Feed on
Posts
Comments

Category Archive for '2015 – novos textos'

Estou aqui olhando a Macro-História. E percebo dois ciclos liberais: o da resistência – quando temos aumento demográficos e não temos mídias decentralizadoras; o da inovação – quando tivemos forte aumento demográfico e já temos mídias decentralizadoras. Podemos dizer que no século passado vivemos um Ciclo de Resistência. Os valores foram defendidos, teses desenvolvidas, mas os verdadeiros liberais […]

Read Full Post »

Os dez erros cometidos pelos liberais no século XXI: não mesclar a Escola Austríaca de Economia (ordem espontânea) com a Canadense de Comunicação (inteligência coletiva); não compreender a influência e o papel das Revoluções Cognitivas nas ideias liberais, desde a Grécia (chegada do alfabeto grego) e pós-Medieval (prensa) e agora a Digital; não compreender a […]

Read Full Post »

A ideia de educação gratuita foi questionada aqui. O que temos é um custo da educação e podemos começar a debater qual a melhor forma de pagamento para garantir mais eficácia. O atual modelo de pagamento majoritário no Brasil é de forma indireta. O cidadão paga impostos, ao consumir produtos e serviços. Ou diretamente no desconto […]

Read Full Post »

Quando alguém se diz de direita, na verdade, está aceitando e validando quem se diz de esquerda. Aceita um jogo de cartas marcadas. Assim, concorda que há uma luta de classes em que os dois pólos são definidos por Marx, tendo como referência o marxismo e dando status de cultura ao que é apenas uma […]

Read Full Post »

Hoje, vivemos uma dupla crise no Brasil e na América Latina. A crise conjuntural de um modelo bolivariano de visão política pós-ditadura totalitário, que fecha um ciclo de uma luta de centralizadores do século passado. Os centralizadores ditos de direita contra os centralizadores ditos de esquerda, ambos sob a égide do final de um ciclo […]

Read Full Post »

Como coloquei aqui a filosofia tem três ramos. Os 3 ramos da filosofia from Carlos Nepomuceno

Read Full Post »

Do meu ponto de vista, não existe esquerda e direita, mas apenas centralizadores e descentralizadores.   O século passado foi o século da centralização, pois tivemos dois fenômenos combinados e sinergéticos:   – pico demográfico radical: – e radical concentração de mídia.   Os dois fatores nos levaram a ter opções apenas centralizadoras no cardápio: […]

Read Full Post »

Muita gente agora quer, no futuro, só políticos honestos no Brasil. Independente do que a pessoa pensa, o que se quer é votar em quem é “de confiança”. O problema é que existe duas coisas ai. Uma é a forma que cada pessoa vê a sociedade e o modelo de transparência e participação social. Que seria […]

Read Full Post »

A forma como consideramos que a sociedade humana avança está intoxicada. As ciências sociais não deram peso devido às chegadas e mudanças provocadas pela massificação das tecnologias cognitivas (que expandem o nosso cérebro) e o incentivo que estas têm em picos demográficos. Temos que recomeçar a visão da história humana em uma nova encruzilhada, na […]

Read Full Post »

A grande mudança do século XXI é o fim da relação patrão-empregado. A morte dos gerentes. Não estamos, portanto, assistindo a chegada de novos modelos com a cultura Uber, mas novos modelos de organização! Como isso é possível, perguntarão? E isso só pode ser compreendido se olharmos a nossa espécie como uma tecno-espécie, que sofre uma doença crônica […]

Read Full Post »

Há uma necessidade de mudança radical na maneira que pensamos o ser humano com a chegada da Internet. Se não passarmos por essa revisão filosófica-teórica teremos muita dificuldade de pensar e agir para acompanhar as mudanças que já ocorrem e ocorrerão cada vez mais.   Quando no século passado Marshall McLuhan –  pesquisador canadense – […]

Read Full Post »

Inovação Participativa – o que é e como ajudar as organizações tradicionais a se manter competitivas no ambiente digital? Link para a versão mais atual da apresentação que farei na Gartner no dia 22 de outubro de 2015 – 14:30 – 15:00: http://goo.gl/waiuuT Este texto já saiu nos seguintes locais: Telequest – Ethevaldo Siqueira V. 3.0.0 […]

