"Não há explicações finais apenas explicações melhores" - Gleiser;

As brechas significativas

As brechas significativas

Não existe  um bloco monolítico no mundo. Nem tudo vai em direção à diversidade e nem tudo vai apenas em direção à pasteurização. Em cada época, existem movimentos nas duas direções. É verdade, que, a pasteurização é mais incentivada, pois...
A pasteurização é barata no curto prazo

A pasteurização é barata no curto prazo

Digamos que existem dois movimentos humanos: - a pasteurização – reduzir a taxa de diversidade; - a diversificação – aumentar a taxa de diversidade. Ambas, oscilam quando temos movimento do Pêndulo Cognitivo. Na Expansão Cognitiva, a diversificação aumenta a taxa;...
O DNA da motivação

O DNA da motivação

Arrisco a provocar que trabalhar com motivação é justamente trabalhar contra a desmotivação. O que é motivação? Ter um motivo para fazer algo. O ser humano já acorda com um motivo: sobreviver e, se possível viver. E melhor ainda, se...
LINC IplanRio – diário de bordo 2014 – Aulas conjuntas

LINC IplanRio – diário de bordo 2014 – Aulas conjuntas

Aula Conjunta 01 – 15/04/14 Presença ilustre de Sandro Barreto, Gerente de Marketing do Taxibeat, eis as fotos. Depois, tivemos a apresentação do laboratório e o encontro das duas turmas básica e avançada, quando dúvidas foram tiradas. Segue o áudio...
O novo modelo mental para a complexidade digital

O novo modelo mental para a complexidade digital

Estamos vivendo no macro-cenário a passagem de um modelo mental da Governança Oral-Escrita para a Digital. O filósofo que deu partida nisso foi Edgar Morin, o que faz parte das etapas da implantação da nova Governança da Espécie. Se inicia...
Laboratórios de Inovação disruptivos: o que esperar deles?

Laboratórios de Inovação disruptivos: o que esperar deles?

É comum me perguntarem o que podemos esperar da implantação de Laboratórios de Inovação Disruptivos Digitais? Posso detalhar o seguinte: Ganho intangível número 01: criação de novo modelo mental de pensamento, mais apto a lidar com a complexidade da Governança...
Os algoritmos de colaboração de massa

Os algoritmos de colaboração de massa

Qual a diferença enter o processamento de dados com ou sem algoritmos.  O processamento de dados sem algoritmos tem uma capacidade limitada de quantidade de dados e permite um número limitado de automatização das decisões. O processamento de dados com...
As verdadeiras organizações 3.0

As verdadeiras organizações 3.0

Se vamos brincar de versões podemo separar três tipos de organizações: - as 1.0 – que não usam algoritmos de colaboração de massa para fazer negócios; - as 2.0 – que usam algoritmos de colaboração de massa para fazer negócios; -...
Morin é o Descartes do século XXI

Morin é o Descartes do século XXI

O epicentro de uma nova Governança da Espécie é a capacidade que temos de criar uma nova maneira de pensar mais compatível com os novos Tecno-códigos que surgem. Muita gente joga pedra no método cartesiano, mas não percebe que ele...
As etapas de implantação de uma nova Governança da Espécie

As etapas de implantação de uma nova Governança da Espécie

Tendo como base, a nova Governança Oral-Escrita Impressa,  implantada, a partir de 1450, posso criar a seguinte hipótese, como sempre preliminar, da chegada e implantação de uma nova. - Surgimento e massificação do Tecno-código; - Ante-projeto – criação de uma nova...
Sem sentido ético, qualquer ciência é inócua!

Sem sentido ético, qualquer ciência é inócua!

Não existe qualquer discussão cabível sem um sentido ético: para que e para quem se faz o que? Se não há um propósito objetivo, tudo se torna subjetivo e sem possibilidade de métrica, pois se não há um objetivo não...
A parte a distância de um curso presencial

A parte a distância de um curso presencial

Não existe um curso que eu participe, que eu não crie um espaço a distância. Uma aula participativa é algo que mexe muito com a cabeça de todo mundo. E é preciso criar um espaço de conversa ao longo dos...
A nova liderança Digital

A nova liderança Digital

A base de toda Governança é a confiança em quem tem o papel de liderar um dado processo, tomando decisões. Nosso problema atual é que as lideranças, em função da Ditadura Cognitiva, das últimas décadas nos levou a uma desconfiança...
Teoria tem que gerar metodologia, senão, não é ciência

Teoria tem que gerar metodologia, senão, não é ciência

Temos várias áreas de expressão no mundo. A arte visa expandir nossos sentidos, dar vazão à angústias que não se expressariam de outra maneira. Já, a Ciência, foi feita para analisar fenômenos e procurar apontar soluções para lidar com eles....
Do memorizador ao articulador de conhecimento

Do memorizador ao articulador de conhecimento

Num mundo de ideias controladas a memória fazia a diferença. Diria até que a história da evolução das Tecnologias Cognitivas tem sido a de deixar mais e mais nossas mentes mais livres para criar do que para ficar lembrando. O...
Não deixe de olhar o problema

Não deixe de olhar o problema

Lembro de algumas críticas da banca na minha tese de doutorado. Teve muito de forma. Uma pesquisa não pode ser bem avaliada, se não se foca no problema/sofrimento que ela procura minimizar. A análise de um trabalho de pesquisa, assim,...
Viver é se iludir

Viver é se iludir

Vivemos a taxa de ilusão possível. E, para isso, criamos uma narrativa pessoal, que nos justifica para nós mesmos. Há vários fatores envolvidos para viabilizar essa taxa de ilusão: saúde, dinheiro, relacionamentos, trabalho, realizações, família, amigos. Enquanto nada disso explode...
Como criticar teorias abertas em aulas participativas?

Como criticar teorias abertas em aulas participativas?

De quando em vez, em uma aula participativa temos alunos mais críticos. Que querem participar mais. E isso pode atrapalhar um pouco a diversidade da turma. Como lidar com isso? Incentivo a postura crítica, mas há sempre uma taxa de...
Quando não se entende um fenômeno, fica impossível lidar com ele

Quando não se entende um fenômeno, fica impossível lidar com ele

Toda crise vem de uma ilusão. Havia uma força que ia nos causar desconforto ou sofrimento que sub-avaliávamos. A primeira fase é entender a força. Teorizar sobre ela. Há uma revisão a ser feita, pois há uma força nova nos...
Regrinhas para um diálogo eficaz!

Regrinhas para um diálogo eficaz!

