Feed on
Posts
Comments

Category Archive for '_____________Quarta Temporada/Imersão – julho a dezembro'

As mídias são a placa-mãe da espécie. E toda a sociedade cria ideias, a partir deste potencial e limite. Como nos ensinou Marshall McLuhan (1911 – 1980) o meio é a mensagem. O meio influencia fortemente nossas objetividades e subjetividades. Muito do que é possível fazer, ou não fazer, na sociedade está de alguma forma […]

Read Full Post »

  Admiro o empreendedorismo que vem dos americanos, pois eles são exemplo para todo o mundo – isso é inegável. Os americanos têm no sangue o que os filósofos chamam de hiper-pragmatismo, que é uma facilidade muito grande de tirar as ideias do papel e colocar para rodar. O pensamento americano, de maneira geral, trabalha […]

Read Full Post »

Temos o que Carl Menger (1840-1921) nos legou: “Todas as coisas são regidas pela lei da causa e do efeito.” Não há possibilidade do Sapiens saltar, em 220 anos, de um para oito bilhões de Sapiens sem efeitos colaterais. Não há possibilidade do Brasil saltar, em 120 anos, de 30 para 210 milhões de brasileiros […]

Read Full Post »

Uma das principais descobertas da Antropologia da Sobrevivência é o estranho, inusitado e desconhecido fenômeno da Descentralização Progressiva. A Descentralização Progressiva é uma tendência espontânea do Sapiens só percebida ao longo da Macro História. O Sapiens é a única espécie do planeta que cresce demograficamente por causa da sua capacidade de se reinventar. O Sapiens […]

Read Full Post »

O documentário “Dilema das redes” do Netflix tem o objetivo de mostrar o “outro lado da moeda” do mundo digital. Escolhe, para isso, pessoas que trabalharam no meio e que estão, de alguma forma, desiludidas com alguns aspectos desse novo cenário. É fato: toda tecnologia que se massifica, por escolha do consumidor, trás consigo não […]

Read Full Post »

O ser humano para sobreviver lida com fenômenos da realidade. Não com a realidade. Um temporal é um fenômeno da realidade, que é estudado por diferentes pesquisadores. Para se prever e poder lidar com temporais, o Sapiens desenvolve o estudo dos padrões daquele fenômeno. O detalhamento de padrões de fenômenos permite que se desenvolva narrativas […]

Read Full Post »

Com a chegada do Digital, temos um novo ambiente social, que demanda diversas mudanças nas mentalidades para poder se enquadrar no novo cenário. Podemos dizer, assim, que o Digital nos trouxe uma outra relação tempo/lugar, mais possibilidade de inovar e também a passagem da escassez para o excesso de informação. Temos hoje o que podemos […]

Read Full Post »

Esquece tudo que você imaginava sobre o Sapiens. Aperta “F5” aí, pois o mundo do Sapiens está sempre em expansão – é mutante. A cada nova geração, o tamanho da população é outro, o que implica que os desafios de sobrevivência mudam – de forma incremental, radical ou disruptiva. Uma cidade de 20 mil habitantes […]

Read Full Post »

Um erro de diagnóstico recorrente é o de apontar o atual momento da sociedade como uma revolução industrial. Note que temos diversos movimentos paralelos de mudança nas áreas social, política e econômica. Temos mudanças neste novo século em todos os setores produtivos tanto na produção de bens tangíveis (produtos) como de intangíveis (serviços). Vivemos, de […]

Read Full Post »

As mudanças que estamos assistindo neste novo século não foram previstas pelas teorias de plantão sobre a sociedade humana. Vivemos neste novo século o que Thomas Kuhn (1922-96) denominou de anomalia, quando os paradigmas das ciências sociais existentes começam a brigar com os fatos. Existem algumas forças estruturais e relevantes paras mudanças do Sapiens, que […]

Read Full Post »

