Feed on
Posts
Comments

Category Archive for 'Antropologia 3.0 – Antropology 3.0'

Everyone needs to blame someone for the contemporary crises. My finger points to the language, Or the package of languages ​​we have used, up to here: gestures, orality and writing. We have to learn from McLuhan, the Darwin of the Modern Age, that the media change and mark the human ages. And following the teacher’s […]

Read Full Post »

Todo mundo precisa colocar a culpa em alguém pelas crises contemporâneas. O meu dedo aponta para a linguagem, Ou o pacote de linguagens que utilizamos, até aqui: gestos, oralidade e escrita. Temos que aprender com McLuhan, o Darwin da Era Moderna, de que as mídias mudam e marcam as eras humanas. E seguindo a linha […]

Read Full Post »

From time to time, Tecnospecies need to promote civilization upgrades as we increase complexity and we need new tools to deal with it. We are the only Tecnospecies on Earth, but not the only one in the Universe. Technospecies grow demographically because they can alter their environment, creating new technologies that allow them to cope […]

Read Full Post »

De tempos em tempos, Tecnoespécies precisam promover upgrades civilizacionais, pois aumentamos a complexidade e precisamos novas ferramentas para lidar com ela. Somos a única Tecnoespécie da Terra, mas não quer dizer que a única no Universo. Tecnoespécies crescem demograficamente, pois conseguem alterar o seu ambiente, criando novas tecnologias que permitem lidar, ao longo do tempo, com o […]

Read Full Post »

Soon after the beginning of a Civilizational Revolution we have a delicate moment: the media decentralize, but the decisions are concentrated. Practices of the ancient civilization, of the organizations that have been concentrating and becoming more and more corporative, are abreast with the informational transparency. In this first stage of a Civilizational Revolution, the dog […]

Read Full Post »

Logo depois do início de uma Revolução Civilizacional temos um momento delicado: as mídias descentralizam, mas as decisões estão concentradas. Descortina-se com a transparência informacional as práticas da antiga civilização, das organizações que foram se concentrando e se tornando mais e mais corporativas. Nesta primeira etapa de uma Revolução Civilizacional, o cachorro acorda e começa […]

Read Full Post »

Uma Revolução Civilizacional tem duas fases: a descentralização das trocas e depois a distribuição das decisões. O Sapiens faz algo que não sabíamos. De tempos em tempos dá uma guinada civilizacional e cria um novo modelo administrativo. O objetivo é um só: permitir que a espécie lide melhor com a Complexidade Demográfica Progressiva. Tecno-espécies vivem isso. Somos […]

Read Full Post »

(Google Translate – Help in case of translation errors) Sapiens has a central demand: to solve problems of Progressive Demographic Complexity. We are the only social species that grows without permission. Our progressive characteristic makes us slaves to innovation and creates the latency to promote, from time to time, Civilization Revolutions to adjust society to the […]

Read Full Post »

O Sapiens tem uma demanda central: resolver problemas da Complexidade Demográfica Progressiva. Somos a única espécie social que cresce sem pedir licença. Nossa característica progressiva nos faz escravos da inovação e nos cria a latência de promover, de tempos em tempos, Revoluções Civilizacionais para ajustar a sociedade ao novo patamar de complexidade. Revoluções Civilizacionais não […]

Read Full Post »

Revoluções Cognitivas são fenômenos macro-históricos. Nossa maneira de pensar e agir é hiper micro histórica. Não vai dar boa coisa. Todo fenômeno social tem ciclos de início, meio e fim. Eras Cognitivas são longas. Já duraram milênios, séculos e agora temos mudanças evidentes em décadas. Nossos antepassados tiveram mais tempo para se preparar (e não perceber) […]

Read Full Post »

Toda vez que temos fenômenos humanos muito diferentes, é por que algo da essência humana estava mal formulado. Não é o ser humano que fez o que não podia, apenas agiu de uma forma que não imaginávamos que fosse agir. Havia um erro em como pensávamos a sua essência. Digo ainda. A vida sempre tem razão. […]

Read Full Post »

Chegou a hora de não dar mais mole para os antropólogos: precisam assumir que sem McLuhan não vão entender o Sapiens 3.0! De certa forma, é uma espécie de acomodamento chamar de Antropologia Cognitiva o estudo das mudanças de mídia. No fundo, e vou assumir isso agora, temos que chamar de Antropologia 3.0. Não faz mais […]

