. Isso é matematicamente viável de aferir. Note que aqui não estamos tratando de qualificar poderes (por critérios abstratos), mas de aplicar uma matemática à quantidade […]

Read Full Post »

Podemos definir “agro” assim: setor responsável por produzir alimentos para a sociedade. Se formos falar de futuro, um primeiro ponto que não posso deixar de tocar é para a possibilidade de uma mudança disruptiva na própria demanda. A invenção de algo que consiga alimentar pessoas, que não seja proveniente diretamente da terra. Já brinquei em […]

Read Full Post »

É comum defender um cenário de desemprego em massa no futuro com uso cada vez mais de robôs. O que é falso. Demandas humanas são progressivas: da sobrevivência para a existência. Explico. Uma tecnologia vem para reduzir custos e tornar um serviço/produto mais competitivo. O preço cai por que alguém não será mais pago. Porém, […]

Read Full Post »

As disruptivas mudanças do Século XXI só serão compreendidas pelo aumento demográfico dos últimos 200 anos. Se tivermos a Macro-história como parâmetro, analisaremos o seguinte: o sapiens é uma tecnoespécie e, por causa disso, pode praticar a Complexidade Demográfica Progressiva – toda vez que tem um problema, sofistica a Tecnocultura; Por praticar a Complexidade Demográfica […]

Read Full Post »

Quando falamos de mídia, estamos intoxicados por uma espécie de sindicato do pensamento, que dividiu o conhecimento em caixas. Mídia é coisa de comunicação (sim, eu sei Palhano que o McLuhan não pensava assim) 🙂 Mas passemos a refletir sobre o tema. Mídia é aquilo que está no meio e permite/facilita/possibilita a interação de vários […]

Read Full Post »

Em 2015, concedi uma entrevista para a Época Negócios, que tinha o seguinte título “Vamos acabar com os gerentes!“. Foi uma das entrevistas mais compartilhadas da Revista naquele ano. E, por causa dela, recebi “tiro” de tudo que foi lado. Os gurus da administração de plantão defenderam que sem gerentes nenhum negócio pode ir adiante. […]

Read Full Post »

Todas as áreas da sociedade estão vivendo os efeitos do Descentralismo Progressivo. O Descentralismo Progressivo é uma lei geral da espécie humana, que diz o seguinte: Na macro-história, o sapiens consegue aumentar a população por causa das tecnologias; Mais gente significa mais complexidade (objetiva e subjetiva) o que demanda tecnologias de todos os tipos para […]

Read Full Post »

Já faz um certo tempo que tenho estudado a chegada da Era Digital. Tem sido um esforço coletivo de várias pessoas para poder fazer um diagnóstico correto para se apresentar tratamentos adequados. O primeiro impasse é de que vivemos hoje uma mudança MACRO-HISTÓRICA, um fenômeno social recorrente, que é muito raro. A chegada de uma […]

Read Full Post »

Inovar seria trazer novidade (in-novar). Novidade é mudar de algo para algo, assim, como transformar (trans-formar) é sair de uma formação para outra. Se você quer trazer novidade, precisa ter uma estratégia. Organizações querem ou (deveriam pensar em) competir – essa deveria ser a meta. Assim, o que se está falando é melhorar a taxa […]

Read Full Post »

Existe uma ordem lógica de Bifurcações do Conhecimento dos mais abstratos e primários aos mais concretos e secundários. É o que chamei inicialmente de Edifício do Pensamento e depois de Hierarquia do Conhecimento. Podemos dizer que a Bifurcação do Conhecimento Primária é o debate da essência do ser humano, o que somos, independente do tempo, […]

Read Full Post »

Quando se fala em educação, se pensa fortemente no conteúdo que será ministrado. Porém, temos que começar a pensar diferente. Nós somos seres midiáticos (precisamos mudar isso na forma como pensamos a essência humana). Assim, toda a interação humana, incluindo as organizações de todos os tipos, são modeladas pelas mídias de plantão. Com as organizações […]

Read Full Post »

É o estudo do fenômeno da tendência humana, no longo prazo, de continuamento ir de uma situação mais para uma menos centralizada. O motivo: a descentralização facilita lidar com a complexidade. O Descentralismo visa estudar os fatores que impedem e ampliam a capacidade de ajudar que esta tendência seja facilitada. O Descentralismo, assim, é o […]

Read Full Post »

Ordem – relação inteligível estabelecida entre uma pluralidade de elementos; organização, estrutura; Espontânea – Que acontece naturalmente – não artificial. Ordens sociais são formas de se estabelecer relações ou melhor interações. Uma Ordem pode permitir que as interações sejam feitas por mais gente, de forma mais horizontal, ou intermediadas por alguém, de forma mais vertical. […]