Uma escola de pensamento é criada por um ou dois filósofos que têm uma visão diferenciada sobre determinado fenômeno e inaugura uma nova linha de análise. É o que Imre Lakatos (1922-74) chamou de “núcleo duro”. Qualquer estudo de qualquer fenômeno é feito de encruzilhadas filosóficas e as Escolas de Pensamento fazem as suas escolhas. […]

Read Full Post »

Ayn Rand (1905-82), uma filósofa, que você não pode deixar de conhecer nos legou o seguinte: O Sapiens se relaciona com a realidade em três camadas: primeiro a emoção, depois a percepção e, por fim, conceitos. Quanto mais você reflete sobre as emoções, mais você sofistica a sua relação com a realidade e vice-versa. Teorias […]

Read Full Post »

Conceitos são os tijolos do muro das narrativas. Narrativas são ferramentas humanas para entender e explicar fenômenos para que eles possam ser utilizados a favor da nossa qualidade de vida e não o contrário. O objetivo da Ciência é melhorar a qualidade de vida da espécie e não apenas dos próprios cientistas. Conceitos precisam ser […]

Read Full Post »

Transformação Digital não é um tema, um campo de estudo, uma ideia, uma proposta esotérica, mas apenas e simplesmente uma METODOLOGIA. Toda nova metodologia precisa de uma motivação para ser implantada: por que o que se tem hoje não funciona mais e o que precisa ser mudado? O principal problema da “Metodologia Transformação Digital” é […]

Read Full Post »

Marcelo Gleiser denomina “Ilha do Conhecimento” para definir as fronteiras do que podemos avançar como sociedade. Prefiro chamar de “Tecnoplaneta“, no qual vamos nos adaptando para poder sobreviver com cada vez mais gente. Fiz um desenho representativo de quais são os fatores que nos fazem expandir nosso Tecnoplaneta, nossa “Ilha do Conhecimento”: Todos estes itens […]

Read Full Post »

  O Hotmart resolveu censurar determinados conteúdos que considera “político”. Os critérios são subjetivos. O problema é, antes de tudo, filosófico. Uma plataforma 2.0, de curadoria, não controla conteúdo. Quem controla o acervo na Civilização 2.0 é o usuário. Quem define o destino de cada conteúdo e produtor é a reputação digital feita por cliques, […]

Read Full Post »

Vivemos hoje um macro fenômeno civilizacional iniciado com a chegada de uma nova mídia com repercussões em diversos setores,  incluindo na educação. Quando educadores procuram refletir sobre o futuro da educação olham apenas para o seu próprio nicho. Porém,Revoluções Midiáticas são exógenas à Pedagogia e só podem ser entendidas por uma ciência mais geral sobre […]

Read Full Post »

Quando praticamos a Ciência da Sobrevivência temos um método diferente. A sobrevivência tem uma métrica, pois tem um cliente que afere se a vida melhorou. Não é uma ciência que não tem um feedback, alguém pode dizer se a vida dele melhorou, ou não. Diferente do estudo dos dinossauros ou do vôo das borboletas. A […]

Read Full Post »

De maneira geral e erradamente o senso comum divide a ciência em aplicada e pura. Isso atrapalha muito. Podemos dividir a ciência em duas, conforme o tipo de problema que ela se dedica: problemas da sobrevivência e da existência. Os da sobrevivência são aqueles ligados diretamente à qualidade de vida do sapiens. Não são aplicados, […]

Read Full Post »

  A música do Zeca Pagodinho “Deixa a vida me levar” é muito simbólica do nosso momento civilizacional, no qual vivemos alta taxa de padronização e baixa de personalização. Vivemos hoje o fim de uma alta taxa de centralização informacional, que nos levou a uma alta taxa de padronização subjetiva. Hoje, as pessoas muito mais […]

Read Full Post »

https://youtu.be/pwI6mIDjC8c Não são os fatos que se encaixam nas nossas teorias, mas justamente o contrário! Teorias (as que importam) foram e são criadas para que o Sapiens possa viver cada vez melhor. Thomas Kuhn (1922-96) nos ensinou que o conhecimento não é contínuo, mas disruptivo: de tempos em tempos nossas teorias ficam obsoletas. Novos fatos, […]

