Feed on
Posts
Comments

Category Archive for '_____Terceira Temporada 2020.1'

Não é possível entender o novo século se não analisarmos a Macro-História. Cada fenômeno humano tem um ciclo diferente. Revoluções Midiáticas ocorrem em séculos ou milênios, na Macro-História. Com a chegada do Digital, estamos alterando o Triângulo da Sobrevivência do Sapiens de forma disruptiva, passando dos lobos para o das formigas. Todas as espécies sociais […]

Read Full Post »

O Futurismo é a projeção das Macrotendências de longo prazo. Não confundir com o Modismo, que é de curto. Competitivo, pois não é um Futurismo para passar em programa de televisão, mas ajudar pessoas a decidir coisas sobre o amanhã. E Bimodal, que faz uma opção por um determinado tipo de visão de Futuro baseado […]

Read Full Post »

O físico americano Thomas Kuhn (1922-96) nos ensinou que o ser humano nunca vai chegar a Realidade Absoluta, mas sempre a Parcial. Nossa forma de conhecer o mundo é feita em forma de espiral. Conhece, tropeça, conhece, tropeça e assim vamos. Quando estamos diante de uma fenômeno novo – e o digital é um deles […]

Read Full Post »

Nossa espécie é a única que cresce demograficamente de forma interdependente. Temos um Tecno Macro Triângulo da Sobrevivência, como vemos abaixo: Ao aumentar o Teto Demográfico vamos, aos poucos, gerando uma incompatibilidade entre os lados do Triângulo da Sobrevivência. Quando aumentamos o Teto Demográfico, começamos, lentamente e gradualmente, a ter problemas de todos os tipos, […]

Read Full Post »

Thomas Kuhn (1922-96) defendeu que o conhecimento humano não é retilíneo. De vez em quando, temos que ligar um disjuntor entre Ciência Normal e Extraordinária. Nós criamos Narrativas Científicas, que esbarram num muro, pois novas tecnologias, gênios, pesquisas ou fenômenos podem destruir tudo que sabíamos. Vivemos hoje um momento de “muro”, Anomalia Científica, diante do […]

Read Full Post »

A Narrativa Científica Bimodal, desenvolvida aqui pela nossa escola, tem diagnosticado uma Crise Civilizacional faz tempo. O motivo é simples. O sapiens é a única espécie que aumenta a população de forma interconectada. Assim, o Macro Modelo de Sobrevivência praticado pelo Sapiens, com o tempo, vai ficando obsoleto, pois vamos “estourando” o Teto Demográfico. A […]

Read Full Post »

Digamos o que o ser humano é dividido em dois grandes grupos de pessoas, que já vêm desde a barriga da mãe com este perfil: Quietos – aqueles que são responsáveis por dar continuidade aos processos criados; Inquietos – aqueles que são responsáveis por criar novos processos. Naturalmente, a quantidade de quietos na sociedade é […]

Read Full Post »

Uma vez um tio meu me disse que Deus dá o cobertor, conforme o frio. Tirando a parte religiosa, acredito que a espécie humana estabelece, de forma sistêmica, relação entre modelos de comunicação/administração e complexidade demográfica. Uma pandemia desse tipo na Idade Média matou muita gente por falta de mídia. Não foi à toa que […]

Read Full Post »

Novas mídias trazem para o ser humano expansão da comunicação a distância. O Império Romano, por exemplo, não seria possível sem a escrita manuscrita para levar as ordens do imperador aos rincões mais distantes. A escrita conseguiu ampliar a possibilidade da comunicação oral, que só era possível no presencial. Porém, toda a sociedade se habitou […]

Read Full Post »

A frase número 1 dos meus alunos é a seguinte: “Nepô, como faço meu chefe topar inovar?”. Vivemos hoje fenômeno coletivo que podemos chamar de Compulsão Melancólica ao Passado Obsoleto. O transtorno, acredito eu, é recorrente a todas as Revoluções Midiáticas, que já tivemos. As mídias são a placa-mãe da sociedade e quando são alteradas […]

Read Full Post »

Toda vez que aumentarmos a população as relações trabalhistas terão que ser flexibilizadas, mais dia, menos dia. O Sapiens é a única espécie do planeta que vive sob a égide da Complexidade Demográfica Progressiva. O aumento gradual da complexidade demográfica nos leva a precisar flexibilizar as relações de trocas (informacionais, de produtos e serviços). O […]

