Feed on
Posts
Comments

O áudio do artigo.

Link encurtado: https://bit.ly/artigobimodal130921

Introdução

O presente artigo tem a (s) seguinte hashtag (s):

  • #complexidade_demográfica_progressiva – a constatação que uma Tecnoespécie como a nossa aumenta a população de forma progressiva e precisa praticar, por causa disso, a Inovação Civilizacional Progressiva, na direção do aumento gradual das pessoas nas operações e decisões.

O texto é um Artigo Bimodal Rompedor, pois é a primeira vez que abordamos tais questões dessa maneira.

É um Artigo Bimodal Fenomenológico (estudo do fenômeno). Não é, portanto, um Artigo Epistemológico (organizativo), pois NÃO trabalha com o detalhamento do Arcabouço Conceitual e nem levanta questões Aplicalológicas (aplicação dos estudos).

Resumo do artigo em tabela:

Vamos ao artigo:

“O ser humano, como todos os outros seres vivos, é movido pelo impulso de eliminar, na medida do possível, qualquer desconforto que venha sentir.” – Mises.

Por volta de 1800, Thomas Malthus (1766 – 1834) foi um dos primeiros Conceituadores Sociais a chamar a atenção sobre as consequências do aumento populacional para a qualidade de vida do Sapiens.

Mais gente, segundo Malthus, é sinônimo de problemas a serem superados.

Malthus acertou em afirmar que mais gente no planeta, provoca crises produtivas, mas errou ao considerar que era uma Crise Civilizacional Intransponível.

O Sapiens, como temos visto ao longo da Macro-História, é uma Tecnoespécie Mutante e consegue transpor os problemas ocasionados pela Complexidade Demográfica Progressiva com a Inovação Civilizacional Progressiva.

O Sapiens é artificialmente natural e naturalmente artificial, devido a nossa Tecnocultura Mutante e Progressiva.

O Sapiens é obrigado a ser um Reinventor da sua própria sobrevivência.

Quando temos aumentos demográficos, ainda mais os mais recentes, vamos nos aproximando, de Crises Civilizacionais Transponíveis e não Intransponíveis, como imaginava Malthus.

Uma Crise Civilizacional é um determinado período histórico, no qual há uma incompatibilidade entre o novo Patamar Demográfico e o Macro Modelo de Sobrevivência Tradicional.

O Sapiens, pela sua característica de Tecnoespécie Mutante, é OBRIGADO a promover, assim, de tempos em tempos, dois tipos de Inovações Civilizacionais:

Inovações Civilizacionais Incrementais – que ocorrem dentro do mesmo Ambiente Midiático;

Inovações Civilizacionais Disruptivas – que ocorrem entre dois Ambientes Midiáticos distintos.

Inovações Civilizacionais são mudanças necessárias do Sapiens para os ajustes, principalmente as demográficas, com o Ambiente de Sobrevivência. 

Assim, o que ocorre quando temos aumento populacional é um aumento da Taxa da Crise Civilizacional, que vai demandando, de forma latente, cada vez mais, a necessidade de uma nova Mídia Descentralizadora.

Jared Diamond, no seu – recomendado por nós – livro “Colapso” nos ensinou que quando uma civilização não pensa no longo prazo e não inova, tende ao caos.

Se um Futurista ignora na sua Equação Futurista, a Força Estruturante do aumento demográfico – o principal motivo de geração de novas demandas –  simplesmente, não consegue enxergar os macro movimentos históricos e não tem condições de Futurar adequadamente.

Uma Equação Futurista é aquela formada por Forças Estruturantes, que, a partir do levantamento de padrões históricos, nos permite prognosticar Macrotendências Futuras, principalmente as de médio e longo prazo.

Todos os dias, de forma OBRIGATÓRIA, são produzidos serviços e produtos para que o Sapiens possa sobreviver.

Assim, quando temos mais gente no planeta, o esforço produtivo vai ficando cada vez mais complexo.

A única forma sustentável de lidar com o novo Patamar Demográfico, de forma mais adequada, como nos ensinam nossos antepassados, é compartilhando responsabilidades.

Até aqui, os estudos sobre a história humana, no que podemos chamar de Filosofia Social, ignoravam a relevante e intricada relação entre estas três Forças Estruturantes: demografia, mídias e novos e antigos Macro Modelos de Sobrevivência.

A Filosofia Social é um Ambiente de Diálogo Filosófico, que nos sugere, permanentemente, a pergunta raiz: “o que fazemos para sobreviver no tempo?”.

A Filosofia do ponto de vista BIMODAL, é um grande Ambiente de Diálogo, no qual os filósofos do passado nos sugeriram perguntas e respostas estruturantes para nos guiar numa sobrevivência cada vez mais adequada.