No diálogo, a taxa do ego baixa, no bate-boca, ela sobe! Viver o diálogo é algo que exige bastante. Quando abrimos para que todos possam conversar – e isso é o que estamos vivendo agora com a Internet – precisamos...
De professor a articulador

De professor a articulador

A definição mais corrente de professor é daquele que ensina. Quem ensina, ensina alguma coisa para alguém. O professor, assim, tradicional é aquele que sabe algo e vai repassar o que sabe para a sua turma. O professor, no modelo...
Ser ético é uma luta política

Ser ético é uma luta política

Ser ético é procurar uma causa no mundo em que você se envolve em determinados movimentos para melhorar a vida dos seres vivos hoje e amanhã. É algo pró-ativo que não esperam de você. É aquilo que você quer fazer...
A falsa questão de Deus

A falsa questão de Deus

Confesso que esta questão demorou para se resolver. A questão de Deus é uma falsa questão. Não importa muito se você diz que acredita nele, ou não. Pois isso, em termos práticos, não muda absolutamente nada. O que importa para...

A hipótese do tempo das curvas

Procuro sempre fugir de uma pergunta nos debates: quando começaremos a vivenciar mudanças radicais na política, a partir da atual Revolução Cognitiva. Acredito que minha dose de previsão de que estamos diante de uma INEVITÁVEL nova Governança da Espécie já é o suficiente provocativa, pois cria um certo determinismo de futuro. Sim, acredito que há esse determinismo, pois somos uma Tecno-espécie condicionada pelo tamanho dos membros e pelos Ambientes Cognitivos mutantes. Cheguei a isso por dedução, a partir de vários autores que apontam essa guinada. O problema agora é saber em termos micros e tentar ser mais precisos para prever as curvas, o tempo de cada uma. Note que temos dois fatores fundamentais, que apontam claramente que o tempo que demorou a última guinada parecida, que chamo de Revolta Cognitiva,...
Querer e prever

Querer e prever

Estava sem sala de aula e um aluno procurava analisar os fatos, a partir do que ele gostaria que fossem e não do que poderiam ser. Essa vontade que temos que as coisas fossem como gostaríamos faz parte do estudo...
A diversidade massacrada

A diversidade massacrada

Discuti um pouco aqui, como é a relação da complexidade com a diversidade e o papel do Pêndulo Cognitivo nesse processo. Quando temos Contração Cognitiva, a diversidade é reduzida, gerando crises. A diversidade é a possibilidade que temos de mais...
Ou muda a bandeira, ou não teremos inovação no Brasil!

Ou muda a bandeira, ou não teremos inovação no Brasil!

O Kanitz faz muito tempo escreveu um texto relevante sobre o problema do Brasil e sua bandeira. Disse ele que não haverá progresso se antes pensarmos na ordem. Que para ter progresso é preciso ter desordem para depois ter ordem. Isso...
A fuga do jardim do éden foi para criar tecnologias

A fuga do jardim do éden foi para criar tecnologias

Tive outro dia um debate com um aluno que questionou a minha alegoria. Disse eu que o ser humano um dia em uma caverna olhando para os lados viu que não ia competir com os outros animais e resolveu apostar...
A história dos Tecno-códigos Digitais

A história dos Tecno-códigos Digitais

O ser humano é uma espécie única, pois resolveu apostar tudo no cérebro para ser competitivo. Quem aposta no cérebro resolve, ao invés de mudar seu corpo na evolução, criar tecnologias, órteses, para complementar o que o seu corpo não...
Complexidade, diversidade e demografia

Complexidade, diversidade e demografia

Digamos que o principal problema que temos hoje no mundo é uma dificuldade de lidar com a nova complexidade de 7 bilhões de pessoas, que se materializaram em menos de 200 anos. A atual Governança, com os Tecno-códigos que temos...
Qual é a tua, mané?

Qual é a tua, mané?

A maior dificuldade para traçar uma estratégia profissional é saber o que queremos. Pode parecer estranho, mas somos muito mais Zega Pagodinhos (deixa a vida me levar) do que gostaríamos. Ou seja, enquanto as coisas vão nos levando, vamos bem,...
A teoria da complexidade

A teoria da complexidade

Se me perguntarem que teoria escolheria para ser a vedete do século XXI, cravaria: a da complexidade. É uma teoria fim, como detalhei aqui, fortemente baseada em um problema: como lidar com fenômenos complexos. A Ciência, desde seu nascimento, foi...
Teorias são sentimentos amadurecidos

Teorias são sentimentos amadurecidos

Teorizar é amadurecer sentimentos, criando um conjunto de conceitos encadeados, que constrói uma narrativa que procura explicar as forças de determinado fenômeno e como se comportam em diferentes contextos. O ser humano tem contato com o ambiente e isso provoca...
Como as Revoluções Cognitivas afetam o pensar científico?

Como as Revoluções Cognitivas afetam o pensar científico?

O ser humano tem problemas. E procura ferramentas para resolvê-los. Os problemas são nossos objetivos e os meios como vamos resolvê-los. Assim, como todos sabem, a Ciência foi criada para nos ajudar a resolver problemas mais complexos. E ela vive...
O poder das narrativas

O poder das narrativas

Todo esforço teórico visa construir uma narrativa para influenciar mais gente para um determinado ponto de vista. Existem, entretanto, narrativas e narrativas. Diria que temos: Narrativas que apelam para o sentimento, que são narrativas pré-científicas, que cumprem um papel na...
Reflexões sobre o uso e o ensino de metodologias

Reflexões sobre o uso e o ensino de metodologias

Toda filosofia e a teoria não servem para nada se não desaguarem em uma metodologia. Filosofias produzem teorias. Teorias produzem metodologias. Metodologias produzem (métodos de ação, tecnologias e capacitação de profissionais.) Assim, as metodologias são, na prática, a validação das...
A crise da propriedade na nova Governança Digital

A crise da propriedade na nova Governança Digital

Estamos vivendo a migração de organizações piramidais  com lideranças mais fixas para um modelo de organizações em rede colaborativas, com lideranças muito mais rotativas. Vamos precisar trabalhar com dois alicerces que constituem uma Governança para entender os modelos e possíveis crises...
Reconhecimento de missa

Reconhecimento de missa

Não existe nada mais natural no ser humano do que procurar reconhecimento. Quem diz que não procura nenhum reconhecimento, deve ser de outro planeta. Diria, entretanto, que existe uma taxa de reconhecimento possível. Quando temos uma alta taxa de expectativa,...
A sociedade 7.0

A sociedade 7.0

Toda vez que temos um cenário disruptivo na sociedade os primeiros pensadores apostam no conceito do pós. Na filosofia, vivemos na pós-modernidade. E na economia, na fase pós-industrial. O pós é uma forma de identificar algo novo, mas que não...
Os dois lados da tecnologia: visível e invisível

Os dois lados da tecnologia: visível e invisível

Tenho procurado problematizar aqui no blog a relação da nossa espécie com a tecnologia. Já defendi que essa revisão é o ponto-chave para entender o século XXI. De todas as discussões que tive sobre o assunto, acredito que temos que...
Qual a diferença entre defender um ponto de vista e doutrinar em sala de aula?

