Feed on
Posts
Comments

O diferencial de uma organização para outra, mais e mais, vai depender de sua visão de futuro! E eu diria, que além disso, a sua capacidade de transformar em ações, dentro de uma Carteira de Inovação essa visão!

Falamos aqui das estratégias de se pensar Gestão da Inovação.

1861638

O item fundamental que tenho defendido como estratégia eficaz nesse campo é de que seja implantada uma carteira de inovação, que preveja projetos disruptivos e que estes apontem para o novo modelo da Governança da Espécie.

Não acredito em projetos que não trabalhem com o atual cenário de mudança de uma Governança da Espécie para outra sejam eficazes no curto, médio e longo prazo. É inovar por inovar sem sentido histórico.

innovation-pic

O problema principal quando falamos em inovação disruptiva ou radical é a seguinte:

  • a inovação incremental -monta o quebra-cabeças, a partir de uma dada tampa da caixa;
  • a inovação disruptiva ou radical – monta o quebra-cabeças, SEM tampa da caixa.

Ou melhor:

  • – a tampa da caixa na inovação incremental é visível, palpável, tangível;
  • –  tampa da caixa da inovação radical é invisível, não palpável, intangível, conceitual.

Note bem que a inovação incremental continua os processos, produtos e serviços e a própria organização e a disruptiva quebra e cria algo completamente novo.

innovation

Para quebrar, é preciso ter um norte qualquer e para isso vai precisar trabalhar com uma projeção de futuro, usar uma Futurologia para que possa analisar as macro-tendências e se alinhar com ela.

Portanto, um projeto que preveja inovação disruptiva tem que escolher um “Cavalo teórico” para apostar, pois vai ter que criar um cenário qualquer para desenvolver produtos, serviços e processos que façam sentido amanhã.

Quanto melhor for o “cavalo teórico” escolhido mais chance teremos para que os projetos disruptivos sejam mais eficazes.

A teoria escolhida vai balizar toda a carteira de inovação para que ela esteja alinhada com a visão de futuro escolhida pela organização.

Como disse o outro: o diferencial de uma organização para outra, mais e mais, vai depender de sua visão de futuro! E eu diria, que além disso, a sua capacidade de transformar em ações, dentro de uma Carteira de Inovação essa visão!

Que dizes?

One Response to “A inovação disruptiva precisa apostar em um “cavalo teórico”!”

  1. Paulo Mello disse:

    O “Cavalo Teórico” da inovação disruptiva para ter alcance efetivo como inovação deve estar associado ao “Cavalo Prático”. Assim a inovação por si só já se diferencia da criatividade pelo fato de ser traduzida em produto ou serviço. Criatividade está associada a idéia assim como inovação a realização. Neste sentido ter a inovação disruptiva associada a visão estratégica significa traduzir a inovação em realização. A cultura da inovação disruptiva tem que ser traduzida em produto/serviço. As empresas que apostaram na inovação disruptiva e tiveram sucesso, foram aquelas que se apresentaram no mercado com novos produtos que fizeram diferença para a sociedade.O mais comum é que a inovação radical ande junto com a inovação incremental. Após uma inovação radical temos a inovação incremental que continua melhorando o produto/serviço. Em alguns casos a inovação incremental pode resultar numa inovação radical. “O aumento da quantidade pode se transformar em qualidade”. Assim me parece que as empresas convivem com a inovação radical e incremental. Falamos de “Cavalos Quarto de Milha e Cavalos de Grande Distâncias” E então?

Leave a Reply to Paulo Mello

WhatsApp chat