Read Full Post »

A maior dificuldade para entender o novo século é entender o verdadeiro papel das tecnologias na sociedade. O senso comum entende que tecnologias são neutras e não ferramentas modificadoras da sociedade. Marshall McLuhan (1911-80) nos legou a seguinte frase: “o Sapiens cria a tecnologia e esta recria o Sapiens”. Vivemos em um Tecnoplaneta limitado pelas […]

Read Full Post »

Com a chegada do digital os clientes tiveram um aumento radical de poder. O cliente do século 21 pode pesquisar muito mais, trocar muito mais impressões com outros usuários, comprar a longa distância e isso obriga as organizações tradicionais a se reinventarem. Podemos dizer que as organizações estão vivendo uma macro mudança exógena (de fora […]

Read Full Post »

Existem dois tipos de conceitos: essenciais e conjunturais. Os conceitos essenciais definem aquilo que nunca varia no tempo. Os conceitos conjunturais definem aquilo que varia no tempo. Conhecimento é um conceito essencial do Sapiens, estrutural, não varia no tempo. Não faz sentido chamar sociedade do conhecimento, como não poderia se chamar Sociedade do sono, da […]

Read Full Post »

  Todo mundo fala em mundo complexo, mas isso tem uma causa ou é papo zodiacal? O planeta não está mais complexo. É a sociedade humana que ficou mais complexa. A sociedade humana, aliás, não está complexa, está MAIS complexa do que antes. Complexidade é uma taxa e não uma essência! A causa para o […]

Read Full Post »

Thomas Malthus (1766-1834) foi o primeiro cientista que percebeu o poder de mudança da demografia: aumentou a população, temos uma crise econômica. A crise econômica provocada pelo aumento demográfico, estamos aprendendo agora, só consegue ser superada com cada vez mais novas ideias e novas tecnologias. A grande mudança de percepção sobre o Sapiens vem do […]

Read Full Post »

A maior dificuldade dos educadores neste novo século é compreender que vivemos a passagem entre duas civilizações. Não estamos introduzindo novas tecnologias, mas a partir delas recriando as bases civilizacionais, que nos levarão a uma sociedade muito mais sofisticada do que a atual. A Civilização 2.0 não será melhor ou pior do que a anterior, […]

Read Full Post »

https://youtu.be/mjMQM3QTlwE No livro Sapiens, Harari criticou a espécie por ter deixado o nomadismo e criado as aldeias há 70 mil anos. Todos os movimentos midiáticos da sociedade humana são, de alguma forma, ligados à melhoria da qualidade de sobrevivência. Todos os movimentos midiáticos da sociedade são feitos de forma espontânea. Alguém cria a nova mídia […]

Read Full Post »

  Inovar significa mudar. E mudar significa desapegar. Desapegar tem que ter vontade. E aí entra a busca pela felicidade. Ninguém inova se não achar que a felicidade está no fim do túnel. Quanto mais disruptiva for a inovação, maior será  a taxa do desapego. E mais profunda terá que ser a busca pela felicidade. […]

Read Full Post »

Há uma fantasia no mercado que os jovens pelo fato de usarem celular estão prontos para o mundo digital. O uso do celular não prepara os jovens para o novo mundo, pois é preciso mudanças de mentalidade e não apenas de operacionalidade. Na verdade, temos diversas mudanças na Civilização 2.0, que demandam um novo modelo […]

Read Full Post »

Tudo que percebemos é emocional. O Sapiens é emocional diante da vida. Não existe o racional, mas o esforço de ser menos emocional ao lidarmos com decisões. Para viver melhor, é preciso refletir sobre o emocional para tomarmos decisões melhores. Podemos, assim, dizer que temos taxas maiores ou menores de reflexão sobre o emocional. Quando […]

Read Full Post »