Read Full Post »

Diria que uma ideologia é uma proposta de cultura social, que pode vingar, ou não. Uma cultura social é uma ideologia que se mostrou eficaz do ponto de vista filosófico, teórico, metodológico e social-institucional. E uma ideologia que não é eficaz é aquela que não. Uma cultura social eficaz é aquela que dura mais tempo, […]

Read Full Post »

Ciência chega de pares vamos aos ímpares! from Carlos Nepomuceno

Read Full Post »

PPT. Ciência da informação quando chegamos ao "Ponto G" from Carlos Nepomuceno

Read Full Post »

Esta é uma entrevista que concedi para alguns alunos, mas acabou não sendo utilizada por problemas operacionais do jornal da escola e reproduzo aqui. O que vai acontecer no mundo pós-Internet? O grande movimento é em direção ao empoderamento do cidadão. Vamos refazer todas as organizações. Por quê? Dois motivos. O pico demográfico dos últimos […]

Read Full Post »

Vimos aqui que toda crise é a chegada de um limite de uma percepção, que gera uma ação, motivada por um dado interesse. Quem é o gestor do processo é o gerador da crise. E a crise do processo cria uma dada narrativa. A narrativa é criada para justificar ações, pensamentos e interesses. Promete-se que tais […]

Read Full Post »

Toda crise é provocada por um problema de visão, que gera uma ação ineficaz. Uma crise, de qualquer natureza, denota: – que alguém insistiu em um dado pensamento e ação; – que alguém mudou de forma inadequada um dado pensamento e ação; – que alguém não previu e não se preparou para mudanças, em função […]

Read Full Post »

Desconfie daquele que se diz só progressista. Ou daquele que se diz só conservador. A sociedade humana vive processos constantes de ajustes. Hábitos, regras normas precisam ser mantidas e outras alteradas. Já vi liberais se definindo como conservadores. Sim, propriedade privada, livre iniciativa, direitos individuais, entre outras, são bandeiras que sempre estarão no mastro do barco liberal. […]

Read Full Post »

Desenvolvi mais o tema aqui. Esta frase diz muito, do livro “O que é liberalismo”, de Donald Stewart Jr, que fiz o resumo aqui. O problema é que estranhos não confiam um no outro. E aí temos a ponte entre a Economia e a Antropologia Cognitiva. Um sistema econômico é estruturado dentro de barreiras tecnológicas, que definem até […]

Read Full Post »

Vamos aos argumentos. Vejamos. O ser humano é uma tecno-espécie, por isso não tem limite demográfico; Quanto mais crescemos, mais tecnologias criamos, mas isso tem impactos no nosso modelo hegemônico de governança; Se analisarmos outras espécies, bandos menores têm, de maneira geral, líderes mais marcados e sólidos, pois têm a capacidade de ajudar o bando […]

Read Full Post »

Podemos avançar melhor para entender a passagem da Governança Analógica para a Digital. O ser humano, diferente de outras espécies, transita entre modelos de governança, conforme aumenta a demografia. Uma espécie com menos membros é mais auditiva e visual, pois consegue processar sons. Quanto mais membros têm uma espécie, menos auditiva-visual ela será pois terá […]

Read Full Post »

Aperfeiçoando a metodologia. A partir da experiência de quase 3 anos com um Laboratório, detalhemos. Há uma divisão cultura, que é a capacidade dos gestores principais da organização terem contato e adotarem a visão da crise de Governança, a partir da Revolução Cognitiva. E, em um segundo momento, incluir ações estratégias no Planejamento. Podemos dizer, assim, que […]

Read Full Post »

Podemos avançar melhor para entender a passagem da Governança Analógica para a Digital. O ser humano, diferente de outras espécies, transita entre modelos de governança, conforme aumenta a demografia. Uma espécie com menos membros é mais auditiva, pois consegue processar sons. Quanto mais membros têm uma espécie, menos auditiva ela será pois terá uma incapacidade […]

Read Full Post »

Teorias são feitas, a partir de esforços para entender um dado fenômeno, através de uma lógica argumentativa. Uma teoria cria, assim, uma lógica para ser questionada. Ela é feita, segundo Popper, para ser massacrada. O quer chegar vivo do outro lado é o que é mais consistente. Impressões sobre um fenômeno não criam uma lógica. […]