Read Full Post »

O ser humano precisa das mídias para se informar e decidir. Uma Revolução Cognitiva tem duas etapas: primeiro passo – descentraliza as informações; segundo passo – distribui as decisões. Existe movimento contínuo macro-histórico da humanidade, conforme vamos aumentando a Complexidade Demográfica em direção à descentralização da informação e à distribuição das decisões. Não temos outra […]

Read Full Post »

Uma Revolução Cognitiva é igual a descoberta de novo continente. Novas mídias permitem que possamos nos comunicar melhor e decidir melhor. Saímos de um Aquário Cognitivo e entramos em outro, como vemos abaixo: Vivemos, assim, em falsas paredes tecnológicas. Acreditamos em limites para a sociedade que são falsos limites! Não podemos fazer determinadas ações e pensamos de […]

Read Full Post »

Muitos analisam a atual Revolução Cognitiva com espanto, nossos netos entenderão muito mais de Sapiens do que nós. Temos a ilusão da continuidade, pois há um fator primordial da espécie que é invisível para nós: o aumento da Complexidade Demográfica. O Sapiens é a única espécie social do planeta que cresce demograficamente sem pedir licença para […]

Read Full Post »

Toda a espécie viva tem apenas duas missões: sobreviver e se reproduzir. O resto é lazer. Até que tenhamos a primeira Revolução Genética, que permita o ser humano se alimentar de luz, seremos dependentes diariamente de água e comida. Isso faz com que a espécie humana, como todas as demais, seja previsível. Não é à […]

Read Full Post »

O conhecimento humano se modifica baseado em alguns fatores: novas tecnologias de medição, acúmulo de estudos incrementais, experiências das mais diversas, novos fenômenos e novos malucos (Einstein, Freud, Darwin, McLuhan e etc). Marshall McLuhan (1911-1980) é o maluco principal para compreender o novo século. McLuhan é, antes de tudo um filósofo, que propôs uma revisão no […]

Read Full Post »

O Sapiens vive sempre em  bolhas civilizacionais. Lugares, pessoas, tempos. Porém, as bolhas estão dentro de uma bolha maior. E a bolha maior é formada pelo aparato de mídia que temos, que definem as fronteiras do que podemos e do que não podemos fazer. Entre os humanos há tecnologias cognitivas invisíveis que definem falsas paredes, […]

Read Full Post »

Marshal McLuhan é conhecido como comunicólogo. Mas o novo paradigma que ele defendeu “O meio é a mensagem” é filosofia. No momento, que sugere que os meios de comunicação são uma extensão do ser humano, entra no campo das perguntas do “Quem somos?”. McLuhan sugere que o ser humano, por dedução, é uma Tecnoespécie. Introduz um ponto de […]

Read Full Post »

A grande questão filosófica do novo milênio é introduzir as tecnologias na pergunta “Quem somos?”. Até aqui a resposta foi incapaz de se aproximar mais do que de fato ocorre. O Sapiens é uma Tecnoespécie e é o que é pelas tecnologias que consegue criar. O Planeta Sapiens, tecnológico por natureza, quando recebe novos aparatos […]

Read Full Post »

O Sapiens não vive no Planeta, mas numa espécie de Tecnoplaneta particular. Outras espécies vivas lidam diretamente com a natureza. O Sapiens se relaciona com a natureza, através de aparato tecnológico. As outras espécies podem sofrer com as mudanças da natureza e se adaptar a elas. O Sapiens altera a sua vida se novas tecnologias surgirem, […]

Read Full Post »

Tenho dito que a Antropologia Cognitiva é o único campo de estudos que pode fazer prognósticos mais consistentes sobre o futuro. (A partir de um papo numa estação de VLT com Luciana Sodré.) Muitos dirão que todo martelo só vê pregos. E que como abracei este campo de estudos vou priorizá-lo por um capricho do ego. […]

Read Full Post »

Vídeo relacionado: Existem muitas ciências por aí tentando explicar o presente e projetar o futuro. Uma delas é a Ciência das Redes. Porém, rede é solução e não problema. Você pode me perguntar. Não se pode estudar partes de um problema, tal como informação, comunicação, redes, de forma isolada? Sim, se pode, mas depende muito […]