Thomas Kuhn, filósofo americano, defendeu a ideia que o pensamento humano é feito por rupturas e não continuidades. Tudo vai bem na nossa forma de pensar, até que os novos fatos começam a não mais se encaixar nas antigas teorias. Nossas teorias ficam obsoletas no tempo e precisam ser atualizadas, pois a vida lá fora […]

Read Full Post »

  Muitos temem a China. A China é um cada vez mais produtivo e inovador, mas com controle muito forte sobre a sociedade. Tenho dito várias vezes que não acredito que a China continue fechada e que consiga controlar seus cidadãos com o atual modelo nas próximas décadas. O motivo da futura descentralização chinesa é […]

Read Full Post »

Quando tentamos imaginar o futuro a melhor, a dica é focar naquilo que não muda nunca. E começar todas as projeções, a partir desse ponto. E o que não muda NUNCA na sociedade? A necessidade do ser humano sobreviver. Tudo pode mudar, mas vamos ter que OBRIGATORIAMENTE comer, beber, dormir, etc. É líquido e certo […]

Read Full Post »

Precarizar – fazer com que algo se torne precário, em péssimas condições. A Uberização é um novo modelo administrativo muito mais flexível do que o atual. Mais adequado para o atual patamar de complexidade demográfica. A Uberização para funcionar tem que dar poder aos consumidores para que possam afastar os profissionais inadequados. A Uberização reduz […]

Read Full Post »

Um dos principais problemas que temos para inovar e mudar é a forma que encaramos a realidade. A famosa frase “é preciso sair da caixa” é venenosa e expressa bem nosso equívoco diante da realidade. Não se sai da caixa, mas se assume a dita cuja. A realidade é e SEMPRE será filtrada pela nossa […]

Read Full Post »

A filosofia é a “fábrica” que cria todo o DNA da nossa forma de pensar. Sempre há um filósofo ou vários deles por trás da nossa forma de pensar e agir. A principal crise que passamos hoje diante do digital é: os novos fatos não se harmonizam com as antigas premissas filosóficas que tínhamos. Os […]

Read Full Post »

  O primeiro erro aqui está na pergunta. Capitalismo é um conceito criado por quem não gostava do novo sistema, que emergiu depois da Idade Média. O nome mais adequado para capitalismo é sistema econômico de mercado mais livre, que se inicia, a partir das possibilidades abertas pela escrita impressa, a partir de 1450. O […]

Read Full Post »

O ser humano vive no cotidiano, no hábito. Pandemias são eventos raros, anti-hábitos. Eventos como Pandemias, Terremotos, Erupções tiram as pessoas dos hábitos cotidianos, que costumamos chamar no popular de “Zona de Conforto”. A Zona de Conforto é o lugar da sobrevivência, o que não é ruim, a princípio, o problema é de que taxa […]

Read Full Post »

  Hoje, virou moda colocar número em tudo. O mundo virou um grande software, o que é positivo, mas é preciso ter critérios para numerar. A ideia da Sociedade 5.0, vem do Japão e a explicação é a seguinte, pelas ordem das sociedades: da caça, da agricultura, industrial, da informação e agora é a 5.0, […]

Read Full Post »

Vivemos neste novo século a passagem de uma baixa taxa de incerteza sobre o futuro para uma muito mais alta. A alta taxa de incerteza diante do amanha tem demandado o desenvolvimento de um Futurismo de mais qualidade. O futurismo é uma atividade, que visa ajudar aos clientes a decidir com menos riscos hoje diante […]

Read Full Post »

https://youtu.be/PkNuaGB8nx0 Não faz sentido falar de Futuro, apenas de Futurismo. um método de análise para reduzir incertezas e riscos. O Futuro serve bem para fazer poesia, mas não Ciência. O passado, o presente, idem. O que fazemos diante do futuro é a criação de cenários aproximados, nunca certezas. O objetivo do Futurismo é reduzir incertezas […]

Read Full Post »

