Feed on
Posts
Comments

Antes do Digital, organizações tinham um modus pensante e operante, no qual se definia um processo para repeti-lo em longos ciclos de continuidade.

A taxa de tecnologia nos negócios era mais baixa, bem como o ambiente informacional era menos interativo.

Organizações e pessoas eram formatadas para repetir.

Podemos dizer que toda nossa formação foi voltada para o desenvolvimento de determinadas áreas do nosso cérebro, que eram fatores de diferenciação no mercado.

Hoje, no ambiente digital tudo está cada vez mais tecno. Um celular com mais capacidade e mais barato, permite baixar mais aplicativos mais sofisticados, o que muda o mercado.

Novos consumidores ficam cada vez mais exigentes e vão se transformando e o processo criar-repetir vai ficando para trás.

Uma organização competitiva, que podemos chamar de saudável para os negócios, é aquela que agora está se preparando para a Disrupção Permanente.

Vai trabalhar constantemente na Bimodalidade.

  • No Modal 1, vai criar e repetir e atender os clientes antigos e atuais;
  • E no Modal 2, vai se projetar para um futuro disruptivo.

Não se pode mais trabalhar com um modal só, pois a organização perde competitividade.

Em ambos os modais, mais dinâmicos, novas áreas do cérebro precisam ser estimuladas, mais ligadas à abstração, criatividade, inovação, autonomia.

 Organizações não são mais criadas para repetir, mas para se reinventar.

É isso, que dizes?

No Curso Básico de Formação Bimodal temos formado pessoas para que possam enfrentar esse desafio, veja um dos depoimentos:

Leave a Reply

WhatsApp chat