Qual a diferença entre defender um ponto de vista e doutrinar em sala de aula?

Bom, estou aqui defendendo a ideia de um professor-pesquisador-agente de transformação dentro de um novo modelo de ensino baseado em problemas. A defesa a seguir não pode valer para um professor-professor baseado em assuntos, pois são reflexões da minha prática...
A expansão cognitiva pede um ensino baseado em problemas!

A expansão cognitiva pede um ensino baseado em problemas!

Tenho defendido aqui a mudança radical da forma que construímos e repassamos ideias do modelo atual dos assuntos para o de problemas dentro do movimento de Contração para o de Expansão Cognitiva. (Acredito que é algo conjuntural e não estrutural,...
As quatro instâncias da pesquisa

As quatro instâncias da pesquisa

Uma pesquisa ganha muito quando estes dois movimentos se tornam sinergéticos em três instâncias contínuas (impressão, reflexão e expressão) e uma síntese (narrativa). Como vemos na figura abaixo: Reflexão, dividida em duas:   Impressão - aquilo que intui, sente e percebe...
O efeito da plástica cerebral em revoluções sociais

O efeito da plástica cerebral em revoluções sociais

Primeiro, passamos pela encruzilhada filosófica do Século XXI e admitimos que somos uma Tecno-espécie. E que as tecnologias – entre outras forças – nos trazem mutações contínuas e as Cognitivas nos provocam mutações radicais. Especulo, entretanto, não por pesquisas feitas...
A encruzilhada filosófica do século XXI

A encruzilhada filosófica do século XXI

A encruzilhada filosófica do século XXI passa pela relação do ser humano com a tecnologia. Temos duas vertentes que nos levam PARA ESTRADAS COMPLETAMENTE DIFERENTES: a de uma espécie natural que usa a tecnologia a seu bel-prazer e a Tecno-espécie,...
Novas teorias hackeam o real

Novas teorias hackeam o real

Digamos que nossos cérebros são computadores, que rodam determinados programas, a partir de um determinado código. O código que rodam normalmente é um senso comum, um código meio padronizado, um pouco mais ou menos para lá e para cá. Quando...
Os algoritmos colaborativos

Os algoritmos colaborativos

Descrevi aqui uma história recente dos Tecno-códigos Digitais. É importante, entretanto, destacar que depois de 2004, iniciamos um processo radical de: - ações humanas cada vez mais presentes diante das telas; - aumento vertiginoso de registro destas ações em bases...
As lideranças algorítmicas

As lideranças algorítmicas

Quando analisamos a atual crise da liderança, não podemos misturar a crise da liderança oral-escrita com a figura da liderança e daquilo que será o novo modelo de liderança algorítmica. Já disse aqui que nossa espécie não vive e não...
A crise da Ciência Oral-escrita

A crise da Ciência Oral-escrita

Todos os esforços que temos visto hoje dentro da Ciência estão voltados para a experimentação dos antigos Tecno-códigos que foram potencializados pelo digital, mas que mantém o mesmo modelo de Governança atual, pois não usam o novo Tecno-Código Digital, os algoritmos,...
O DNA da Governança da Espécie

O DNA da Governança da Espécie

O ser humano é a única Tecno-Espécie do planeta, pois desenvolveu e está em constato processo de aperfeiçoamento de Tecno-códigos para exercer e aprimorar a sua Governança. Assim, todas as espécies vivas sociais criam um dado modelo de Governança: como...
A relação organizações-sociedade e o Pêndulo Cognitivo

A relação organizações-sociedade e o Pêndulo Cognitivo

Faz algum tempo que cheguei no conceito do Pêndulo Cognitivo. Diria que a história é formada de ciclos em que temos velhas e novas Tecnologias Cognitivas, que trazem mudanças incrementais ou radicais na Governança da Espécie: As velhas Tecnologias Cognitivas...
As etapas da migração da governança atual para a nova

As etapas da migração da governança atual para a nova

Veja abaixo a figura que tenta expressar o que tenho visto na migração de uma Governança para outra. 0 - tentativas de uso da antiga Governança para atender o aumento radical de fluxo de novas ideias e pedidos da sociedade,...
Governança da Espécie e empoderamento social

Governança da Espécie e empoderamento social

Há uma relação de poder entre as organizações e a sociedade. As organizações são criadas para resolver problemas e são mais ou menos abertas, conforme a capacidade da sociedade ter voz. Há, assim, uma tensão constante, sejam elas públicas ou...
Os 3 tipos de aplicação da nova Governança Digital

Os 3 tipos de aplicação da nova Governança Digital

Vimos aqui que estamos vivendo um momento de passagem entre duas Governanças da Espécie que estão se degladiando na sociedade. Nesse momento, podemos identificar alguns tipos de modelos da adoção da nova Governança Digital, com uso intenso de algoritmos, gerando...
Quando duas governanças se chocam

Quando duas governanças se chocam

A principal análise que temos que fazer hoje é a passagem da Governança da Espécie Oral-Escrita para a Digital, fortemente influenciada pelos Tecno-códigos algorítmicos. Notemos que a comunicação organizações-sociedade, antes da massificação da Internet, era toda baseada na oralidade ou...
Tecnologias Cognitivas e seus respectivos Tecno-códigos.

Tecnologias Cognitivas e seus respectivos Tecno-códigos.