Read Full Post »

O ser humano adora fazer sexo. E sexo significa aumento populacional. Assim, a não ser que mudemos geneticamente nossa vontade por transar, a tendência do aumento demográfico é constante. Vivemos, assim, sob a égide da Complexidade Demográfica. Quanto mais gente tivermos no mundo, mais humanos seremos, pois estamos reforçando nossa latência por sexo, reprodução. Temos […]

Read Full Post »

Existe uma forma de pensar sobre novas tecnologias que vou chamar de Reatividade Melancólica. Vídeo relacionado:   Resistir a mudanças faz parte, inclusive saudável, do ser humano, pois algo está se perdendo uma coisa para se ganhar outra. Tem perfis de pessoas que têm a tendência de olhar as perdas e esquecer os ganhos com […]

Read Full Post »

Conversando com meus alunos, um deles me perguntou como posso afirmar que temos uma nova linguagem no mundo, a dos cliques? Linguagens são o DNA da nossa espécie. São utilizadas para que possamos sobreviver. E para sobreviver precisamos tomar decisões. A linguagem, assim, tem como função principal nos ajudar a tomar decisões melhores. Linguagens, entretanto, […]

Read Full Post »

Um dos resultados mais chocantes da minha pesquisa é este. A influência da Complexidade Demográfica Progressiva na Centralização de Poder. Vamos enumerar os motivos:  mais gente, mais diversidade objetiva e subjetivas, o que implica pressão sobre o sistema produtivo; o sistema produtivo precisa inovar para poder atender ao aumento de complexidade; geralmente, a inovação vai na […]

Read Full Post »

Vídeo relacionado: A grande novidade do novo milênio é a perda do reinado da palavra. A palavra se constituiu nos últimos 70 mil anos como o DNA Tecnocultural estruturante do Sapiens. E agora dá lugar aos cliques. A palavra é uma ferramenta de linguagem, baseada em ruídos, que tem uma limitação para lidar com a complexidade. Espécies […]

Read Full Post »

O Sapiens é uma espécie Tecnocultural. Nós não somos genéticos como as demais. De quando em vez, alteramos nossas linguagens e a partir daí criamos novas civilizações. Esta é a grande novidade na maneira de pensar e prever as mudanças do e no Sapiens no novo milênio. O DNA Tecnocultural do Sapiens é a linguagem. […]

Read Full Post »

Veja o vídeo correlato aqui: Muita gente diz que as mídias sociais são as ferramentas e a rede social são as pessoas. Assim, as redes sociais vêm antes da Internet e as mídias sociais seriam aquelas que vêm com a Internet. Mídias sociais é um conceito esquisito. Pois, do ponto de vista, não existe nenhuma […]

Read Full Post »

Um grande erro que se comete ao analisar tecnologias é do considerar que surgem sem uma função. Tecnologias são ferramentas humanas para resolver problemas. Há problemas que não tem solução com as disponíveis e precisam de novas tecnologias para serem minimizados. Quando alguém olha para uma tecnologia de forma isolada não enxerga que ela está vem […]

Read Full Post »

Muitos tentam fazer o diagnóstico das crises do novo milênio. Vou arriscar meu palpite: as linguagens humanas ficaram obsoletas! Como assim? Sim, o ser humano inventa linguagens na Macro-História! E inventa quando precisa superar problemas de complexidade demográfica. Quanto mais a população cresce, mais as linguagens precisam se sofisticar! As linguagens, diante do aumento da […]

Read Full Post »

Nenhuma espécie humana, mesmo as não sociais, precisamo de algum tipo de modelo de administração. Entende-se modelo de administração como a metodologia para conseguir sobreviver. Isso implica: gastar energia e repor com alimentos, enfrentando as intempéries do tempo e inimigos naturais. Não existe espécie viva que não tenha as suas regras de sobrevivência, o que podemos […]

Read Full Post »

Não considero. Utopia é algo que parte de um grupo de pessoas que não gosta da vida como ela é. O que fazem? Retiram algum item da complexidade humana e simplificam. Com a simplificação, eliminam uma série de parâmetros que os tomadores de decisão não podem ignorar no seu ofício. E acreditam que nada é […]

Read Full Post »