A relação destas três forças (demografia, Mídias e macro modelos de Sobrevivência)  foi descrita aqui, no artigo sobre o Descentralismo Progressivo.

Quando temos Revoluções Civilizacionais, viabilizadas, a partir da chegada e massificação de novas Mídias Descentralizadoras, o Sapiens passa a ter novas Tecnopossibilidades para promover inovações disruptivas no Ambiente de Sobrevivência.

Mídias Descentralizadoras são aquelas que permitem o aumento da Participação Progressiva. As Centralizadoras, o contrário.

Por isso, podemos dizer que a chegada de novas Mídias Descentralizadoras marcam novas Eras Civilizacionais.

Quando a BIMODAIS defende, dentro da nossa Narrativa Conceitual de que estamos entrando na Civilização 2.0, apresentamos os seguintes motivos:

  • nunca houve um crescimento demográfico planetário, como agora, um salto de um para oito bilhões, em 220 anos;
  • nunca houve uma nova Mídia Descentralizadora tão disruptiva quanto a Digital, que permite de forma acelerada e exponencial a criação de Inovações Civilizacionais Disruptivas;
  • tais Inovações Civilizacionais implicam em um aumento exponencial da Taxa de Participação das pessoas, ao se utilizar, mais e mais, das novas Tecnopossibilidades Midiáticas;
  • temos, portanto, hoje com a chegada dos Rastros Digitais, o acompanhamento, sem precedentes, da atividade cotidiana de cada Sapiens, o que permite que possamos experimentar uma não precedente Personalização em Larga Escala.

Rastros Digitais são registros que são produzidos pela navegação voluntária e involuntária em equipamentos digitais e registrados em banco de dados,  que permitem conhecer com muito mais detalhes a demanda de consumo de cada Sapiens.

Personalização em Larga Escala é a possibilidade que o Ambiente Produtivo passa a ter para poder ofertar produtos e serviços de forma mais personalizada, a partir do uso inteligente e criativo dos Rastros Digitais.

Por tudo isso, podemos dizer que de todas as Revoluções Civilizacionais já promovidas pelo Sapiens, a Digital é a mais disruptiva de todas elas.

A alta Taxa de Inovação Disruptiva da atual Revolução Civilizacional tem gerado uma grande dificuldade de compreensão e ação do Ambiente Produtivo Tradicional, diante das mudanças.

É isso, que dizes?

Colaborou o Bimodal: Rodrigo Palhano.

Quer sair de Matrix e não sabe onde comprar a pílula vermelha? Me manda um Zap: 21-996086422 (Nepô, quero sair de Matrix!)
Ou: https://sun.eduzz.com/932565

Quer ser um parceiro da BIMODAIS e ganhar  a cada aluno novo indicado? Entre por aqui: https://bit.ly/bimodalparceiro

GRIFOS EM NEGRITO: CONCEITOS BIMODAIS

GRIFOS EM NEGRITO E AZUL: NOVOS CONCEITOS BIMODAIS (MARCO A COR SÓ NA PRIMEIRA VEZ QUE APARECE, DEPOIS FICA EM NEGRITO).

GRIFOS EM ITÁLICO E VERMELHO: DESCRIÇÃO DE CONCEITOS BIMODAIS CLÁSSICOS. 

GRIFOS EM ITÁLICO E ROXO: DESCRIÇÃO DE NOVOS  CONCEITOS BIMODAIS. 

GRIFOS EM NEGRITO E VERDE: NEOLOGISMOS BIMODAIS PARA MELHORAR A NARRATIVA

GRIFOS EM NEGRITO E MARROM: HASHTAGS BIMODAIS PARA ORGANIZAR A NARRATIVA.

PALAVRAS EM CAIXA ALTA E NEGRITO: CHAMANDO A ATENÇÃO DO LEITOR PARA ALGO ESPECÍFICO, DO TIPO OBRIGATORIAMENTE.

Os parágrafos que estão deslocados foram selecionados como as melhores frases do mês ou as definições conceituais mais relevantes, que são enviadas regularmente para os Bimodais e incluídas no Mapa Mental dos Bimodais para consulta permanente.

O presente artigo se encaixa nos seguintes tópicos no ROTEIRO/MAPA MENTAL BIMODAL:

(Entre para a Escola para ter acesso completo ao MAPA MENTAL BIMODAL com o roteiro da formação, no qual temos os links para todos os artigos e áudios sobre as nossas diversas Metodologias Futuristas. Aqui, você terá a possibilidade de dialogar sobre as metodologias com o Curador da Escola e com os outros Bimodais. Mande um Zap: 21-99608-6422.)

2 Responses to “O grande erro dos Futuristas: ignorar o crescimento demográfico”

  1. […] O que é o Descentralismo Progressivo? O grande erro dos Futuristas: ignorar o crescimento demográfico […]

WhatsApp chat