Read Full Post »

O Resumocast fez uma avaliação de 2019 e três livros foram destaques pelos ouvintes do Podcasts. E eu comprei os livros para tentar descobrir o motivo. Foram justamente os livros que debatem o problema da mente condicionada versus o eu superior – conceitos de Eker: “Mais esperto que o Diabo” – Napoleon Hill; “Os segredos […]

Read Full Post »

O principal problema que temos quando se pensa em promover mudanças de qualquer tipo é o desconhecimento dos diferentes perfis humanos. Acredito, a partir de décadas de trabalho na área de inovação, que temos dois pólos: os quietos e os inquietos. A Quietude ou Inquietude é um tipo de “placa-mãe” que as pessoas trazem, desde […]

Read Full Post »

Quando se fala em Transformação Digital todo mundo pensa só em digitalizar. Digitalizar significa tirar algum tipo de intermediação operacional para colocar alguma tecnologia no lugar. A Digitalização é a melhoria radical da Civilização 1.0, porém não é só isso que fará uma organização competitiva. Vivemos hoje uma Revolução Civilizacional com a chegada de novo […]

Read Full Post »

Não há possibilidade de se pensar melhor sem o que podemos chamar “estabilidade emocional”. E aí vamos esbarrar em dois conceitos de estabilidade: A mais comum – estabilidade = solidez; A mais eficaz – estabilidade = equilíbrio. Note que a estabilidade sólida é aquela que não prevê forças em disputa. É uma estabilidade inflexível, na […]

Read Full Post »

O primeiro passo é definir se há foco no diálogo, ou é apenas bate papo. Se há demanda de diálogo para enfrentar um problema, é preciso desenvolver método eficaz. Todo o diálogo em torno de um problema visa melhorar a visão ou a ação que os participantes têm sobre ele. Todo diálogo começa com um […]

Read Full Post »

As pessoas não têm se dado conta, mas o que tem acontecido hoje no mundo digital, quando se fala em transformação digital, é o uso muito maior da propaganda do que da ciência. Ciência é o estudo dos fenômenos, a partir de critérios conceituais. Pouco importa o que o cliente deseja, o foco são os […]

Read Full Post »

Vivemos um raro Momento Bimodal. Bimodal vem de dois (bi) modos (formas) diferentes de se resolver macro problemas da espécie. Não sei se você já se deu conta, mas estamos vivendo – por causa da chegada da nova mídia – a passagem entre duas civilizações. O Macro Modelo de Sobrevivência da Civilização 1.0, utilizado para […]

Read Full Post »

É comum ouvir aqui na escola meus alunos falarem do real e do virtual. Virtual, significa: existente apenas em potência ou como faculdade, sem efeito real, que poderá vir a ser, existir, acontecer ou praticar-se; possível, factível. Por que chamamos, então, a interação digital de virtual? Isso, a meu ver, se deve pelo fator emocional […]

Read Full Post »

O mercado anda tão intoxicado que se inventa imagens, metáforas, que muito mais atrapalham que ajudam. Uma que é extremamente tóxica é a tal “é preciso sair da caixa!“. Sair da caixa é uma metáfora que atrapalha a inovação. Isso mesmo, atrapalha a inovação! Por quê? A caixa significa a forma como nós pensamos e […]

Read Full Post »

Uma pergunta bem comum é como incentivamos a mudamos alguém de um lugar para outro? E aí cabe várias questões: de que tipo de mudança estamos falando: incremental, radical ou disruptiva? é uma mudança que todos já têm clareza dos benefícios que virão adiante? a pessoa quer mudar mesmo com os benefícios? Existem vários tipos […]

Read Full Post »

Muita gente se pergunta por que nenhuma organização tradicional conseguiu, até agora, liderar qualquer um dos mercados digitais. A resposta é simples: os gerentes não querem. Os gerentes estão impedindo que as organizações tradicionais entrem no mundo digital. Por que estão fazendo isso? A resposta também é simples: o mundo digital veio acabar com antigos […]

Read Full Post »

O mercado vive momento de crise profunda diante do Digital. Nos momentos de crise é normal que ao invés de encarar o problema, se viva um processo de negação. A inovação que é praticada hoje passou a ser uma fuga. Chamamos de Inovação Rivotril, que tem o seguinte lema: “inovar pode, mudar jamais!”. Toda mudança […]