Quanto mais gente houver no mundo, melhor terão que ser as decisões tomadas. Decisões são baseadas em: dados disponíveis; quem decide. A escrita surgiu há 7 mil anos por dois motivos objetivos: fomos nos espalhando por diferentes regiões e precisávamos de ferramentas de comunicação entre elas; e demanda de produção registros informacionais para que melhores […]

Read Full Post »

Líder 3.0

Estamos vivendo a passagem do líder sólido para o líder líquido. Você será líder ou estará líder, dependendo da sua capacidade de manter a influência sobre seus liderados. A grande novidade da Civilização 3.0 com os cliques (a terceira linguagem) é que uma sombra enorme da sociedade passou a ser iluminada. As linguagens dos gestos e das […]

Read Full Post »

Thomas Malthus (1766-1834) disse algo relevante para nós, se adaptarmos suas conclusões sobre crescimentos demográficos. Toda vez que aumentarmos a população teremos que administrar crises produtivas. Como vemos abaixo: Quais ferramentas o Sapiens tem para isso? Podemos dizer que há algumas saídas emergenciais, conjunturais temporárias: controlar o crescimento demográfico da população (como fez a China); […]

Read Full Post »

Vídeo relacionado: Isso nos remete a uma questão: para que serve a linguagem? Linguagens servem para facilitar as trocas. E trocas são ferramentas de decisão. A base da sociedade está nas decisões. Nos comunicamos para decidir algo. Sim, nos comunicamos para várias outras coisas. Porém: Quanto mais gente houver no mundo, melhor terão que ser as […]

Read Full Post »

Todas as outras espécies tem linguagem genética, encapsulada no corpo. O Sapiens é o único que tem Tecnolinguagem. Nós somos  Tecnoespécie e as trocas humanas são reguladas por tecnologias. Conforme vamos aumentando a complexidade demográfica, vamos amadurecendo culturalmente, vamos demandando linguagens mais complexas e sofisticadas. A linguagem de ontem estruturou a civilização de ontem e […]

Read Full Post »

Civilizações são formadas por Cosmovisões. A base de toda Civilização Humana é a capacidade que temos de criar Cosmovisões, que geram metodologias que nos permitem sobreviver e nos reproduzir. Cosmovisões são criadas para gerar metodologias. Aquelas que facilitam nossa sobrevivência e garantem que possamos ir melhorando a qualidade de vida, serão aceitas e vice-versa. As cosmovisões que […]

Read Full Post »

Revendo conceitos. Vamos trabalhar nos códigos básicos: Gestos, palavras e cliques. São três eras da humanidade. Estamos entrando agora na terceira etapa. Cada um destes momentos marcou uma era Civilizacional do Sapiens e permitiu que desenvolvêssemos um modelo de administração. A ideia que estava desenvolvendo da quarta linguagem não é coerente. A palavra oral e […]

Read Full Post »

Vídeo relacionado:   Vivemos neste século a passagem da Civilização 2.0 para a 3.0. Se revoluções Cognitivas marcam mudanças de etapas civilizacionais, Revoluções Cognitivas Descentralizadoras marcam rupturas civilizacionais. Vivemos hoje três movimentos distintos na atual Revolução Digital, que têm consequências distintas para a sociedade humana: a digitalização – que é a passagem de todas as linguagens anteriores […]

Read Full Post »

Não falo só no Brasil, mas no geral, em todos os países. Organizações têm que ter medo do cidadão/consumidor, por isso passam a respeitá-lo.  Quando perdem o medo, as organizações vão virar de costas para ele. Isso é da natureza humana. Cada um precisa pensar no seu próprio umbigo para chegar no final do mês. […]

Read Full Post »

Muita gente disse diante das Manifestações de 2013 que a garotada não tinha propostas. Fato. Diria que ali, parecida com as revoltas pós-Idade Média, temos muita intuição, reação, sentimento e baixa reflexão. É a fase em que todo o modelo centralizado das organizações perde a sua legitimidade diante de um boom de transparência radical. A legitimidade […]

Read Full Post »

Vídeo relacionado: O que define melhor a qualidade de vida de uma sociedade, é a relação que existe entre cidadãos/consumidor e as organizações de plantão. Quanto mais complexa demograficamente é uma sociedade, mais sofisticadas terão que ser as organizações. Organizações vêm à sociedade para atender as demandas objetivas e subjetivas da espécie. As relações do Organização-Sociedade são […]

