Feed on
Posts
Comments

O Twitter, como a própria Internet, pode ser um remédio ou um veneno, depende da mistura das substâncias e da dose – do meu e-book de frases;

Bom, se você usa o Twitter para se divertir, beleza.

Pode dar um back, pois não é  para você este post.

Este é para quem visa gerar valor com o Twitter, redes de trocas para ter reputação para comprar e vender, através dele.

É o meu caso.

Meu objetivo no Twitter é, antes de tudo, profissional.

Quero divulgar minhas ideias, ampliar minha reputação (a partir da geração de valor real de quem me segue) e conseguir ampliar meu espaço de venda de meus serviços: palestras, cursos, consultoria.

Obviamente, que isso é feito de uma forma, que esteja adequada ao ambiente daquele meio, respeitando a ética, o bom senso e o diálogo honesto com todos que estão ali.

Dito isso, nesse processo tenho aprendido algumas regrinhas que se mostram úteis e quero compartilhar.

A principal delas é uma questão que um amigo chama de “timing e position“.

Ou seja, o que e quando.

Há que existir um balanço do que dizemos e quando.

Detesto aquelas sugestões que você deve ser outra pessoa para estar no Twitter (um hábito entre os marqueteiros 1.0)

Esse marketing unidirecional, vazio, fake, enfumaçado é algo que pode ficar de fora das redes sociais, pois a Internet veio trazer transparência para uma civilização decadente.

Faz parte da auto-sobrevivência da Inteligência Coletiva, acredite, ou não!

(O marketing é a exposição para a sociedade da marca e hoje a marca deve ser repleta de significado e não de fingimento!)

O que vale é o diálogo e trazer a originalidade para as pessoas.

O que você viu por aí, que agrega, aquilo que você fez, ou pensou, ou vai fazer que significa um a mais para quem o segue.

Ou seja, deve-se jogar luz aonde existe escuridão.

Quem repete o que já existe, cai no limbo, gera poluição.

E quem gera poluição e não significado perde seguidores, pois todos querem filtros e não barulho!

Bom, aí vem o segundo aspecto.

O timing.

Uma coisa que fui aprendendo foi que não se deve usar o Twitter sem um programador de mensagens.

Você, às vezes, tem apenas 30 minutos na frente do computador e quer mandar todas as mensagens ao mesmo tempo, poluindo a tela dos outros.

Tsc, tsc…

A maioria das debandadas que tive de seguidores foram seguidas de momentos como esse.

Santo mané!

(Note que a entrada e saída de seguidores faz parte do jogo, pois é um refinamento de quem segue e é seguido pois a pessoa entra para “te experimentar”, mas às vezes tem pessoas que não ficam, por causa do excesso de mensagens e não pelo conteúdo que você apresenta. E isso pode e deve ser evitado!)

Assim, comecei a usar o TweetDeck, que,  oferece, te dá a possibilidade de programar mensagens.

twwtdeck

Tenho respeitado um teto de 30 minutos entre cada uma delas, repetindo algumas mais importantes entre os diferentes horários, inclusive para o pessoal da noite e da madrugada.

Ainda estou avaliando, mas pude perceber que reduzi bastante a debandada, me senti mais ecológico e pude, inclusive, em vários momentos revisar coisas e reprogramar, conforme necessidade.

Acredito que assim respeito mais aquela ecologia digital.

Note que em alguns casos, não vale a programação para fatos e situações atípicas, que o disparo automático é fundamental.

Mas no geral, no dia a dia, em 90% dos casos espaçar  mensagens é fundamental.

Por enquanto é isso…

Quem sugere algo mais?

Que dizes?

——————————————————————

Venha fazer um treinamento comigo!

——————————————————————

14 Responses to “O uso profissional do Twitter”

  1. Olá,
    Realmente é isso mesmo, infelizmente falta para o pessoal um pouco de “etiqueta” no rede social, não podemos banalizar e esculhambar. Diria que mesmo que não seja com o fim profissional eu acredito que as redes sociais não podem ser nossa um expurgo de tudo aquilo que nos restringe na sociedade. As redes sociais e principalmente o Twitter é uma extensão do que eu sou na sociedade e para a sociedade. Caso contrário construiremos uma sub-sociedade na internet.
    Eu diria que é uma constante vigilância eu sempre me pego nesta reflexão.
    Enfim vamos longe neste tema e estimulo que nos presenteie sempre com seus textos.
    Abs
    Abreu

  2. Carlos Nepomuceno disse:

    Abreu, valeu a força e visita!

    Nepô.