Read Full Post »

Vejamos os coletivos: Percepção é o coletivo de sensações; Conceito é o coletivo de percepções; E narrativa é o coletivo de conceitos. Narrativas procuram descrever e explicar fenômenos, a partir das seguintes premissas: A essência do fenômeno – o que ele é e o que não é; Os atributos fixos e variáveis – o que […]

Read Full Post »

Quanto mais eu leio, mais assombração me aparece. Agora é o livro do Rifkin. Ele defende a ideia de que tivemos a dicotomia socialismo x capitalismo no século passado e agora teremos uma nova via social, política e econômica, que podemos chamar de Lennonlândia (mundo do John Lennon). Esta é a tese. Para que seja […]

Read Full Post »

A principal crise que temos neste novo século é a demográfica. Tivemos o maior salto da história do sapiens de um para sete bilhões em 200 anos. É um salto de 3 bilhões de pratos de comida diário para 21 bilhões em dois séculos. Aumentos demográficos causam escassez, pois é cada vez mais gente precisando […]

Read Full Post »

Estou analisando o livro “Sociedade do Custo Marginal Zero” – de Jeremy Rifkin, que comete erros epistemológicos graves. Vejamos. A essência de algo é algo que é, e não pode ser retirando do mesmo. Só existe chuva molhada, a não ser que chova canivete e aí não é chuva é chuva de canivete. Ao dizer […]

Read Full Post »

Quem pode nos ajudar a entender é o Tio Thomas Kuhn (1922-96). Segundo o físico americano, o conhecimento humano é feito de “freadas” e “aceleradas”. A freada é chamada de anomalia, momento em que a forma de pensar e agir deixa de ser eficaz. Nestes momentos de anomalia, vivemos o que ele chama de Momento […]

Read Full Post »

Um termo fundamental no livro “Economia Compartilhada” de Arun  Sundararajan é o de Ferramentas de Confiança. Digamos que as mudanças de mídia têm a principal função, do ponto de vista da sobrevivência, de estabelecer as bases do Modelo das Trocas (informacionais e comerciais). As novas mídias têm a função social de permitir a alteração do […]

Read Full Post »

Ciência tem origem na palavra em Latim scientia, que tem como significado conhecimento ou saber. Porém, se sabe ou conhece para algo. Na minha visão, Ciência é o processo continuado de ações para ajudar a sociedade a lidar melhor com problemas complexos. A Ciência é praticada de maneira informal em vários lugares e formalmente na […]

Read Full Post »

Estou lendo o livro “Economia Compartilhada” de Arun Sundararajan e é mais uma narrativas que se enquadra no que temos chamado de Crise Conceitual Contemporânea Pós-Digital. Vivemos hoje Fenômeno Macro-Histórico e todas as análises que são feitas se utilizam da Micro-História. Mais. Presenciamos neste início de século o que nosso Tio Thomas Kuhn chamou de […]

Read Full Post »

A expressão “pensar fora da caixa” se tornou popular, mas é extremamente venenosa para a inovação. A imagem é de que você está dentro de uma caixa e é preciso se libertar dela. Mas vai para onde? Se vende a ideia por aí de que existe uma “Cracolândia da Inovação” que te leva para fora […]

Read Full Post »

Existe uma diferença entre um conceito e uma percepção. Um conceito é uma percepção refletida, comparada com outras, submetida às recorrências históricas. Uma percepção é apenas um insight, um primeiro passo para o desenvolvimento de um conceito. De maneira geral, o mercado tem consumido muito mais percepções do que conceitos. Peguemos o título do livro […]

Read Full Post »

Existem determinadas atividades humanas que o profissional não tem controle completo ou parcial do resultado. Um marceneiro pode garantir a qualidade da mesa, assim como um pintor da pintura da sala. Cabe a eles controlar todas as etapas e garantir a qualidade final do produto. Com um médico, por exemplo, é diferente. É preciso diagnosticar […]

Read Full Post »

Nunca tantos tiveram tão enganados diante do futuro. O mercado se mexia, através do apoio de consultores de diferentes tamanhos, que o ajudava a dar os próximos passos. O mercado se mexia incrementalmente e os consultores passaram a ter uma forma de pensar incremental. Dentro e fora das organizações, incluindo literatura de negócios, sempre se […]

Read Full Post »