Read Full Post »

Vou chamar a filosofia para ajudar na área de negócios. Essência – é aquilo que se é por natureza; Consequência da Essência – é aquilo que ocorre por causa da natureza. Vejamos o caso do McDonald, bem retratado no filme, que tem no Netflix, Fome de Poder. O McDonald resolveu adotar o que hoje chamamos […]

Read Full Post »

Existem novas Leis Gerais da Sociedade que precisam ser consolidadas para entender o digital. Sem elas, o Digital e todas as consequências serão um enigma. A Primeira Nova Lei da Sociedade é a seguinte: Lei 1 – Aumentos Demográficos causa Revoluções Midiáticas Civilizacionais Descentralizadoras! Se somos uma tecnoespécie que pode crescer demograficamente, temos que levar […]

Read Full Post »

Numa cidade pequena a capacidade das pessoas se comunicarem é maior do que numa cidade maior. Numa cidade pequena as pessoas usam a oralidade, pois todos estão mais ou menos perto em termos de tempo e lugar; Numa cidade maior as pessoas precisam usar outras mídias, pois todos estão cada vez mais longe em termos […]

Read Full Post »

Um dos problemas da Escola Austríaca está na casinha “existencial” da Filosofia, que responde: “Qual é a essência do ser humano?”. Até bem pouco tempo a resposta de que somos uma tecnoespécie não estava no cardápio das ciência sociais. Todo o trabalho desenvolvido pelos pensadores austríacos é Pré-McLuhan, Pré-Canadense. Quando se imagina que o ser […]

Read Full Post »

Todo descentralizador e/ou Escola Descentralizadora acredita em Ordens Espontâneas, nas quais a sociedade – indivíduo se relacionando com os demais – vão resolvendo os problemas ao longo do tempo. Não existe pensamento descentralizador sem Ordens Espontâneas, ou com algum nome parecido. Há dois problemas quando falamos em Ordens Espontâneas. Quanto mais complexo for o ambiente […]

Read Full Post »

Tenho lido muitos seguidores da escola, na sua maioria economistas, tentando fazer uma análise da própria escola. Minha primeira percepção que é preciso de um ferramental específico, que vou chamar de “Método de análise de Escolas de Pensamento“, que é uma variante da Epistemologia. Há uma confusão de conceitos entre teorias, metodologias, filosofia. Com a […]

Read Full Post »

Vou passar a a chamar a Linguagem dos Rastros para Linguagem dos Ícones. Isso já é o resultado da pesquisa que tenho feito em outras Escolas de Pensamento Descentralizadoras, como a Austríaca de Economia. Linguagens são ferramentas humanas para permitir a interação. E se compararmos com as Linguagens de Comunicação Sonora do passado a escrita […]

Read Full Post »

Matrix é um paradigma, este que todos nós estamos. Tudo que pensávamos sobre sapiens, caminhada humana e respectivos avanços nas ciências sociais precisa ser revisto,, onde se inclui princípios da administração, dos negócios, da educação, política, etc. A primeira pílula é quando você conhece os pensadores canadenses que dizem que somos uma tecnoespécie midiática: mudou […]

Read Full Post »

Talvez, a grande novidade, das grandes novidades, que temos hoje no novo século é a nova percepção de que vivemos uma espécie de Descentralização Progressiva Obrigatória. Na macro jornada humana, com algumas recaídas, o ser humano tem como tendência ciclos de descentralização de poder. Por quê? Vamos pela ordem: Somos uma tecnoespécie e quando temos […]

Read Full Post »

Muitas pessoas têm utilizado o recurso de aumentar a velocidade dos áudios e vídeos para receber informações mais rápidas. Ou estão com pilhas e pilhas cada vez maiores de livros para ler. Estão lendo cada vez mais, mas estão lendo bem? Temos hoje uma explosão da informação, típica de revoluções midiáticas e estamos querendo ler […]

Read Full Post »

Se pensamos que a história humana é uma grande Ordem Espontânea, na qual cada indivíduo decide os melhores caminhos, é preciso que haja Indicadores Espontâneos. Ou os mais Espontâneos Indicadores Espontâneos. A Escola Austríaca apresenta a seguinte lógica na Ordem Espontânea Mercado de Trocas de Produtos e Serviços: A propriedade privada é fator fundamental para […]

Read Full Post »