Uma Tecnologia Cognitiva não opera no vazio. A fala precisou da palavra oral, dos sons: Que foram transformadas em símbolos na escrita; Que agora operam dentro do ambiente digital, regulado por algoritmos. Assim, quando temos mudanças nas Tecnologias Cognitivas podemos,...
O DNA da Governança da Espécie

O DNA da Governança da Espécie

Podemos dizer que uma Governança da Espécie se estabelece em cima do seguinte DNA:   Relacionamento - estabelece o vínculo e o modus vivendi entre os seres vivos; Troca - a partir do relacionamento, as trocas se estabelecem; Tomada de...
Os Tecno-códigos

Os Tecno-códigos

A base que define a Governança da Espécie são os Tecno-códigos de Troca, Aprendizado, Relacionamento, Produção de Ideias e Tomada de Decisões. Em alguns momentos da história, novas Tecnologias Cognitivas Radicais permitem que sofistiquemos estes códigos, o que nos permite decidir...
A história vista pela Antropologia Tecno-Cognitiva

A história vista pela Antropologia Tecno-Cognitiva

Bom, para formar um cenário e criar estratégias de médio e longo prazo é preciso entender as guinadas na história provocadas pela chegada e massificação de uma Tecnologia Cognitiva Radical, que é a Força Relevante para Mudança da Governança atual. Vejamos...
Ninguém tem estratégia profissional sem filosofia e/ou dinheiro e/ou mercado?

Ninguém tem estratégia profissional sem filosofia e/ou dinheiro e/ou mercado?

Nós raramente temos estratégia profissional, por dois motivos: - não temos dinheiro para isso; - não temos filosofia e auto conhecimento para isso; - não temos mercado para isso. Ninguém faz estratégia profissional sem dinheiro! Quando te pedem para fazer...
Como se revisa um Triângulo do Conhecimento?

Como se revisa um Triângulo do Conhecimento?

Quando você desenvolve um Triângulo do Conhecimento sobre um dado problema procura-se obter duas coerências: - a externa – diante dos fatos e suas diferentes percepções; - a interna – que é a coerência das três instâncias (filosofia, teoria e...
Conceitos sólidos, líquidos e gasosos

Conceitos sólidos, líquidos e gasosos

Brinco sempre que não devemos casar com conceitos, apenas “ficar” ou namorar, pois eles são ferramentas para que possamos analisar e atuar sobre um dado problema Os conceitos são as cartas dos castelos de cartas, no qual estamos construindo nosso...
A relação das teorias e conceitos

A relação das teorias e conceitos

No Triângulo do Conhecimento tentei demonstrar que é preciso criar uma lógica entre Filosofia, Teoria e Metodologias. Toda a estrutura do conhecimento precisa de conceitos. Os conceitos são os nós que vão amarrando todo o resto, como se fosse um...
Triângulo do Conhecimento

Triângulo do Conhecimento

Como vivemos um cenário disruptivo, iniciando uma Expansão Cognitiva precisamos de uma nova abordagem, que é a dedutiva, que vem de cima para baixo, através da filosofia, teoria e depois a revisão da metodologia. A ideia do Triângulo do Conhecimento é estabelecer...
Colapso da Governança Escrita-analógica

Colapso da Governança Escrita-analógica

Mesmo que alguém quisesse melhorar a qualidade da tomada de decisões na Governança Escrita-Analógica iria esbarrar em um problema de custo/benefício em função dos limites das Tecnologias Cognitivas disponíveis. Como podemos diagnosticar o momento atual? Vivemos um colapso da atual...
Os Tecno-códigos de Troca, Relacionamento e Tomada de Decisões

Os Tecno-códigos de Troca, Relacionamento e Tomada de Decisões

A base da Tecno-Filosofia Cognitiva é que somos uma Tecno-Espécie, na qual a tecnologia não é acessório, mas formadora da espécie. Assim, criamos códigos de troca, de relacionamento e de tomada de decisões que mudam no tempo e nos tornam...
O Custo da Governança

O Custo da Governança

Quanto mais gente tivermos no mundo, mais precisaremos sofisticar a Governança da Espécie, de tal forma que permita que mais gente possa ajudar a tomar decisões, sem aumentar o seu custo, mantendo a taxa de qualidade lá em cima. A...
Três exemplos do uso dos algoritmos

Três exemplos do uso dos algoritmos

O modelo do Taxibeat é, a longo prazo, mais sustentável, pois cria uma auto-gestão da frota, criando uma auto-regulação, reduzindo o custo da Governança Digital, pois quem é o passageiro que passa a ser responsável por melhorar o ambiente. Bom,...
Força Relevante de Mudança da Governança

Força Relevante de Mudança da Governança

Acho que fica mais fácil entender este conceito, a partir do vídeo abaixo: Note que a chegada dos lobos no parque é a chegada de uma Força Relevante de Mudança da Governança, pois, os lobos estão no topo da cadeia alimentar....
As diferentes etapas de implantação da Governança Digital

As diferentes etapas de implantação da Governança Digital

O principal erro das organizações atual é não compreender o que vou chamar de Força Relevante de Mudança da Governança  Esta força é aquela que consegue interferir em um dado ambiente e causar mudanças profundas, pois altera como a Governança...
A anatomia da nova Governança Digital

A anatomia da nova Governança Digital

A grande dificuldade de enxergar o que vem pela frente e como nos preparar melhor é de estabelecer determinadas relações de causa e efeito entre Ambiente Cognitivo e Governança da Espécie. Talvez a mais relevante é de que: - o...
Por uma inovação ética!

Por uma inovação ética!

A base, a meu ver, de uma atitude inovadora, sob esse prisma, tem que ser um compromisso ético e não moral, pois você vai querer melhorar as coisas, por algo que você QUER fazer e não por algo que você DEVE...
As ferramentas dos estrategistas de longo prazo são os conceitos

As ferramentas dos estrategistas de longo prazo são os conceitos

 O problema é que as organizações não tem hoje uma prática de trabalho com filosofia e teorias que possam revisar as suas metodologias. Isso não era necessário em um mundo com baixa taxa de inovação, mas agora as organizações começarão a...
Estamos carentes de estrategistas de médio e longo prazo!

Estamos carentes de estrategistas de médio e longo prazo!

Nas organizações de hoje, temos um batalhão gigantesco de gente trabalhando no planejamento e na estratégia de curto prazo e um número muito reduzido de gente trabalhando no médio e longo prazo. Digamos que dentro de uma organização tradicional temos...
Estratégia: como lidar com fatos estranhos!

Estratégia: como lidar com fatos estranhos!

Pessoas que vasculham o horizonte por sinais de mudança devem de alguma forma separar as tendências importantes e duradouras daquelas que são de curta duração e, finalmente, irrelevantes. (Confundir uma mudança fundamental com uma alteração temporária pode ser fatal.) - Miles...
Por que acho a proposta da criação de uma Ciência das Redes pouco eficaz?

Por que acho a proposta da criação de uma Ciência das Redes pouco eficaz?

Uma ciência, a meu ver, não pode ter um foco em algo que é a solução, o martelo, mas deve se voltar para o problema que faz com que precisemos usar o martelo! Como disse no post anterior, a produção do...
O que é (ou deveria ser) uma Ciência?