Uma mudança, ou transformação, conforme alguém definiu no Wikipédia, é uma alteração de um estado, modelo ou situação anterior, para um estado, modelo ou situação futuras, por razões inesperadas e incontroláveis, ou por razões planejadas e premeditadas. Podemos dizer, então, que temos dois tipos de mudanças diferentes: Mudanças endógenas – aquelas que partem de dentro para fora, com as quais cada um gerencia com […]

Read Full Post »

Quando tentamos reduzir a incerteza sobre o futuro precisamos nos utilizar de um método que chamamos de Futurismo. O Futurismo é uma ferramenta mais sofisticada do que as utilizada antes, pois estamos diante de um futuro com uma taxa de incerteza maior. O Futurismo Incremental se baseia na projeção dos fatos, com as mesmas regras […]

Read Full Post »

Sugestão de tema da Bimodal Thereza Rodrigues. Se olharmos o passado outros momentos civilizacionais similares perceberemos que as mídias têm forte influência na nossa percepção do tempo e espaço. Na Era Oral, toda a comunicação humana era limitada no mesmo tempo e lugar. Na Era Oral, as pessoas só tinham acesso à informação, através de […]

Read Full Post »

Pode jogar fora todos os livros de administração e negócios que você tem na sua casa: eles ficaram obsoletos. Para entender a nova civilização 2.0, teremos que promover uma mudança radical na forma como pensávamos negócios. Há uma relação de causa e efeito, até então, desconhecida, entre mídia, confiança e negócios. Vejamos o jogo de […]

Read Full Post »

Mudar significa dois movimentos: deixar o que existe para uma nova etapa. As pessoas não têm dificuldade de mudar, mas de desapegar. Desapegar é perder o envolvimento, a dependência ou o compromisso. Afastar(-se), libertar(-se). Em geral, mudanças opcionais são muito mais fáceis, pois vêm de dentro para fora, nas quais o mutante controla o processo. […]

Read Full Post »

Estamos passando de uma civilização para uma nova, na qual a grande demanda é a flexibilização de todo tipo de relações. Revoluções Midiáticas Civilizacionais são ferramentas humanas para realizar um ajuste entre a complexidade demográfica e a forma como nos organizamos. Nossa mentalidade foi preparada para viver numa Civilização muito menos flexível, dinâmica, inovadora e […]

Read Full Post »

A principal novidade no mercado de trabalho neste novo século é a passagem do profissional empregado para o profissional empreendedor. Um profissional com a mentalidade de empregado é induzido a fazer o seu chefe feliz para que ele possa ser feliz. Um Profissional 1.0, empregado, não se relaciona diretamente com o cliente final, mas tem […]

Read Full Post »

Se você olhar para o futuro de longo prazo perceberá que os Ubers são muito mais do que simples novos negócios. A Uberização marca a chegada de um novo Modelo Estrutural de Administração da nossa espécie! Na Uberização, o deparamento de RH cuida apenas do núcleo interno. Todos os colaboradores externos são gerenciados pelo próprio […]

Read Full Post »

Hoje é o aniversário do Tecno-midiático filósofo canadense Marshall Mcluhan (1911-80). McLuhan deixou como legado duas premissas fundamentais: somos uma tecnoespécie e as mídias têm o poder de viabilizar a criação de novas civilizações. McLuhan sugeriu uma modificação disruptiva na essência do sapiens, que agora com o digital se mostra extremamente eficaz. Todas as ciências […]

Read Full Post »

Houve um gradativa perda de capacidade de refletir sobre a realidade nas últimas décadas em todo o mundo. Tivemos nas últimas décadas gradativa concentração de mídia, que nos levou a valorizar autoridade do saber muito mais pela forma e não pelo conteúdo. Mais e mais tivemos uma interpretação padronizada da realidade, pouca diversidade, o que […]

Read Full Post »

Vivemos hoje uma mudança estrutural na sociedade, mas só conseguimos enxergar as alterações conjunturais. A macro-história demonstra que mudanças de mídia provocam alterações no modelo estrutural de administração do Sapiens. Hoje, as organizações são como são por causa das mídias que tínhamos. No modelo atual, que chamamos de Gestão, não há a mínima possibilidade de […]