Um dos principais erros de diagnóstico das atuais mudanças é considerar que vivemos uma Revolução Tecnológica. A chegada de novas tecnologias permite que o ser humano possa resolver problemas de outra maneira. E é preciso uma Adaptação Tecnológica, com forte carga emocional. Os hábitos de antes precisam ser revistos para novos. E toda vez que […]

Read Full Post »

É normal receber convites para palestras para falar sobre Transformação Digital. E eu pergunto para o futuro cliente se ele conhece a nossa versão sobre o tema. Não, não existe apenas uma versão sobre Transformação Digital, mas várias. De maneira geral, o mercado imagina que todos chegaram a um consenso sobre Transformação Digital – o […]

Read Full Post »

Uberizar é mudar a forma de comando e controle. Na Uberização os atuais intermediadores (chefes, gerentes, supervisores) dão lugar a algoritmos. A Uberização é um novo Macro Modelo Administrativo Disruptivo. A Uberização vem responder a demanda de sobrevivência da sociedade para lidar com a nova Complexidade Demográfica. O grande risco da Uberização para as organizações […]

Read Full Post »

Toda pessoa, profissional ou empresa desenvolve uma Narrativa antes de procurar sobreviver e competir no mercado. Narrativa é uma explicação do que precisa ser feito para garantir a sobrevivência. Há, assim, um Mercado de Narrativas sugerindo a melhor forma que pessoas, profissionais e empresas possa sobreviver no mercado. De maneira geral, o mercado tem uma […]

Read Full Post »

Hoje, sou Curador da Bimodais – Futurismo Competitivo e quero refletir sobre essa experiência, que completa agora um ano. Criamos novo modelo de Escola tanto na forma, como no conteúdo. Podemos dizer que estamos experimentando na Bimodais nova forma de criar e repassar conhecimento. No conteúdo, desenvolvemos o conceito de Narrativa Progressiva. Narrativa Progressiva pode […]

Read Full Post »

Se caísse um meteoro na terra similar ao que extinguiu os dinossauros teríamos que analisar o fenômeno (se ainda sobrasse algum humano) na Cosmo História. Não é o cientista que define a camada da história que vai trabalhar, mas o tipo de fenômeno que analisa. O Digital se caracteriza pela chegada de nova mídia. Novas […]

Read Full Post »

Já estamos na Terceira Temporada das Leituras Bimodais. Temos lido os livros que o mercado tem consumido sobre: O que é o digital? E o que fazer a partir dele? Não é discussão pouco importante, pois muitas organizações com tradição estão perdendo valor de mercado e algumas já fecharam. Porém, o que prevalece hoje no […]

Read Full Post »

Vivemos neste novo século momento que será marcado como a pior crise já vivida da administração dos negócios. Vivemos, como diz Taleb, Momento Bestial: mudança no macro cenário, de forma muito acelerada. Nós sabemos lidar razoavelmente com mudanças no micro ou até no meso cenário, mas não no macro. Vivemos espécie de ajuste de “Placa […]

Read Full Post »

Nossa espécie altera o DNA de Sobrevivência de tempos em tempos. E quando faz isso necessita criar nova Cosmovisão. Cosmovisão pode ser entendida por “maneira subjetiva de ver e entender o mundo”. Muitos dirão que não há uma, mas várias Cosmovisões. Sim, mas algumas Cosmovisões podem gerar Zonas de Atração e outras de Abandono. Há […]

Read Full Post »

Vivemos hoje mudança estrutural da sociedade de forma muito rápida. É o que Taleb chama de bestial: mudança macro, num espaço muito curto de tempo. Toda vez que as mídias descentralizam a informação, passamos por algo parecido, a saber: aumento radical da taxa de inovação; mudanças no DNA de Sobrevivência do sapiens; momento bimodal: velha […]

Read Full Post »

Digamos que temos dois tipos de leitura: Para o lazer – voltada para ficção e curiosidades gerais; Para o trabalho – voltada para resolver determinado problema. Aqui vamos falar da segunda. Se o leitor não tem o problema e o cliente bem definido fica muito complicado aumentar a taxa de eficácia da leitura. Quem não […]

Read Full Post »

Todo autor tem uma missão ao escrever seu livro. A do Taleb no seu “Antifrágil” (e no Cisne Negro) me parece que é: Ajudar pessoas a lidar com os eventos inesperados da vida. É um livro que aborda, entre outras, duas questões: metodologia antifrágil para que se possa lidar com o inesperado; ética antifrágil para […]