  3. Douglas Santos disse:

    Bom dia, Professor!
    O descobri por acaso no twitter e gosto muito dos seus posts.
    Suas frases e postagens sobre a internet e internautas são muito interessantes.
    Concordo plenamente com tudo o que foi escrito sobre etiqueta nas postagens.
    Fui obrigado a conhecer melhor o twitter p/ conseguir uma promoção na empresa em que trabalho, acabei gostando e procuro sempre me atualizar sobre as possibilidades que este canal me proporciona comercialmente.
    Utilizo uma outra ferramenta para controle de posts e contas diversas, é similar ao tweetdeck, mas me familiarizei melhor com ela http://www.hootsuite.com
    Quando comecei a estudar o twitter, fiz um monte de cagada, utilizei scripts para conseguir seguidores, fiz campanhas, promoções p/ conseguir seguidores e funcionou, mas posteriormente, sofri bloqueio do twitter por um determinado tempo.
    Enfim, parabéns pelo seu post e blog, são sempre muito uteis para quem se interessa por midias sociais e Internet.
    Grande abraço e sucesso, até breve,

    Douglas

  4. Carlos Nepomuceno disse:

    Douglas, o http://www.hootsuite.com permite programação de mensagens? Criei uma conta lá, mas achei meio árido, não sei.

    Bom, agradeço a visita e comentário,

    abraços,

    Nepô.

  5. Douglas Santos disse:

    Nepô, no hootsuite tem programação, estatísticas de clicks dos links postados, redutor de URL, transformador de docs, imagens em links reduzidos para postagem e possível administração de contas distintas do twitter, facebook e linkedin.
    Obrigado pelos convites para participar dos grupos de estudos, quero participar, mas tenho que verificar minha disponibilidade no período pois já tenho alguns cursos em vista para novembro/dezembro/janeiro.
    Qualquer novidade ou possibilidade lhe aviso via email.
    Grande abraço e sucesso,

    Douglas

  6. Julia Toledo disse:

    Oi Nepô. Obrigada pela dica. É o tipo de coisa que às vezes passa despercebida. Passarei a prestar atenção nisso agora… Uso o Tweetdeck mas ainda não tinha explorado esse lado da ferramenta. Também não me dei muito bem com o HootSuite.
    No mais, esperando ansiosamente por mais discussões 2.0, agora online.
    Abs.

  7. As redes sociais são tudo o que a nossa sociedade estancada em seua direitos e desejos já teve de melhor nos últimos anos. Lembro-me que na minha cidade tinha uma organizaçõa de donas de casa, em que cada uma fazia pesquisa de preço de ítens básicos de alimentação e depois passavam umas pras outras por telefone, faziam listas com os dados e pregavam nas portas de suas casas, assim todas as donas de casa não precisariam sair de suas casas e fazer a pesquisa, bastava ir na casa de uma das que compunham o grupo de pesquisa. Uma rede social de grande utilidade na época. Com a internet temos os buscapés, bondfaros etc Mas as redes sociais na internet foram além de tudo isso, fragmentou mais ainda os grupos de interesse. Acho até que as pessoas ainda não usam com tanta eficiência e objetividade

  8. Quanto ao meu comportamento neste canal, ainda não tive como medir. As vezes acho que uso muito em momentos que divulgo alguns pensamentos, outras vezes percebo que fico algum tempo sem divulgar os meus pensamentos. Sim, por que concordo com o uso comercial, onde vc visa obter, além de seguidores de pensamentos comuns, também obter algum tipo de rendimento e coisa e tal. Uso muito para “exibir” meus pontos de vista quanto à política por exemplo, ou esclarecer alguma dúvida de alguem que me conhece (neste caso prefiro o e-mail). Mas se alguém tiver algo a falar sobre meu comportamento socio-midiático-digital, por favor fique a vontade. Até acho que seria bom pra que eu possa me aperfeiçoar. Espero teus comentários Nepô. Abraços.

  9. Juliana disse:

    Poder agendar Tweets facilitou muito minha vida no trabalho. Administro três contas de Twitter, além das minhas outras obrigações diárias. Uso o CoTweet, que me permite mexer em todas as contas ao mesmo tempo e agendar minhas mensagens. Realmente cansa vc receber vários Tweets seguidos e me incomodava, às vezes, ter que fazer isso com as contas com as quais trabalho.

  10. […] Algumas dicas do prof. @cnepomuceno sobre uso de microblogging. Amplify’d from nepo.com.br […]

  11. Boas dicas!
    Para complementar gostaria de compartilhar que o Twitter não é uma rede federada; E que existe outras alternativas de microbloggins (menos famosas é claro). O lance foi que o twitter investiu mais em publicidade e agora esta por “cima”.
    Se quiser seguir o microbloggin do “Pai da Internet”, o Sr. Tim, ele esta no http://identi.ca/timbl
    Uma rede federada e livre!

    Existe várias personalizações do ostatus net, é bem legal redes federadas; resumindo: Posso segui um perfil qualquer independente da rede; Não tem centralização. (não estou falando de fornecer feed RSS, é uma API/camada muito mais completa).

  12. Carlos Nepomuceno disse:

    Valeu João, Juliana…
    Valessio, muito bom….acho que temos que nos preocupar com a centralização das redes sociais…

Leave a Reply to O uso profissional do microblogging

WhatsApp chat