Read Full Post »

Não sei se você já percebeu, mas quando se fala em século XXI nosso prazo é 2099, certo? Temos setenta anos pela frente até o final dos século. A macrotendência em todas as áreas da sociedade, incluindo a política, é a Descentralização Progressiva. A Descentralização Progressiva é uma demanda de sobrevivência humana, pois o Sapiens […]

Read Full Post »

Vaidade – valorização que se atribui à própria aparência, ou quaisquer outras qualidades físicas ou intelectuais, fundamentada no desejo de que tais qualidades sejam reconhecidas ou admiradas pelos outros. A vaidade não é algo negativo. O que é negativo é a vaidade em excesso ou a falta de vaidade. Quando falamos do mundo dos negócios, […]

Read Full Post »

  Futurismo é a permanente tentativa humana de se antecipar ao amanhã para tomar melhores decisões no hoje. Quando as principais organizações produtivas não conseguem agir dentro uma visão mais mais adequada sobre o amanhã, podemos decretar uma Crise Futurista. Antes do Digital, se praticava um Futurismo de Curto Prazo, muito mais próximo do Modismo, […]

Read Full Post »

https://youtu.be/Q2jNIleYSSw A grande macrotendência deste novo século é a reintermediação de todas as atividades da sociedade. A reintermediação se torna obrigatória para lidar com o radical aumento da Complexidade Demográfica dos últimos 220 anos. Na Justiça, os Empreendedores 2.0 tentarão “matar” os atuais intermediadores: advogados e juízes. Haverá o surgimento de plataformas de arbitragem, nas […]

Read Full Post »

Os fatores conjunturais e estruturais da sociedade influenciam na educação das crianças. Se temos um viés centralizador, seja ele estrutural ou conjuntural, teremos um viés padronizador da educação das crianças. Se temos um viés descentralizador, seja ele estrutural ou conjuntural, teremos um viés personalizador da educação das crianças. A principal questão da educação das crianças […]

Read Full Post »

  O Sapiens criou a ciência, basicamente, para resolver problemas complexos de sobrevivência. Em momentos de concentração midiática, a Ciência tende a resolver seus próprios problemas e não os da sociedade. Em momentos de descentralização midiática, como agora, a Ciência tende a voltar de novo a resolver os problemas da sociedade. A mudança que viveremos […]

Read Full Post »

arece que as empresas redescobriram os clientes. E seria bom perguntar qual é o motivo. O século passado foi o das empresas, na qual era comum dar “facada” nos clientes. Neste, passaram a ser “focadas” nos clientes. O que mudou? O digital quebrou o antigo monopólio, tanto de informação como comercial das organizações tradicionais. O […]

Read Full Post »

Tecnologias são um tipo de “prótese” que o sapiens utiliza para sobreviver melhor a cada novo desafio da espécie. Como dizia  Marshall McLuhan – nosso filósofo preferido – “o sapiens cria a tecnologia e esta recria o sapiens”. O Digital tem mais e mais intermediado a vida humana, colocando cada vez mais softwares, em todas […]

Read Full Post »

Comecemos com uma frase adaptada da filosofa Ayn Rand: “Você pode ignorar o futuro, mas não pode evitar as consequências do fato de ignorá-lo“. Um dos maiores preconceitos que temos sobre o futuro é de que ele vem de uma vez só em todos os lugares ao mesmo tempo. O futuro da nossa espécie, como […]

Read Full Post »

O sapiens é a única Tecnoespécie do planeta. Por causa disso, consegue criar regularmente novos normais. Nossa especie não é genética – é tecno-genética. Por isso, pode mudar a forma estrutural de sobrevivência. Por causa da nossa “tecnocidade” podemos crescer demograficamente, alterando o modelo estrutural de sobrevivência. A crise que estamos vivendo neste novo século […]

Read Full Post »

Share this…FacebookGoogle+TwitterLinkedin

Read Full Post »

WhatsApp chat