Read Full Post »

Uma sociedade liberal visa a criação de uma plataforma aberta de regras e leis para que a se possa criar livremente formas de sobreviver e viver. Um projeto liberal não define, portanto, para onde a sociedade ou os indivíduos vão ou devem ir. É um código aberto definido pela livre iniciativa em todas as áreas […]

Read Full Post »

Vivemos hoje algo parecido com o fim da Idade Média, quanto todos que iam contra a Igreja Católica eram considerados hereges, que eram moralmente incapazes de ter presença ou voz no mundo, conforme a fogueira. O final de uma Era Cognitiva marcada por forte concentração de poder. O que ocorreu no século passado foi resultado de um ciclo […]

Read Full Post »

Volta e meia chega alguém, como se fosse um consumidor revoltado, definindo o que você deveria ou não deveria colocar na sua linha do tempo. Viemos um mundo de personal mídias. E tem gente que ainda está girando na mídia de massa. Hoje vivemos a mídia de missa e cada um tem a sua “paróquia”. […]

Read Full Post »

O monoteísmo é filho da escrita. Sem a escrita, não haveria a Torá, a Bíblia e o Alcorão. O monoteísmo foi a base filosófica-religiosa da Governança da Espécie, que inicio a Era Cognitiva Escrita-Oral, que termina agora com o digital. Todo o modelo organizacional de hoje é filho da Escrita e dos modelos hierárquicos religiosos e depois […]

Read Full Post »

Coletivismo é uma galáxia de cosmovisões humanas que têm em comum a crença de que há um bem maior. São coletivistas os comunistas/socialistas, os nazistas, os fascistas e, em certa medida, os estatistas. São coletivistas as religiões que desejam criar estados. Este bem maior, que varia de uma cosmovisão a outra, deveria guiar as sociedades […]

Read Full Post »

A base da defesa da livre concorrência pela Escola Austríaca de Economia (EAE) é simples. Preços são indicadores de decisão; Sem a liberdade das trocas, os indicadores são falhos; Sem preços confiáveis, os agentes produtivos passam a erra na mão. Consequência: mais custo e menos benefício para a sociedade. Não se defende a liberdade econômica por motivos abstratos, […]

Read Full Post »

Lendo “Os Caminhos da Servidão” de Hayek, achei esta frase: “Fomos os primeiros a afirmar que quanto mais complexa se torna a civilização, mais se deve restringir a liberdade do indivíduo” – Benito Mussolini. Penso justamente o contrário, mas tem lógica o que ele diz. Quando se aumenta a população, se aumenta a complexidade; Quando se […]

Read Full Post »

As manifestações anti-Dilma tem convocações digitais, mas decisões do que fazer analógicas.  As recentes manifestações de massa foram convocadas pelas redes sociais. E logo apareceram grupos que passaram a comandar a massa. É o nosso modelo de representação híbrido. Há muita gente que quer ir para as ruas e conseguimos ir além dos modelos tradicionais, através […]

Read Full Post »

Muita gente acha que diálogo nasce em árvore. É algo natural no ser humano. Falso. O ser humano, acredito eu, quer impor aos outros a sua cosmovisão. Não quer ouvir, quer falar. Não quer aprender, mas ensinar. Não quer debater, mas convencer. Um diálogo precisa ser construído. Ele raramente nasce de forma espontânea. Precisa de condições, de […]

Read Full Post »

Vamos aos fatos. No livro, “Mídias sociais na Organização”, da M.Books, Anthony Bradley e Mark McDonald apresentam uma pesquisa que diz o seguinte: Das 400 empresas entrevistadas nos Estados Unidos, que tiveram algum tipo de projeto com vistas à colaboração de massa pelos seus empregados, 10% obtiveram sucesso (teríamos que ver o que chamam sucesso), […]

Read Full Post »

Não estamos construindo uma sociedade melhor ou pior, mas, de forma natural, estamos indo em direção a um mundo mais compatível com a demografia que criamos. Defendi aqui a ideia de que novas tecnologias alteram a nossa tecno-cultura. Dito isso, vou defender a ideia de que não existe nada mais radical para a nossa tecno-cultura do […]