O que é (ou deveria ser) uma Ciência?

Os estudos teriam o foco de solução destes problemas, juntando a maior quantidade de pessoas, pesquisadores com foco na minimização do sofrimento. Hoje, a academia é dividida em Ciências. Ciências são ATUALMENTE campos limitados por assuntos, por objetos e pesquisadores...
O ceticismo de sofá

O ceticismo de sofá

Saber viver é estar aberto para ser contraditório e admitir quando isso acontece para se aprimorar. Ser contraditório é atitude principal de quem quer viver e ajudar a mudar o mundo!!! Os canais horizontais de circulação de ideias, Facebook na frente,...
Laboratórios Estratégicos de Inovação

Laboratórios Estratégicos de Inovação

Bom, a ideia é discutir a implantação de Laboratórios Estratégicos de Inovação com ênfase na implantação da nova Governança Digital. Que é o centro promotor da Gestão Estratégica da Inovação. Esta é metodologia que estou melhorando e aprimorando nos últimos...
Gestão Estratégica de Inovação - com ênfase à migração para a nova Governança Digital

Gestão Estratégica de Inovação – com ênfase à migração para a nova Governança Digital

Não existe estratégia sem inovação e nem inovação sem estratégia. E não existe estratégia sem a inclusão das forças disruptivas principais do cenário com projetos que possam promover o alinhamento as suas principais consequências.  A “moda” inovação criou agora mais...
A inovação disruptiva precisa apostar em um "cavalo teórico"!

A inovação disruptiva precisa apostar em um “cavalo teórico”!

O diferencial de uma organização para outra, mais e mais, vai depender de sua visão de futuro! E eu diria, que além disso, a sua capacidade de transformar em ações, dentro de uma Carteira de Inovação essa visão! Falamos aqui das...
Quatro estratégias diferentes da gestão da inovação

Quatro estratégias diferentes da gestão da inovação

De maneira geral, as organizações não pensam em inovação, quando pensam não tem carteira, quando tem não reservam recursos para projetos disruptivos. Quando se fala em inovação parece que é algo que só tem um jeito de promover, de se...
Futurologia: a formação necessária

Futurologia: a formação necessária

O futurólogo é aquele que procura ter uma visão mais próxima das macro-tendências. Um futurólogo é alguém fundamental para estar nas equipes de estrategistas das organizações, pois vai dar a ela uma visão mais clara do que está por vir....
Futurologia: uma profissão de futuro!

Futurologia: uma profissão de futuro!

A evolução da Expansão Cognitiva, vai cada vez mais tornar o cenário mais e mais incerto, com iniciativas cada vez mais radicais e maior adesão rápida da sociedade. Vivemos uma Expansão Cognitiva. Nestes fenômenos na história temos um radical aumento da...
O papel do cientista social

O papel do cientista social

No atual momento da Contração Cognitiva, com a baixa taxa de abstração da sociedade, a maior parte das pessoas que se dedica aos problemas sociais são muito mais cronistas do que teóricos, cientistas. Muitas pessoas escrevem sobre a sociedade e, no...
O capitalismo e a Revolução Cognitiva

O capitalismo e a Revolução Cognitiva

Não se pode analisar o capitalismo sem os conceitos cognitivas, ou a a noção de que ele foi criado e viveu, até o momento, sob a égide de uma Contração Cognitiva e  agora, pela primeira vez, uma Expansão, que visa, como foi no passado,...
Nossa espécie nunca saberá o que é a realidade!

Nossa espécie nunca saberá o que é a realidade!

A inflexão principal desta guinada de um profissional antes e depois do que chamo desse curso de inovação disruptiva é a capacidade de perceber E SENTIR que a realidade é líquida, mutante, incerta, que exige um esforço de não acomodação...
A força autônoma da tecnologia

A força autônoma da tecnologia

A meu ver ignorar a Força Autônoma das Tecnologias é o grande erro filosófico-teórico do século XX e que precisará ser revisto se quisermos entender o novo século. Podeira dizer que o ponto de virada para compreender o século XXI...
A diferença entre projeto de vida e projeto profissional

A diferença entre projeto de vida e projeto profissional

Nós geralmente não temos projetos de vida, mas apenas profissionais. Claro que educar os filhos, viver bem com a família, amigos, parentes, curtir a vida fazem parte daquilo que podemos chamar de coisas boas que acontecem. Mas não considero que...
A área de liberação tecnológica

A área de liberação tecnológica

A tecnologia tem um papel de liberadora da espécie de uma Área de Restrição/Proibição para uma determinada Área de Liberação. Assim, quando uma nova tecnologia chega, alguns limites, fronteiras da espécie, se ampliam do ponto “a” do momento da pré-tecnologia...
LINC IplanRio - diário de bordo 2014 - turma básica

LINC IplanRio – diário de bordo 2014 – turma básica

Os áudios completos das aulas podem ser vistos aqui. Semana passada, no dia 12/03/14, tivemos a palestra de abertura com quase 30 presentes. Toda gravada aqui. A base do encontro foi a  apresentação do modelo de curso, com a introdução de...
LINC IplanRio - diário de bordo 2014 - turma avançada

LINC IplanRio – diário de bordo 2014 – turma avançada

Os áudios completos das aulas podem ser vistos aqui. Ontem, 18/03/14, tivemos a primeira aula. Toda gravada aqui. A base do encontro foi a discussão sobre: - transformar a criação de laboratórios colaborativos digitais como um serviço da Iplan. E para...
Adjetivar é cortar o diálogo

Adjetivar é cortar o diálogo

Um adjetivo é, assim, a prática de etiquetar autores e ideias por falta de tempo ou disposição para o diálogo. Normalmente, quando publico ideias novas , tenho dois tipos de reação nos comentários. Pessoas que, por vários motivos, querem se...
As diferentes e permanentes tecno-mutações da espécie

As diferentes e permanentes tecno-mutações da espécie

Andei falando por aí que o ser humano está entrando em um processo de mutação com a chegada da Revolução Cognitiva Digital. Porém, quero refazer a afirmação. Vivemos dentro de ambientes tecno-sociais, que muitos chamam de cultura, que vivem momentos...
O que é hoje uma pesquisa de excelência?

O que é hoje uma pesquisa de excelência?