Read Full Post »

Por volta de 1800, quando o sapiens bateu perto de um bilhão de habitantes, primeiro Adam Smith, de forma mais leve e depois Thomas Malthus, que dedicou um livro sobre o tema diagnosticaram: Quando a espécie cresce, necessariamente um pessoal não vai sobreviver por falta de condições. Naquele momento, se ignorava o fator Tecnoespécie do […]

Read Full Post »

Os Bimodais têm uma visão Determinista Histórica-Demográfica-Midiática. O que significa isso no português? 🙂 Os Bimodais acreditam que as grandes forças que mudam a Macro-História são a demografia e a chegada de novas mídias. Novas mídias marcam mudanças Macro-Conjunturais, na direção da Cooperação Progressiva. Quanto mais Complexidade Demográfica, mais precisamos permitir e incentivar a Cooperação, […]

Read Full Post »

Volta e meia um autor adota as mídias como um marco para explicar a jornada humana. A máxima de dupla McLuhan – Lévy “mudou a mídia, mudou a sociedade/civilização”. Como chamamos isso? Depois de muito quebrarmos a cabeça por aqui, chegamos ao conceito Determinista Histórico-Midiático. São pessoas que concordam com a ideia de que a […]

Read Full Post »

Volta e meia um autor recorre a comparação com outras espécies para falar do sapiens. Como chamamos isso? Depois de muito quebrarmos a cabeça por aqui, chegamos ao conceito Comparativismo. Que pode ter dois tipos: Comparativismo Sapiens-Animais (ou inter-espécies) – que é o que fez Adam Smith ao comparar a cooperação da nossa espécie com […]

Read Full Post »

Estamos no projeto Leituras Bimodais lendo “A Riqueza das Nações“, de Adam Smith. Temos livro o livro 1 da Juruá Editora: A ideia original era a de agregar ideias para a sala “403” do Andar Teórico do Edifício do Pensamento e Ação da nossa Escola, que trata dos fatores resultantes de um Revolução Civilizacional. Principalmente, […]

Read Full Post »

No nosso projeto Leituras Bimodais temos analisado diversos livros clássicos e do mercado. Passamos um bom tempo sobre o “21 lições” do Harari e depois sobre o “Idade Média/Mídia” do Walter Longo. O primeiro é pessimistas diante do futuro, diria até alarmista e o segundo é otimista. Tem uma regra? Acho que tem. E vem […]

Read Full Post »

Recebi a missão de preparar um questionário de avaliação para organizações tradicionais para aferir o grau de preocupação sobre o Futuro de longo prazo. Ou melhor, de mudanças que possam tirar a organização do negócio, se não estiver preparada. O primeiro retorno que tive é de que se já é difícil pensar no curto prazo, […]

Read Full Post »

Antropologia – ciência do homem no sentido mais lato. Antropologia: Analisa o sapiens como espécie viva; Analisa todas as épocas; Trabalha com a macro-história. Assim, estamos falando de um campo de estudos que tem foco de procurar as diferentes ocorrências relevantes na jornada do sapiens. A Antropologia tem o papel, por exemplo, de separar o […]

Read Full Post »

Imagine um aquário. Há os peixes e a água. Os peixes não vêem a água, pois a água é invisível, como se não existisse. Porém, se a água tem algum tipo de problema, podem morrer por causa da invisibilidade. Imagine agora a sociedade humana com sua “água” – as coisas que se alteram sem que […]

Read Full Post »

A palavra que vem é desamparo. Desamparo – estado daquilo que se encontra privado de ajuda. O mercado vive hoje um enorme desamparo conceitual. Temos futuro que era mais ou menos certo e passou a incerto. E isso deu nó na cabeça dos estrategistas de plantão. Vivemos o que Thomas Kuhn chamou de Anomalia Conceitual. […]

Read Full Post »

O que é mentalidade? Mentalidade – conjunto de manifestações de ordem mental (crenças, maneira de pensar, disposições psíquicas e morais), que caracterizam uma coletividade, uma classe de pessoas ou um indivíduo; mente, personalidade. A mentalidade é ferramenta humana para sobreviver. Todo mundo pode optar pela mentalidade que quiser, mas se não permitir sobreviver, começa a […]

Read Full Post »