Read Full Post »

O que posso dizer é que somos uma espécie que decidiu ser tecno para ser espécie. Quando se fala na influência cultural da Internet no mundo, lá vem uma galera defender a ideia da tecnologia neutra. “O ser humano faz da tecnologia o que ele quiser”. Sim, individualmente, em alguns casos. Mas não coletivamente. Seria […]

Read Full Post »

Dizem que toda pessoa mais equilibrada começa a vida sendo marxista e com mais idade vira liberal. Foi o meu caso, vou explicar por que. A brincadeira faz sentido, pois o marxismo de fato trabalha com os fatos mais evidentes das injustiças sociais e com o questionamento da exploração do homem pelo homem, que fazem parte da espécie […]

Read Full Post »

No meu livro de 2013, Gestão 3.0, defendi um novo modelo de aprovação de textos, dentro de Plataformas Digitais Participativas, criando um novo ambiente de produção acadêmica, mais voltado para a sociedade. Hoje, quero questionar não mais, apenas, a forma como os textos são aprovados e publicados, mas a forma, o critério que adotamos para […]

Read Full Post »

Gosto da metáfora de um peixe no aquário, que não consegue ver a água como algo parecido com o humano diante da cultura. A água para o peixe é invisível. Nosso cérebro “ganha salário” para tornar o que é conhecido, natural e intuitivo. O cérebro se preocupa com o que é novo e não com o que […]

Read Full Post »

Muitos dizem que o futuro é incerto. Mais ele pode ser mais ou menos incerto. Vivemos um momento complexo e as organizações tradicionais estão cometendo alguns equívocos diante do futuro, que tem ficado mais incerto do que deveria ou se gostaria. Depois de 20 anos vivendo de estratégia digital, com mais de 450 projetos executados, cheguei […]

Read Full Post »

Estive ontem na palestra de Helio Beltrão sobre Mises e Intervencionismo, atividade do Partido Novo, no Rio, de ontem: Uma pergunta da platéia me chamou a atenção (está mais para o final do áudio). “Se o liberalismo é tão bom, por que entrou em crise? E por que países como os Estados Unidos reduziram o seu […]

Read Full Post »

Muita gente acha que o liberalismo foi criado, mas, na minha avaliação, ele foi interpretado. Coloco a figura abaixo para provocar, diria que ele foi quase psicografado pelas tecnologias (para deixar muita gente nervosa e provocar). A espécie humana vive movimentos que chamei de Pêndulos Cognitivos, que nos levam à concentração e descentralização de poder, em […]

Read Full Post »

A procura da verdade é um exercício lógico, que deságua numa metodologia. A lógica constrói metodologias. E metodologias testam algo que parece mais lógico, na prática. Assim, nada é lógico, sem ser testado. Mas testar tem um custo. Assim,  nada mais lógico, do que um debate lógico, antes de se testar e gastar. Quanto mais […]

Read Full Post »

Vimos aqui que temos dois tipos de cosmovisões: as de sobrevivência (políticas e econômicas) e as de transcendência (religiosas). Tais cosmovisões são afetadas por Revoluções Cognitivas. Como e por quê? Ambientes Cognitivos não surgem do nada. Eles são criados, a partir da chegada de novas Tecnologias Cognitivas. Ou seja, um dado momento histórico trabalha dentro […]

Read Full Post »

Cosmovisão – conjunto de ideias e princípios culturais de uma corrente de pensamento da sociedade. Há dois tipos de cosmovisões: (de sobrevivência) as políticas e econômicas e (de transcendência) as religiosas (ver conceitos do blog aqui.) O ser humano tem duas preocupações centrais no mundo: – sobreviver – com cada vez mais qualidade (como sugere Mises; – […]

Read Full Post »

Vejo gente que se diz anti-marxista, mas usa narrativas, conceitos e expressões cunhadas pela cosmovisão marxista. Tenho dito que o conceito esquerda e direita só faz sentido dentro de uma visão marxista. Fora dela, não tem lógica. Hoje, temos pessoas que defendem um centro de poder forte versus um centro de poder fraco e poder […]

Read Full Post »