Aqui neste blog, o nosso problema-matriz é: “Ajudar a sociedade a entender e se alinhar com a atual Revolução Cognitiva Digital, através de ações que possam reduzir sofrimento da sociedade e, portanto, gerar valor para as organizações”. Costumo considerar que...
A tecnologia não reinventa o mundo, apenas quebra limites da espécie

A tecnologia não reinventa o mundo, apenas quebra limites da espécie

Vamos superar a ideia de que as tecnologias não mudam o mundo? Ou de que as tecnologias mudam o mundo? Nem uma coisa, nem outra. O passo para sair do atoleiro teórico-filosófico atual é o conceito central da nova Filosofia...
A relação entre governança da espécie e ambientes tecno-cognitivos

A relação entre governança da espécie e ambientes tecno-cognitivos

O Rei era filho do papel manuscrito e não conseguiu enxergar que o papel impresso seria a sua guilhotina! Haverá sempre uma relação harmônica entre a Governança da Espécie e os Ambientes Tecno-Cognitivos. Ou seja, a governança da espécie será...
O vício à barreira tecnológica passada

O vício à barreira tecnológica passada

Quando falamos em nos adaptar às novas tecnologias estamos falando em nos adaptar as novas possibilidades, ações, inovações, facilidades que a quebra das barreiras anteriores não permitia. Dizem que se um passarinho for solto depois de um tempo engaiolado tende...
Ciclo da chegada de novas tecnologias

Ciclo da chegada de novas tecnologias

O quadro abaixo demonstra como podemos, de maneira geral, apresentar um modelo de como chegam novas tecnologias à sociedade:   1 - Latência por mudança – a espécie deseja fazer algo e não consegue, pois há necessidade de uma tecnologia...
A nova governança digital para as organizações de ensino

A nova governança digital para as organizações de ensino

O que estamos assistindo hoje não é a chegada de uma nova tecnologia digital, mas de uma nova Governança da Espécie Digital, que visa mudar o modelo de tomada de decisões, de produzir e repassar conhecimento de uma nova maneira,...
Como a Rede Sustentabilidade pode evitar ser o PT do século XXI?

Como a Rede Sustentabilidade pode evitar ser o PT do século XXI?

A República atual é filha da escrita e principalmente do papel impresso, assim como a nova política ou a República 3.0 será filha da colaboração de massa digital. Vivemos um fenômeno raro da história humana. Estamos sentindo os efeitos iniciais...
O resgate do conhecimento oral

O resgate do conhecimento oral

Tivemos três Revoluções Cognitivas na história (oral, escrita e digital) que moldaram nosso modelo de governança da espécie e, com isso, a forma de troca de conhecimento. Estamos entrando em outro paradigma cognitivo e podemos inovar na maneira de compartilhar...
A nova governança digital

A nova governança digital

O primeiro período da chegada do computador não oferecia a alternativa de uma nova Governança, através de um novo modelo sustentável, barato e confiável de tomar decisões de forma melhor. Agora, porém, isso é possível, através do que da colaboração...
Governança da espécie

Governança da espécie

A partir da definição de governança, podemos dizer que temos mudanças na governança da espécie quando ocorrem as raras Revoluções Cognitivas. Ou seja, tomamos decisões, a partir das tecnologias cognitivas disponíveis, que limitam ou expandem a participação de mais gente...
Crises de governança

Crises de governança

Uma crise de governança se caracteriza quando as decisões tomadas são de baixa qualidade. Podemos aferir diferentes critérios para o que vamos chamar de baixa qualidade de decisão. Eu, a partir de um ponto de vista ético, diria que baixa...
O que é meritocracia?

O que é meritocracia?

Como vimos aqui, a base principal das mudanças é a chegada de um novo modelo de tomada de decisões que nos permite criar uma nova governança da espécie. Vivemos atualmente sob o signo da inovação, fruto da expansão cognitiva, que procura...
A tomada de decisão na colaboração de massa

A tomada de decisão na colaboração de massa

A crise atual das organizações como disse aqui é o impasse entre a complexidade demográfica e a capacidade de tomada de decisões que é feita atualmente. Ou seja, a espécie cresceu, mas continua tomando decisões, do ponto de vista hierárquico,...
A crise das organizações analógicas

A crise das organizações analógicas

A crise das organizações nos aponta como saída a procura de um novo modelo de governança, que permita ampliar o diálogo para fora. As organizações  vivem o fim de um longo período de concentração das ideias, que chamo de Ditadura Cognitiva,...
Pêndulo , tecnologias cognitivas e demografia

Pêndulo , tecnologias cognitivas e demografia

Tenho falado da crise das organizações, veja mais aqui, e o impasse diagnosticado é o seguinte: - concentração das decisões, diante dos limites tecnológicos cognitivos; - versus o aumento contínuo da população. O que tivemos aí e agora estamos retomando?...
A crise da ciência analógica

A crise da ciência analógica

A crise, como em outros setores, nos aponta como saída a procura de um novo modelo de governança, que permita ampliar o diálogo para fora. Não é possível compreender a crise da ciência longe da crise de todas as organizações...
Taxa de perversidade, governança e demografia

Taxa de perversidade, governança e demografia

Quanto maior for o controle das ideias, maior tenderá a ser a taxa de perversidade das organizações de plantão. Se aumentamos o tamanho da população, imagina-se que se vai aumentar a taxa de participação. Quando isso não acontece, entramos em...
O que é governança?

O que é governança?

Governança é a maneira que tomamos decisões para resolver problemas dentro de um tripé que envolve: quem, como e para quem? Governança é, assim: - critérios de quem são as autoridades de plantão nas organizações – quem toma as decisões?...
O triângulo do poder:  governança, controle de ideias e tecnologias cognitivas

O triângulo do poder: governança, controle de ideias e tecnologias cognitivas

Há uma relação direta do exercício do modelo de governança da sociedade, o controle das ideias e as tecnologias cognitivas disponíveis. Essa tecno-visão não é corrente e muda bastante a maneira que pensamos as sociedades humanas. Note que podemos dizer...
A macro terapia

A macro terapia

O diagnóstico é coletivo: vivemos hoje um conjunto de macro transtornos afetivos-cognitivos, como disse aqui. O fim de uma ditadura cognitiva nos coloca esse impasse. Não percebemos, mas a prática de uma governança vertical nos leva a estes problemas. Para...
A co-dependência como uma distúrbio macro cognitivo-afetivo

A co-dependência como uma distúrbio macro cognitivo-afetivo

Nos canais de expressão digitais você é reconhecido por um grupo menor de pessoas, que te dão aval a sua originalidade, a base para se criar um ambiente inovador, pois cada ideia interessante não morre no nascedouro, pois é incentivada...
Os sete erros ao se analisar redes sociais

