Feed on
Posts
Comments

Se me perguntarem que teoria escolheria para ser a vedete do século XXI, cravaria: a da complexidade.

sera_que_engenheiros_e_cientistas_algum_dia_conseguirao_dominar_a_-complexidade-__1__2012-12-11144451

É uma teoria fim, como detalhei aqui, fortemente baseada em um problema: como lidar com fenômenos complexos.

A Ciência, desde seu nascimento, foi criada para resolver problemas que o ser humano não-científico não tinha capacidade de solucionar.

São problemas que exigem um tempo de reflexão maior, uma dedicação e um método de abordagem, muitas vezes um laboratório, um tanto mais sistemático (muitas vezes compulsivo e neurótico) em cima de um dado problema.

Uma teoria, portanto, visa criar um questionamento dos sentimentos e intuições e substituindo-os por conceitos que precisam ser encadeados para se procurar lógicas que não são vistas pelas primeiras percepções.

Conceitos permitem criar um óculos (entre nós e o ambiente) para evitar que as percepções mais passageiras nos traiam.

Complexidade

No fundo, quando falamos da teoria da complexidade estamos inaugurando um novo tempo da Ciência, que marca o fim da Era Descartes, e o cartesianismo.

Antes era separar para entender, agora é entender integrando.

Até esse momento, o cartesianismo foi que conseguimos de mais complexo, feito para combater o emocionalismo e dogmatismo da Idade Média, que nos impedia de enxergar melhor.

Tal mudança, como disse aqui, se deve da necessidade de lidar com a Complexidade Demográfica que passou a se expressar fortemente, a partir da Revolução Cognitiva, que explodiu os Canais de Circulação de Ideias mais Horizontais, nos tirando do obscurantismo da Idade Mídia.

edgar_morin_2[1]

A Teoria da Complexidade, no fundo, não é uma teoria, mas uma filosofia, uma forma de ver o mundo, a base filosófico da Ciência do novo Século, como apontou Morin, assim como foi o Método de Descartes na sua época.

Diria que é se trata da Filosofia da Complexidade, que é a base do que chamo de Conhecimento Líquido. Uma forma de ver a sociedade, através de sistemas abertos, mutantes e interativos, voltada para problemas cada vez mais complexos. A única maneira de lidar com a nova Governança da Espécie.

filosofia-moderna-escolas-filosofos-e-problemas-filosoficos

É uma revisão ética e epistemológica nos conceitos do velho (e genial) Descartes, que não merece pedras, pois nos trouxe, com méritos, até aqui.

É isso, que dizes?

2 Responses to “A teoria da complexidade”

  1. […] Teoria da Complexidade é falar da própria Ciência, o que nos leva a pensar, como disse aqui, na Filosofia da Complexidade, que é a base para pensarmos o novo século, moldado pela Revolução […]

  2. […] Teoria da Complexidade é falar da própria Ciência, o que nos leva a pensar, como disse aqui, na Filosofia da Complexidade, que é a base para pensarmos o novo século, moldado pela Revolução […]

Leave a Reply to As teorias fins, meios e o Pêndulo Cognitivo | Nepôsts - Rascunhos Compartilhados

WhatsApp chat