Totalitarismo é um sistema político no qual o Estado, normalmente sob o controle de uma única pessoa, político, facção ou classe, não reconhece limites à sua autoridade e se esforça para regulamentar todos os aspectos da vida pública e privada, sempre que possível. Recomendo este documentário: Narra a história, pouco difundida, dos holocaustos comunistas na […]

Read Full Post »

Um dos principais problemas quando falamos em mudança e a inovação é o problema do mundo perfeito. Há uma forma de pensar que se acredita que podemos construir, de alguma forma, um mundo perfeito. Assim, a inovação ou qualquer mudança deve desaguar nesse paraíso na terra. Ao trabalhar de forma realista com inovação e apontar que, […]

Read Full Post »

Mercado: lugar público onde negociantes expõem e vendem gêneros alimentícios e artigos de uso rotineiro. As pessoas gostam de demonizar a palavra “mercado”. E colocam uma falsa dicotomia entre mercado versus estado. Não existe sociedade humana sem trocas, pois o ser humano precisa sobreviver. Quanto mais humanos, mas demanda, quanto mais demanda, mais trocas, quanto […]

Read Full Post »

Falta um estudo antropológico cognitivo sobre Deus. Deus é aquilo que nossa capacidade cognitiva é capaz de conceber. Pressinto que todas as religiões abraâmicas só surgiram a partir da chegada da escrita. O Deus único, vindo verticalmente se comunicar com os seres humanos, é o Deus da Escrita. Aquele que tem uma mensagem e se […]

Read Full Post »

Há sempre uma dualidade quando falamos sobre fenômenos. Podemos dizer que há coisas sempre indefinidas, em aberto. E outras mais ou menos fechadas. O aberto é o que é complexo e pode ser indefinido e as filosofias e teorias têm dificuldade de fazer previsões. O fechado é aquilo que é simples e pode ser mais […]

Read Full Post »

Já faz tempo que trabalho com o conceito do pêndulo cognitivo. Defendo que a sociedade humana, do ponto de vista da macro-história, tem dois ciclos bem demarcados: – de concentração – quando há aumento demográfico e manutenção de mídias concentradoras; – de descentralização – quando há a chegada de mídias descentralizadoras. Temos no mundo, assim, […]

Read Full Post »

Cosmovisão é um macro-conjunto de ideias que formam uma corrente de pensamento em um dado momento histórico da sociedade humana. Há cosmovisões políticas, o que inclui econômicas, e religiosas. Toda cosmovisão é originada a partir de um dado autor e/ou uma corrente de autores, através de uma mídia que dissemina suas ideias. Há dois momentos […]

Read Full Post »

Toda mídia estabelece canais de comunicação na sociedade. E estes definem as possibilidades de transações comerciais. Ninguém negocia com quem não consegue se comunicar. E ninguém negocia em quem não pode confiar. Uma das coisas mais importantes da atual Revolução Cognitiva digital é possibilitar a transação informacional e econômica entre desconhecidos, matando obsoletos intermediários e […]

Read Full Post »

Este debate com a Juliana no Clube 2015 está interessante: Diria que tudo que em nós é animal, é mais óbvio. E que tudo que nos é humano é mais complexo. Quando temos muitas mudanças é preciso recorrer ao lado animal, pois é este lado que nos amarra, prende e nos torna mais simples de […]

Read Full Post »

Uma sociedade que não se comunica, vê a realidade de forma mais primitiva. Há um problema de visão e, por sua vez, de ação. Isso nos leva a um problema da qualidade das decisões. Qualidade de decisão pode ser medida na relação de custo benefício. Uma qualidade melhor nos leva a um custo menor e um benefício maior e […]

Read Full Post »

Um lado é igual as outras. Outro é diferente. O que é igual? Uma RC se caracteriza por descentralizar o poder de mídia. Se há mais poder de emitir e receber ideias temos uma RC. Ponto. Porém, há diferenças, pois cada mudança de mídia tem a peculiaridade da mídia nova que está chegando. A escrita […]

Read Full Post »

Se puder resumir os 20 anos de pesquisa sobre Internet diria o seguinte. Picos demográficos provocam Revoluções Cognitivas. Revoluções Cognitivas provocam modelos mais descentralizados e sofisticados de Governança; Modelos mais sofisticados de Governança provocam picos demográficos. É o resumo do que consigo compreender sobre a chegada da Internet no planeta, que é parte de uma […]

