Feed on
Posts
Comments

O MELHOR QUE VI POR AÍ EM 2011!

Bom, o ano acabou, fiz aqui minha lista dos melhores do ano no mundo 2.0.

Espero que seja um bom resumo para vocês.

Projetos relevantes:

Waze – rede social para facilitar o trânsito;

Taxibeat – rede social para uso mais eficaz do táxi;

Livros relevantes:

Mídias sociais na Organização

486266_10151218731708631_414700080_n (1)

O primeiro livro que diz com todas as letras que as redes sociais corporativas não estão funcionando. Não concordo com o que sugerem para resolver, mas já é um grande passo.

A terceira revolução industrial

a-terceira-revolucao-industrial

 

O livro ajuda bem a perceber a dimensão da mudança. O autor acredita que uma revolução da comunicação com a da energia provocam revoluções industriais.

O poder do Hábito

O livro mostra bem o quanto somos condicionado pelos nossos hábitos. E como podemos superá-los. Dá uma boa base para pensarmos o condicionamento de um ambiente cognitivo por outro. Quebra a ideia de liberdade total humana diante dos fatos da vida.

Filmes:

Formigas – A Força Secreta da Natureza – o filme não é tão novo, mas consegui descobri-lo este ano, já estou utilizando em sala de aula. O vídeo demonstra como as redes sociais são modeladas, através de rastros similares aos das formigas. No vídeo, fica claro que não há separação entre comunicação e trabalho, que são dois lados da mesma moeda;

A caça de Madoff – o filme também não é novo, mas entrou no meu radar este ano, quando caiu a ficha que aqui temos uma boa metáfora sobre alguém que tem uma visão, mas o mercado não aceita. Um corretor descobre que o modelo de Madoff é fraudulento, mas ninguém acredita, até que tudo estoura. O mesmo tem ocorrido com a discussão sobre o mundo 2.0, o mercado não quer acreditar nas evidências, que vem de pessoas de fora do sistema.

Artigos relevantes:

Duvidar é preciso – Valor – 08 de abril – Carla Rodrigues entrevista Michael Shermer;

Não importa o que te dizem, você é criativo” – Globo 08 de abril – Renato Grandelle entrevista Shelley Carson;

Com ajuda da ciência, criatividade para todos – Valor 22 de março – Jonah Leher;

As redes sociais do cérebro – Folha – 06 de abril  – Drauzio Varella;

O vício de estar sempre promovendo mudanças – Valor – 11 de abril – Betânia Tanure; (As empresas fingem que mudam para parecer moderna);

‘National Geographic’ impressa pode estar em extinção – WSJ – 04 de abril; (apresenta de forma sucinta as macro-tendências para as empresas de mídia);

Cuidado com as resenhas de hotéis na web – Valor – 05 de abril; (Problema típico de gestão da informação 2.0);

Mudar o negócio é um processo e cabe ao líder cuidar dele – Valor 03 de fevereiro (visão da nova gestão) – Betânia Tanure;

Quando a empresa vai para o divã –  Valor 03 de fevereiro (visão da nova gestão).

Feedback é um meio de promover relacionamentos – Valor – 25 de abril (diálogo organizacional);

Indiano prega ‘capitalismo consciente’ contra a crise – Folha – 13 de maio (visão de uma nova filosofia para as empresas);

Tudo pelo cliente, diz o presidente da Zappos – HBR – revista de maio (como a comunicação muda em uma empresa nativa digital);

É preciso democratizar mais as finanças – Valor – 18 de maio (necessidade de nova filosofia nas finanças, fala de crowdfunding);

 Como administrar sua carteira de inovação -> HBR de Maio -> (boa dica, dividir a inovação por partes, deixando 10% para iniciativas transformadoras).

Inovação 2.0 –  HBR de Maio -> (finalmente, alguém ligou rede social e inovação e mostrou um case concreto: Tecnisa – matéria relevante).

Você ainda tem tempo de parar para pensar? -> Valor 22/05 – Betânia Tanure (ótimo/como sempre).

Inovação vira clichê no dicionário empresarial – Valor 25/05 – (discussão sobre a banalização do termo invoação.)

O mundo beta permanente – Folha 16/01/2011 (matéria antiga, mas estou revisitando ela só este ano.)

Com o fim da era industrial, é hora de reinventar tudo – Valor 03/07/12 (Tapscott recorre à história para compreender a Internet)

A revolução que dará o poder ao consumidor está em curso – WSJ – 23/07/2012 (Doc Searls);

Mining the Power (and the Profit) of Conversation NYT – 15/09/2012;-

 Crise também é de relações do trabalho, diz sociólogo do ócio – 16/11/2012;

Por que as empresas querem mudar, sem mudar – (18/10/12).

 

6 Responses to “Mundo 2.0: o que vi de melhor por aí em 2012!”

  1. Espero que o Meevsu posssa estar aqui na versão 2013.

  2. Renato S Lima disse:

    Nepô,

    o link para o artigo as Redes Sociais do Cérebro está sendo desviado para outro site. Acho que encontrei o mesmo artigo em http://drauziovarella.com.br/drauzio/as-redes-sociais-do-cerebro-3/ .

    Saudações,

    Renato S Lima

  3. Renato S Lima disse:

    Aconteceu a mesma coisa no link que leva para o artigo Quando a empresa vai para o divão. Encontrei o texto aqui: http://www.marquessiqueira.com.br/noticias/do-mundo-juridico/370-quando-a-empresa-vai-para-o-diva

  4. […] salvação foi o artigo  “Como administrar sua carteira de inovação?” da HBR de Maio.Nele, os autores defendem que uma empresa saudável é aquela que dedica a inovação […]

Leave a Reply

WhatsApp chat