Feed on
Posts
Comments

Uma ditadura cognitiva se caracteriza por um longo período de contração cognitiva. Cria um ambiente, geralmente global, no qual há poucos canais de circulação de ideias.

Tal concentração nos leva a diversas crises coletivas e individuais, que podemos chamar de crise cognitiva, que se caracteriza por uma baixa diversidade.

diretas-já

(Sugiro entender melhor a diferença de rede, canal e conteúdo aqui.)

Ditadura?

Note bem o termo cognitiva.

Fomos até onde as tecnologias impressas-eletrônicas nos permitiram, mas chegamos a um limite e uma crise, pois com a complexidade demográfica vivemos uma crise de tomada de decisões, pois cada vez menos gente, baseada na sua verdade construída e difundida toma decisões cada vez menos representativas.

luxbus

Sim, pois apesar de termos o espaço para acessar o conteúdo, as tecnologias cognitivas eram caras, o que impedia que o cidadão tivesse o seu próprio canal.

Alguns alternativos eram tentados, via rádio piratas, ou jornais alternativos, porém sempre de circulação restrita, o que também dificultava a circulação de ideias, pois era preciso que organizações, tais como sindicatos controlassem tais veículos.

Uma Revolução Cognitiva se caracteriza justamente pela macro-canalização dos indivíduos, que passam a ter acesso a um canal que agora para existir é mais barato (como ocorreu com a chegada do alfabeto ou o papel impresso), aumentando o número de vozes, que produzem novas verdades, que oxigenam a sociedade, a partir de novos pontos de vistas, trazendo problemas e sofrimentos que estavam às margens, gerando cada vez mais crises.

OverCrowded1

Isso faz com que se inicie um longo processo de reinvenção da Governança da Espécie para que haja um macro-ajuste sistêmico que possa equilibrar:

  • o número de pessoas do mundo;
  • com a qualidade das verdades produzidas;
  • que nos leva a tomada de decisões mais compatíveis com a nova complexidade demográfica em curso.

Assim, podemos dizer que vivemos em uma democracia política nos países ocidentais, mas saindo de uma ditadura tecno-cognitiva, na qual os cidadãos estavam sem canal, o que nos levou a uma crise cognitiva, o que nos leva, por sua vez, a uma crise de representação social, política e econômica, que se caracteriza de verdades e tomadas de decisão de baixa qualidade.

É isso, que dizes?

Versão 1.0 – 09/10/2013 – Colabore revisando, criticando e sugerindo novos caminhos para a minha pesquisa. Pode usar o texto à vontade, desde que aponte para a sua origem, pois é um texto líquido, sujeito às alterações, a partir da interação.

 

17 Responses to “Ditadura cognitiva”

  1. […] É o que caracteriza o fim de uma fase de contração cognitiva, que podemos chamar de ditadura cognitiva. […]

  2. […] Isso é resultado da fase final de contração cognitiva, que criou a democracia do conteúdo, mas não dos canais. […]

  3. […] que vivemos em um mundo cada vez menos diversificado e mais massificado, pois estamos saindo da ditadura cognitiva do grande irmão, do grande outro, que só te aplaude se você se encaixar naquilo que ele […]

  4. […] Ditadura cognitiva | Nepôsts – Rascunhos Compartilhados em A crise cognitiva […]

  5. […] Narcismo organizacional | Nepôsts – Rascunhos Compartilhados em Ditadura cognitiva […]

  6. […]  hoje no fim da ditadura cognitiva a crise das vidas objetivadas por alguém, que nos leva como se fôssemos peças de uma […]

  7. […] Expansão cognitiva, complexidade, liberdade e ética | Nepôsts – Rascunhos Compartilhados em Ditadura cognitiva […]

  8. […] O pequeno outro | Nepôsts – Rascunhos Compartilhados em Ditadura cognitiva […]

  9. […] Ditadura cognitiva e o ego infantil | Nepôsts – Rascunhos Compartilhados em Ditadura cognitiva […]

  10. […] vivendo uma expansão cognitiva, o fim de uma longa ditadura cognitiva  e prevejo que a sociedade como um todo vai dar uma grande guinada em direção aos propósitos ao […]

  11. […] Como escolher uma profissão no século XXI? | Nepôsts – Rascunhos Compartilhados em Ditadura cognitiva […]

  12. […] saindo de uma ditadura cognitiva produtora de verdades e, quem sabe a verdade, pode decidir por […]

  13. […] hoje o fim de um longo período de contração cognitiva, algo que podemos chamar de uma ditadura cognitiva, que nos levou a um estágio de baixa qualidade de produção de verdades e de tomada de […]

  14. […] Nossa visão era manipulada pelos poucos canais de plantão, o que nos levou a uma ditadura cognitiva. […]

  15. […] egos foram muito maltratados na última ditadura cognitiva. Eles se infantilizaram por causa da concentração de […]

Leave a Reply to O do-in cognitivo | Nepôsts - Rascunhos Compartilhados

WhatsApp chat