Read Full Post »

Uma cosmovisão é criada por pessoas. Teóricos ou religiosos, que apresentam uma visão completamente nova do mundo. Uma cosmovisão é o epicentro de uma nova cultura que surge. Todas as cosmovisões precisam de um novo meio para se propagar. Posso dizer, portanto, que quando temos uma Revolução Cognitiva, iniciamos um novo ciclo de cosmovisões. As […]

Read Full Post »

O ser humano é a única espécie que altera a sua complexidade demográfica. Os outros animais criaram uma relação de sobrevivência baseada na quantidade de membros. Cada espécie tem um modelo de comunicação e governança adaptados para o tamanho da espécie. Uma alcateia de lobos é sustentável para um determinado número de indivíduos, bem como uma manada […]

Read Full Post »

A história não se repete, pois ela não é um círculo que dá no mesmo ponto, como poderia se imaginar na figura abaixo. Vivemos muito mais em um movimento espiral, em que há momentos em que há similaridades, porém com conjunturas diferentes, como vemos abaixo:   Podemos dizer que Revoluções Cognitivas fecham longos ciclos históricos […]

Read Full Post »

Coloquei neste áudio uma primeira análise sobre essa separação. No áudio, comento que muita gente acredita que o fato da pessoa não ter lido uma linha de Marx não o faz um marxista. Uma cultura, defendo, é maior do que uma ideologia. A ideologia é a base da cultura, criada por alguém ou “alguéns”. Uma cultura […]

Read Full Post »

A Escola Canadense de Comunicação estada há décadas as rupturas de mídia. Ou seja, eles já partem do princípio de que de tempos em tempos estas mudanças vão provocar mudanças profundas na sociedade. Têm dados e reflexões sobre outras mudanças de mídia no passado, o que nos ajuda a formar uma base teórica mais consistente […]

Read Full Post »

Vimos que os estrategistas precisam trocar de “software estratégico” do indutivo para o dedutivo, pois vivemos uma crise de paradigmas. O primeiro problema para se achar uma nova e boa teoria é nos perguntarmos qual é o gatilho que provoca essa crise de paradigma. (Veja mais sobre crises de paradigma aqui.) Ou seja, havia um […]

Read Full Post »

Uma crise de paradigma é algo que acontece na vida que não temos teorias adequadas para sua compreensão. O problema não é a vida que nos mostra novidades, mas a nossa incapacidade de compreender o que está acontecendo. Um estrategista dogmático, fechado, com problemas tentará ignorar e rejeitar os fenômenos da vida, tentando encaixá-los na […]

Read Full Post »

A grande crise das organizações tradicionais é a crise dos estrategistas. Os estrategistas estão usando o software estratégico errado. Quando temos na sociedade um cenário definido e eficaz, ou seja, há um consenso que funciona, trabalhamos com estratégias indutivas, que partem das micro-mudanças para ver com elas bate no cenário maior. Quando temos na sociedade um […]

Read Full Post »

Comecei este assunto neste áudio: Um estrategista, basicamente, trabalha com teorias. Na mesa dele, entra dados da realidade e sai sugestões estratégias. Ou seja, onde estamos e para onde vamos. E o que uma organização deve fazer para se manter viva e competitiva no mercado, se possível liderando-o. A mesa do estrategista precisa de algumas ferramentas […]

Read Full Post »

Rodrigo Constantino detonou Paulo Freire neste artigo. Eu defendi aqui , entretanto, que um autor tem que ser visto, quando for o caso, sob dois pontos de vista: o teórico e o metodológico. Posso concordar com o diagnóstico do Paulo Freire sobre a crises da escola bancária, manipuladora, de baixa criatividade, mas discordar do método para resolver […]

Read Full Post »

Eu posso concordar com um diagnóstico e não com o tratamento. Quando eu defendo o diagnóstico de Malthus de que aumento populacionais geram crises produtivas. Eu não me torno Malthusiano. A metodologia para resolver o problema reduzindo o apoio para os pobres ficarem à míngua é outra parte do problema. As duas coisas devem ser […]

Read Full Post »

Older Posts »