Os sete erros ao se analisar redes sociais

Assim, as redes sociais, regidas pelo digital, não são uma geradora de uma piora das relações humanas, mas uma tentativa de resgate! Apenas uma síntese: 1) toda rede humana é social; 2) assim, para sermos menos imprecisos é necessário falar em...
Taxas de meritocracia e canalização humana

Taxas de meritocracia e canalização humana

Não podemos, assim,  falar em progresso humano, apenas em ajustes relacionais entre nossa capacidade de lidar com mais e mais complexidade demográfica. Como tenho defendido, há uma profunda e disruptiva revisão filosófica-teórica em curso depois da chegada da Internet que...
Canais de expressão e o poder do dinheiro

Canais de expressão e o poder do dinheiro

Há uma relação entre canais de expressão e o poder do dinheiro. Isso é bem estudado nas teorias da comunicação. Podemos aprimorar, entretanto, que há variações nessa relação dinheiro x canais x novos estudos da história das rupturas cognitivas: -...
Taxa de canalização humana

Taxa de canalização humana

Vou chamar de canalização a capacidade da sociedade ter canais de expressão. Há uma relação ainda não estabelecida entre demografia e taxas de canalização humana. Ou seja, quanto mais habitantes formos no planeta, mais haverá a latência por novos canais...
O ferramental dos  profissionais do futuro

O ferramental dos profissionais do futuro

Uma inovação radical é procurar tirar uma latência inconsciente do fundo do oceano, através de um produto ou serviço, que serve de boia, mas que têm que estar alinhado às macro-tendências. Disse aqui neste post, que vivemos a ascensão de...
Os meteorologistas sociais - os profissionais do futuro

Os meteorologistas sociais – os profissionais do futuro

Quando vivemos o início de uma Revolução Cognitiva temos, uma expansão das ideias e isso aumenta a taxa de inovação da sociedade. O que nos leva, por sua vez, a uma instabilidade e um futuro mais imprevisível, o que aumenta o...
As decisões profissionais

As decisões profissionais

Dois dos meus filhos – gêmeos – estão para decidir carreira. E a discussão sobre profissão rola solta aqui em casa. Porém, há, além, da decisão de que escola vão escolher, várias outras. Diria que um profissional passa pelos seguintes estágios:...
A diferença entre viver e sobreviver

A diferença entre viver e sobreviver

Tenho tentado defender aqui neste e-book que estamos justamente no momento de dificuldade de criar a sabedoria de conseguir mudar o mundo e sobreviver deste mundo. Um dos pontos centrais de um empreendedor orgânico é sua relação com o legado....
O método para preparar disruptivos - percepção e realidade

O método para preparar disruptivos – percepção e realidade

A inovação disruptiva se trabalha com uma taxa de abstração muito maior, pois é preciso criar algo que não está sendo visto, do nada, uma criação em cima de conceitos, latências, coisas intangíveis. Ao longo dos últimos anos, tenho aprendido...
Gestão da inovação disruptiva no Brasil

Gestão da inovação disruptiva no Brasil

Não é algo opcional, mas obrigatório, que é a diferença de uma metodologia optativo para uma obrigatória! Trabalhar com inovação no Brasil não é fácil. Disruptiva, então, muito mais difícil ainda. A área exige uma pitada de empreendedorismo orgânico. Ou...
Gestão da inovação disruptiva

Gestão da inovação disruptiva

Estou me tornando especialista em Gestão de Carteira de Inovação com forte ênfase em inovação disruptiva e criação de novo modelo de governança. Inovar é mudar. Inovação disruptiva é mudar muito. Da água para o vinho. Sim, não havia espaço...
Empreendedorismo orgânico e capital de risco

Empreendedorismo orgânico e capital de risco

Vimos aqui, alguns princípios do empreendedorismo orgânico. Muita gente que converso por aí, tem projetos bacanas, conceitos e procuram investidores. O padrão hoje, entretanto, do capital de risco, digamos tradicional, é de números sem propósito. O investidor bota dinheiro para...
O empreendedorismo orgânico

O empreendedorismo orgânico

Uma empresa sem causa, ou princípio hoje, perde valor em uma sociedade mais conectada, aberta e transparente. Essa discussão é antiga, mas cabe atualizações. Você precisa trabalhar para sobreviver. E adoraria também viver, ter um projeto bacana, que unisse o...
A sabedoria empreendedora

A sabedoria empreendedora

Gosto do mantra do AA: “Serenidade para o que não posso mudar, coragem para o que eu posso e sabedoria para saber a diferença”. Isso deveria ser o lema do empreendedorismo. Note que se fala no mantra de procura da...
Empreender é querer mudar o mundo!

Empreender é querer mudar o mundo!

Empreender é fazer algo novo. Empreender digitalmente é querer fazer algo muito mais novo. Porém, todo o empreendedor digital vai esbarrar em um forte dilema. A mudança que eu quero para o mundo, ou vejo para ele, me permitirá sobreviver do meu...
A crise organizacional diante de uma Revolução Cognitiva

A crise organizacional diante de uma Revolução Cognitiva

Como vimos aqui, as organizações precisam fazer ajustes diante das novas mudanças do mercado, porém há uma incapacidade para saber exatamente que mudanças. A atual crise é uma crise inédita para as organizações e não está nos manuais, pois é provocada...
Estamos em crise?

Estamos em crise?

As organizações, principalmente no Brasil, vários tipos de crises: Interna: Dificuldade de manter um equilíbrio entre receita e despesa por problemas de gestão interna. Externa: Dificuldade de manter um equilíbrio entre receita e despesa por dificuldade de ajustes diante de...
Tempos cognitivos no mundo digital

Tempos cognitivos no mundo digital

Comecei falando mais sobre isso aqui. Podemos dizer que o que move o mundo é o aumento da complexidade. Quanto mais complexo for o ambiente, mais complexo terá que ser o aparato tecnológico da tecno-espécie. Porém, é preciso contar que toda...
Tempos cognitivos

Tempos cognitivos

Muita gente me pergunta quando as previsões de uma nova sociedade digital vão aparecer.  E é algo que precisa ser bem discutido, pois como diz o Naisbitt: O futuro não é temporal, mas regional. Visto sobre este ponto de vista,...
Inovação e escravidão

Inovação e escravidão

Há uma cena marcante no filme “12 anos de escravidão”. O personagem principal está em um navio e um escravo diz para ele algo assim: “Só nós podemos fazer a revolta, pois nascemos livres, os outros, que nasceram escravos, não...
A ética científica na governança digital