Recebi o desafio de criar um modelo para testar essa pergunta: sua empresa está preparada para o futuro? O primeiro passo para que isso possa ocorrer é ter diagnóstico do que será esse tal futuro nos negócios. E hoje não tem jeito: Cada pessoa, profissional e organização será obrigada a apostar sobre algum prognóstico futuro […]

Read Full Post »

Vivemos hoje um macro processo de passagem de ambiente de comando e controle mais centralizado para outro mais distribuído. Isso é consequência natural de dois fatores obrigatórios: aumento populacional – que nos obriga a aumentar o poder das decisões dos indivíduos; nova mídia – que nos permite aumentar a quantidade de informação circulante, de forma […]

Read Full Post »

Este é o primeiro texto de análise do novo livro ” O Fim da Idade Média e o Início da Idade Mídia”, de Walter Longo, que Luiz Felipe Pondé, no Prefácio, chamou de ensaio. ” Ensaio é obra de reflexão que versa sobre determinado tema, sem que o autor pretenda esgotá-lo, exposta de maneira pessoal […]

Read Full Post »

Hoje, vivemos uma situação bizarra no mercado. Uma mudança macro que está sendo tratada com ações micros. Todo mundo fala em Transformação Digital, um misto de ações pseudo-estratégicas sem um plano maior. Se estamos falando de TRANS + FORMAÇÃO para o DIGITAL é preciso, antes de tudo, definir o que é o novo cenário digital. […]

Read Full Post »

21 lições, novo livro do Harari: confesso que foi uma decepção decepcionante – em dobro. Desculpe, mas para desgosto dos fãs do Harari, não consegui aprender absolutamente nada de positivo no livro “21 lições para o século 21”. Aprendi sim como as coisas não devem ser feitas. Harari abandonou a razoável pesquisa que fez para […]

Read Full Post »

Vou analisar hoje a seguinte frase do Harari: “Humanos sempre foram muito melhores em inventar ferramentas do que usá-las sabiamente. (pg.26) “ E o que isso transparece em termos de visão de mundo. O primeiro aspecto que é uma frase solta, que – mais uma vez – tira dos indivíduos a capacidade de discernimento, da […]

Read Full Post »

Ayn Rand, filosofa, (1905-82) nos deixou um precioso conceito, que vou adaptar e chamar de “Egoísmo Saudável” (ele chama de Racional). Tia Rand (como gosto de chamar) defende que todo o ser humano é obrigado a ser egoísta. Entenda-se egoísmo como “defesa do próprio interesse”. O sapiens, diferente de outras espécies, ela diz e concordo, […]

Read Full Post »

Harari é platônico. Platão acreditava em ideias fora da sociedade. Um destino fechado. Ideias que deveriam guiar a espécie na sua jornada. Filósofos tinham como missão conhecer estas ideias e liderar as sociedades. Muita gente acredita nisso. Que a espécie, toda ela, tem uma meta e que alguns iluminados sabem quais são. São estes iluminados […]

Read Full Post »

O grande erro que temos cometidos diante do digital é sempre nossa visão micro para um problema macro. Note que estamos alterando a placa-mãe da sociedade: as tecnologias que dão suporte a nossa forma de trocar, consumir, aprender, conhecer, nos informar. É uma mudança macro, mas insistimos em olhar apenas para o micro. Estamos completamente […]

Read Full Post »

Alarmista – quem costuma propagar notícias ou boatos alarmantes. apresenta gravidade, perigo; inquietante, que causa alarme, que sobressalta; assusta, aterroriza, gera “boatos, apresenta gravidade, perigo; inquieta. Este é o título provisório da minha crítica ao Harari. Vou melhorando com o tempo. Share this…FacebookGoogle+TwitterLinkedin

Read Full Post »

Harari começa assim o capítulo 1: “Os humanos pensam em forma de narrativas e não de fatos, números, ou equações e quanto mais simples a narrativa, melhor” (pg 21). Mais adiante vai defender que o mundo teve três narrativas a fascista, a comunista e a liberal. Mas há um erro aqui, que podemos chamar de […]

Read Full Post »

Existe um forte movimento dos tradicionalistas contra a uberização. O principal argumento é de que temos uma precarização do trabalho. Precarização pode ser definida como – processo que torna algo precário, diminuindo sua qualidade e eficiência; ineficiente, inseguro. O que estamos, na verdade, debatendo é a carteira assinada, vínculos empregatícios, que podem ter mais ou […]

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »

WhatsApp chat