Escolas de Pensamento são formadas por grupos de pessoas, que partem de determinadas premissas, de maneira geral, filosóficas. Podemos dizer que temos dois tipos de Escolas de Pensamento: As centralizadoras – que ao responder a pergunta “para onde vamos?” acreditam num destino coletivo, de alguma forma pré-formatado; As descentralizadoras – que ao responder a pergunta […]

Read Full Post »

O principal desafio de um Futurista é saber que tipo de conhecimento é válido e qual não é. Por isso que estudar Futurismo significa mergulhar na Epistemologia, o estudo filosófico dos critérios para definir como saber que um pensamento é válido. Um Futurista é um separador do Joio do Trigo. É MIMIMI não é MIMIMI? […]

Read Full Post »

Matrix é um filme australo-estadunidense de 1999, dos gêneros ação e ficção científica, dirigido por Lilly e Lana Wachowski e protagonizado por Keanu Reeves, Laurence Fishburne e Carrie-Anne Moss. A ideia de Matrix é de que existem dois mundos: um no qual vivemos e acreditamos ser a realidade. E outro, do lado de fora, quando […]

Read Full Post »

Dentro do que estou estudando, podemos dizer que a Bimodais é uma Escola de Administração com forte contribuição para as Escolas de Pensamento Descentralizadoras. Explico. Veja o mapa das diferentes camadas na Hierarquia da Reflexão de diferentes Escolas: Abaixo aponto em que áreas estamos contribuindo para as Escolas de Pensamento Descentralizadoras: No Filosófico Existencial: Somos […]

Read Full Post »

Escolas de Pensamento compartilham de áreas comuns da Hierarquia da Reflexão. E áreas limitadas, que são exclusivas para a solução dos problemas. Se analisarmos a Escolas de Pensamento temos debates que são nitidamente da área comum de várias Escolas similares e outros que são específicos do problema analisado: Cada uma destas camadas, define determinadas pré-condições […]

Read Full Post »

Uma das coisas que aprendi estudando que o conhecimento tem uma hierarquia. Para nós, aqui da escola, conhecimento é uma ferramenta para a solução de problema. Não conhecemos para chegar à verdade, pois a verdade é inútil, pois hoje é uma e amanhã será outra. Problemas são contextuais e contemporâneos e é na prática da […]

Read Full Post »

Disse no Resumocast desta semana que há uma crise de paradigma filosófica no mercado. As mídias não são neutras, são a placa-mãe da sociedade. Todo o resto são sistemas operacionais: economia, política, educação, arquitetura, psicologia, etc. Marshall McLuhan, que estaria completando 108 anos esta semana, foi um filósofo que sugeriu uma alteração no topo do […]

Read Full Post »

Escolas de Pensamentos têm uma estrutura relacionada entre diferentes áreas, que são uns pré-requisitos de outros. Passei a chamar isso de Edifício do Pensamento: Note que quando os resultados são insatisfatórios temos que voltar de baixo para cima para ver que tipo de problema temos nos diferentes andares, subindo na escada. Porém, nestes andares temos […]

Read Full Post »

Temos que dividir os estudos sobre qualquer assunto nos seguintes níveis: Muitas vezes, a partir de um problema como “ajudar a sociedade a lidar melhor com os aspectos econômicos” há questões que “descem” no Edifício do Pensamento para as teorias e metodologias. Que ficam restritas aquele problema específico. E outras que “sobem” abrangendo questões filosóficas, […]

Read Full Post »

Acredito que não. Ao levantar a questão da mídia como um fator fundamental para entender o ser humano, o debate está na Metafísica: quem é o ser humano e o que ele faz aqui no planeta? O que, no frigir dos ovos, o McLuhan nos diz na emblemática frase “o meio é a mensagem” é […]

Read Full Post »

Estou lendo o livro “Ação, tempo e conhecimento: A escola austríaca” de Ubiratan Jorge Iorio. Não acredito que possamos compreender a Escola Austríaca em toda a sua dimensão como sendo apenas uma Escola de Economia, que tem uma vertente multidisciplinar. Temos diferentes Escolas de Pensamento na sociedade, que tiveram uma Bifurcação Filosófica. Ou optaram por […]

Read Full Post »

Hoje, entra no ar minha terceira participação no Resumocast, a convite do maravilhoso Gustavo Carriconde. Foram três episódios, que formam um curso completo sobre uma nova visão sobre o digital, a partir da nossa escola Bimodal. Uma sugestão de ordem: A ESTRUTURA DAS REVOLUÇÕES CIENTÍFICAS – THOMAS KUHN; CIBERCULTURA – PIERRE LÉVY; ADMINISTRAÇÃO 3.0 – […]