Read Full Post »

Há muito achismo sobre a Revolução Digital e pouca teoria. Carecemos de um campo de estudos sobre o problema. Vivemos hoje como os medievais, que viviam crises econômicas, mas não havia economia para poder auxiliá-los. Mudanças de mídia na história demoram, mas são recorrentes. E tudo que é recorrente necessita de  teoria para analisar causas, […]

Read Full Post »

Nosso cérebro é formatado pelas mídias de plantão. Na verdade, temos três camadas de formatação: ·         a externa das mídias; ·         a intermediária, da plástica cerebral; ·         a interna, formada pelos próprios órgãos. As mídias mais ou menos centralizadas são resultados de movimentos sociais, fortemente influenciadas pelo aumento demográfico. Quando aumentamos a população, a tendência […]

Read Full Post »

Não é o mundo que está mudando, é o Sapiens. Hoje, temos o Sapiens 3.0, que pode fazer  o que o  2.0 não podia. Ele tem uma outra plástica cerebral, tem muito mais informação, pode decidir melhor, é mais próximo dos demais, tem mais informação, conta com robôs de todos os tipos para lhe ajudar cada […]

Read Full Post »

O principal erro dos achistas (aqueles que pensam o futuro baseado em achismos) é olhar para anéis e não para os dedos. Tecnologias só se massificam quando ajudam a resolver determinados problemas humanos latentes. Se olharmos para problemas humanos e não para tecnologias conseguiremos ver muito mais longe. Porém, se olha para o dedo que aponta […]

Read Full Post »

O Século XXI marca a chegada da Quarta Linguagem Humana – a dos cliques e ícones. Novas linguagens são raras na Macro-História, tivemos os gestos, a oralidade e a escrita e suas variantes. Novas Linguagens nos permitem resolver problemas objetivos e subjetivos, através da sofisticação da cultura. Vejamos a figura: Note que o aumento demográfico […]

Read Full Post »

Quando se fala em Malthus as pessoas ficam nervosas. Este pensador (1766 – 1834) defendeu algumas hipóteses filosóficas interessantes e uma metodologia anti-ética, a saber: Que o ser humano faz muito sexo e isso gera aumentos demográficos – que ninguém questiona; De que aumentos demográficos nos levam à crises, pois aumentamos aritmeticamente a produção e geometricamente as […]

Read Full Post »

Vídeo relacionado: Muita gente analisa fenômenos juntando fatos e dados. Têm impressões sobre o fenômeno, mas não  teoria. Não existe teoria sobre um determinado problema, que não seja baseada em comparativo histórico com outros fenômenos similares. Assim, podemos comparar teorias e impressões. Impressões são sentimentos, observações, intuições sobre determinado fenômeno de forma não científica. Não […]

Read Full Post »

Linguagem é a ferramenta básica do ser humano para as trocas de todos os tipos. A linguagem humana, diferente dos outros animais, é tecno-evolutiva. Avança e muda no tempo. Já tivemos nossa fase de linguagem biológica, até a oralidade. E, com a escrita, entramos na era das Tecnolinguagens. Tecnolinguagens são aquelas que necessitam de órteses para permitir […]

Read Full Post »

A principal mudança do século XXI é a chegada da Linguagem dos Ícones, a quarta do ser humano (Gestos, Oralidade, Escrita. Ícones). É uma mudança rara e marca o fim de uma Era Civilizacional e o início de outra. Podemos dizer que estamos iniciando jornada em direção a um planeta cada vez mais superpovoado, hiperconectado e […]

Read Full Post »

Toda linguagem que chega precisa de um conjunto de novas tecnologias que a viabilizem. É um aparato completo que podemos chamar de ambiente cognitivo. Linguagens são tecnologias. E novas linguagens precisam de um novo aparato tecnológico para que seja criadas. As duas primeiras linguagens do Sapiens foram a gestual e oral. Eram linguagens biológicas, que […]

Read Full Post »

A grande novidade do século XXI é a chegada de nova linguagem humana. Toda a cultura é produzida a partir dos limites das linguagens que temos disponíveis. Quando surgem novas linguagem há readequação das anteriores e o espaço para a recriação cultural, a partir da nova. O que é uma linguagem afinal? A linguagem humana é […]

Read Full Post »