Read Full Post »

Todo mundo fala em complexidade, mas são muito poucos que ligam a complexidade da sociedade humana ao aumento populacional. Coloquemos isso em números. Nós passamos de 1 para 7 bilhões, o que significa um Brasil, de hoje e mais um pouco, chegando no planeta a cada década. E uma Venezuela a cada ano. Se formos […]

Read Full Post »

Os conceitos de Friedrich  Hayek (1899-1992) são bem interessantes para serem incorporados pelos Bimodais. Em resumo, numa tradução livre, Hayek diz o seguinte: caminhamos para cada vez mais complexidade; diante da complexidade, é preciso estimular ordens espontâneas e não controladas; ordens controladas impedem as trocas voluntárias; e é preciso uma espécie de linguagem coletiva para […]

Read Full Post »

Todo o debate sobre a espécie humana se divide em bifurcações filosóficas. Se você acabou numa cidade que chove muito, certamente, em algum lugar da estrada fez a opção por aquela cidade e, sem saber, ou sabendo, que era uma em que chove muito. Opções filosóficas definem caminhos e muitas vezes se perde muito tempo […]

Read Full Post »

Alguém do Instagram acordou de manhã de mau humor e resolveu não mostrar os likes dos usuários para os outros. Muita gente não vai dar bola; Outros dizem que é o fim do mundo. E eu vou dizer que é mais um sintoma da crise da Uberização 1.0. Não importa bem o motivo, apenas é […]

Read Full Post »

No fundo, o que as pessoas desejam quando falamos de ciência é intermediar o conhecimento. Quando se fala em Ciência Religiosa, aquela que procura a verdade e não a solução de problemas, cria-se a intermediação científica. Alguém sabe e os outros não sabem. Cria-se uma espécie de igreja científica, com hierarquias, na qual todos precisam […]

Read Full Post »

Vimos neste artigo, uma primeira visão geral sobre o tema. Temos em uma Revolução Civilizacional, provocada por novas mídias, o seguinte quadro: Quero aqui detalhar mais um pouco. No surgimento, temos dois movimentos: Massificação dos novos canais – com consequências específicas; Massificação da nova linguagem – com outras consequências. Isso é o padrão de todas […]

Read Full Post »

Tenho dito que quem olha para a tendência tecnológica do ano que vem não é futurista, é modista. A time line do futurista é de, pelo menos décadas ou séculos, apontando macro tendências. E só faz sentido termos futuristas e não modistas, quando há algo sendo alterado em fatores macro-históricos. Futuristas analisam fenômenos macro e […]

Read Full Post »

O ser humano tem duas questões básicas: sobreviver e viver.Ou de sobrevivência e existência. Quem trabalhou muito com isso foi Maslow, quanto mais no alto da pirâmide, mais vivência e menos sobrevivência. Quando pensamos em Ciência Científica (voltada para problemas) podemos separar duas linhas de pesquisa para contrapor à divisão bem comum entre ciência aplicada […]

Read Full Post »

Podemos dizer que temos duas visões de ciência (isso é minha avaliação):- Religiosa – a que defende a procura da verdade; Científica – voltada para os problemas. Se olharmos para o passado, veremos que a ideia da procura da verdade é uma utopia do ponto de vista da chegada final ao objetivo. Além disso, tal […]

Read Full Post »

Hoje estarei gravando mais um episódio do Resumocast, com Gustavo Carriconde para falar do livro “A Estrutura das Revoluções Científicas“, o mais importante de Thomas Kuhn (1922-96). Autores e livros ganham importância quando sugerem mudanças radicias ou disruptivas na forma de pensar – aqui é o caso. Antes de Kuhn, havia um senso comum de […]

Read Full Post »

Vimos em artigo anterior que determinados pensamentos e ações voltam na fase do surgimento da Revolução Civilizacional. E defendemos também que neste período se reforçam pensamentos e ações condizentes com a descentralização. O Pragmatismo tende a voltar. Pragmatismo – corrente de ideias que prega que a validade de um conhecimento é determinada pelo seu bom […]

Read Full Post »

Dentro da visão da nossa Escola, a macro-história (quando falamos em mais de uma década, séculos ou milênios) se desenvolve principalmente por três fatores integrados: tamanho da população, que pressiona; ambiente comunicacional disponível, que pressiona; ambiente administrativo compatível com a complexidade demográfica. Como vemos na figura abaixo: Dentro deste contexto, podemos dizer que Eras Midiáticas-Demográficas-Administrativas […]

Read Full Post »

De maneira geral, o mercado enxerga a necessidade de digitalizar, mas não de uberizar. É natural. Vivemos hoje uma Revolução Midiática da qual se entende muito pouco. Revoluções Midiáticas vêm para equilibrar as forças das demandas com a das ofertas, através de profundas mudanças administrativas na sociedade. Toda vez que temos Revoluções Midiáticas saímos de […]

Read Full Post »

Futurismo é a atividade de prever o futuro no médio e longo prazo. É bom não confundir com estrategistas ou profissionais de inteligência competitiva, que trabalham com previsões de curto prazo. O Futurismo precisa, assim, compreender o fenômeno histórico que estamos passando para conseguir projetar o futuro. Nosso problema principal, que tem criado a prática […]

Read Full Post »

Segundo Freud, o ser humano para amadurecer precisa abandonar uma fase narcísica. Passar da percepção de que “o mundo me deve algo” para “eu vou servir ao mundo para poder sobreviver e viver“. Podemos dizer que as fases da história humana devem ser analisadas – entre outros – por alguns fatores: Fase da Era Midiática […]

Read Full Post »

Os pensadores da Escola de Pensamento de Comunicação Canadense (da qual os Bimodais aqui no Brasil são filosoficamente adeptos) sugerem novas premissas e leis para a história humana. Partindo das seguintes premissas filosóficas: Tecnologias são proativas e não neutras na história humana; Mídias são tecnologias; Mídias, portanto, também são proativas e não neutras, podemos considerar […]

Read Full Post »

Quando se define o Núcleo Duro da Escola de Economia Austríaca, se fala em Ordem Espontânea. Que o mercado seria uma ordem espontânea, regulado de baixo para cima, de forma horizontal, na ideia da “mão invisível” de Adam Smith. O conceito de Ordem Espontânea, entretanto, é usado pela economia para pensar problemas econômicos, mas não […]

Read Full Post »

Temos o que podemos chamar de Macrocrise Demográfica-Midiática- Civilizacional. Quanto mais a população cresce e mais tempo se passa para que se tenha uma mídia nova que permita descentralizar as decisões, mais vamos criando uma crise demográfica-midiática civilizacional. O modelo comunicacional-administrativo vai ficando obsoleto, pois não consegue melhorar a qualidade das ofertas diante do aumento […]

Read Full Post »

Determinismo – é uma corrente de pensamento que defende a ideia de que as decisões e escolhas humanas não acontecem de acordo com um livre-arbítrio, mas sim através de relações de casualidade. Live arbítrio – possibilidade de decidir, escolher em função da própria vontade, isenta de qualquer condicionamento, motivo ou causa determinante. Note que na […]

Read Full Post »

Muita gente critica a uberização como se fosse uma foto. É assim e sempre será assim. Porém, é preciso ver a uberização como um processo e o modelo Uber como a sua primeira fase. Mais ainda. Que a Uberização 2.0 não será feita com as tecnologias hoje existentes, mas com um mix de tecnologias para […]

Read Full Post »

Na nova Teoria da História Canadense/Brasileira, que estamos desenvolvendo na Escola Bimodal, o ser humano é uma espécie que aumenta a população por que usa tecnologia e usa tecnologia por que quer aumentar a população. Num determinado momento dessa relação tecnologia-demografia, há a necessidade de promover mudanças nas tecnologias da comunicação, que nos permitem dar […]

Read Full Post »

Podemos dizer que temos dois tipos de Teorias da História sempre em disputa: Teorias da História baseada em ordens controladas – que partem da ideia de que a espécie tem uma missão e por causa disso há um centro racional que sabe o caminho, podendo também ser chamada de coletivista – que parte do coletivo […]

Read Full Post »

Teoria – conjunto de regras ou leis, mais ou menos sistematizadas, aplicadas a uma área específica. Quando falamos em Teoria da História, estamos procurando leis que possam nos ajudar a entender como e por que algo muda na jornada humana ao ponto de poder definir Eras. Podemos dizer que o principal problema para compreender o […]

Read Full Post »

Vivemos hoje um Momento Bimodal. Um dos raros momentos da macro-história humana, entre duas Eras Midiáticas-Demográficas Civilizacionais. De um lado, antigas organizações, que praticam a gestão, baseada num modelo dos canais e linguagens analógicas, com determinadas limitações; Do outro, novas organizações, que praticam a curadoria, baseada nos novos canais e linguagens digitais, que superam antigas […]

Read Full Post »

Older Posts »

WhatsApp chat