A ética científica na governança digital

Acredito que temos duas possibilidades ao lidar com conhecimento. A narcísica -  atualmente mais vigente e comum: conhecer por conhecer, o que nos leva quase diretamente a assuntos e menos a problemas. Ao fortalecimento do valor de “autoridades” que sabem...
A crise da indústria da intermediação analógica

A crise da indústria da intermediação analógica

 Vou trabalhar aqui com o problema das organizações intermediadoras, aquelas que não são produtoras diretas, mas intermediam processo e produtos. Hoje, como detalhei aqui, vivemos crises diferentes com a chegada da Revolução Cognitiva: Em países centrais e periféricos (não leve...
A equação cognitiva: governança, confiança, trocas e tecnologias

A equação cognitiva: governança, confiança, trocas e tecnologias

Além da dialética demografia-governança, é preciso entender outra relação de causa e efeito e efeito causa, que é a relação entre governança, confiança, trocas e ambientes cognitivos. Somos uma espécie social e só sobrevivemos em grupo. A qualidade das trocas...
As organizações produtoras e as intermediadoras

As organizações produtoras e as intermediadoras

É preciso para analisar os impactos da Revolução Cognitiva Digital na sociedade estabelecer uma diferença entre vários tipos de organização. As intermediadoras e as produtoras. E as produtoras com alta ou baixa taxa de inovação. As mais afetadas serão, pela...
A dialética governança-demografia

A dialética governança-demografia

A base da compreensão da Revolução Cognitiva é a relação que se estabelece entre demografia e capacidade de governança. Quanto mais aumentarmos o número de habitantes mais sofisticada terá que ser a nossa capacidade de governança. Um aumento de um...
Intermediadores analógicos: o que fazer?

Intermediadores analógicos: o que fazer?

Bom, estarei diante de empresas de turismo que vão me perguntar o que fazer. O que eu sugiro como atuação no Brasil: 1- colocar a Revolução Cognitiva como o fator estratégico mais importante para os negócios; 2- criar um projeto...
A chegada da inusitada confiança digital

A chegada da inusitada confiança digital

Quando falamos em Revolução Cognitiva estamos falando da massificação de tecnologias cognitivas reintermediadoras em todo o planeta, de forma distintas entre regiões e dentro de segmentos da população em cada uma delas. De maneira geral, podemos dizer que Revoluções Cognitivas...
O conservadorismo cognitivo brasileiro

O conservadorismo cognitivo brasileiro

Vivemos em todo o mundo e em especial nos países periféricos o que vou chamar de Conservadorismo Cognitivo. Vou detalhar na minha lista de conceitos, Conservadorismo Cognitivo da seguinte maneira: Estratégias voltadas a tirar e manter o máximo possível o...
As camadas cognitivas em países periféricos

As camadas cognitivas em países periféricos

Ao procurar analisar tendências futuras no mundo, temos que entender os efeitos das tecnologias cognitivas reintermediadoras, que ganham cores diferentes em países centrais (com menos desequilíbrio de renda entre os mais ricos e pobres) e periféricos (com mais desequilíbrio de...
As três camadas cognitivas

As três camadas cognitivas

Quando vivemos uma Revolução Cognitiva começamos um movimento de mutação cognitiva da espécie, pois passamos a ter uma nova governança. Tecnologias Cognitivas têm esse poder, conforme estamos estudando aqui neste blog. Uma Revolução Cognitiva é um movimento  provocado pela massificação...
A problemologia científica

A problemologia científica

Falei aqui da atual crise da ciência e seu desdobramento. Além de todas as questões abordadas ali, podemos dizer, principalmente na área humana, que os estudos acadêmicos se voltaram para assuntos, verdadeiros sacos sem fundo, de pouco interesse e valor...
Os três tipos de tecnologias e seus efeitos na sociedade

Os três tipos de tecnologias e seus efeitos na sociedade

Bom, quem lê o blog sabe que o trilho principal é a filosofia tecno-cognitiva, que parte da hipótese que o ser humano é uma tecno-espécie. Muitos que se aventuram no âmbito da relação das tecnologias e da sociedade cometem o...
Manipulação cognitiva

Manipulação cognitiva

Não podemos lidar com aquilo que não compreendemos. Este talvez seja o principal recado do século XXI para a nossa espécie. Existem novas forças atuando que não conhecemos a fundo e estamos tentando lidar com elas como se fossem conhecidas....
Mutação e percepção

Mutação e percepção

Gostei muito do vídeo abaixo do prof. Luiz Alberto Oliveira. O que ele tem de interessante: - toca na questão da tecnologia e sua relação com a cultura; - aponta a espécie humana como objeto de estudo; - lembra os...
Ciência 3.0

Ciência 3.0

Todo o processo de produção incremental que faz sentido em um momento de contração cognitiva deixa de valer na expansão e na necessidade de inovação radical! O que se precisas agora é uma “mesa” que permita, de novo, “embaralhar as...
Quem vê grife, não vê inovação!

Quem vê grife, não vê inovação!

 Sempre brinco que piloto automático anda bem na reta, mas tem dificuldade nas curvas. Gosto muito daquele seriado da tevê “Caçadores de relíquia”. Eles saem pela estrada à procura de garagens perdidas para comprar objetos raros. Quanto mais raro e...
O air bag do microempreendedor

O air bag do microempreendedor

 Quanto maior for o air bag, mais o micro empreendedor poderá apostar em uma estratégia de médio e longo prazo e vice-versa. O pior problema para um microempreendedor é se ver apertado pela falta de dinheiro. E isso te tira...
Qual é o negócio?

Qual é o negócio?

O grande problema para um microempreeendedor, especialmente na área digital é saber qual é o negócio. O que é preciso: Gerar valor para alguma organização, o cliente que vai te contratar. Ele tem um problema que precisa de uma solução....
É preciso ter um espírito independente

É preciso ter um espírito independente

O grande barato de ser um microempresário é a liberdade que um emprego de carteira assinada não tem. Montei a Pontonet em 1995, na época que ninguém sabia direito o que era Internet. Hoje, depois de 18 anos, tenho 400...
As três leis da complexidade da governança

As três leis da complexidade da governança

Saltamos de um para 7 bilhões, tornando a demanda cada vez mais complexa e vamos precisar reintermediar uma série de agentes em todos os campos (economia, negócios, política) para tornar o modelo mais sustentável, a partir das novas possibilidades, que...
Complexidade e inovação radical

Complexidade e inovação radical

 Tenho acompanhado vários casos e intuo que temos que aplicar uma fórmula que tem que levar em conta o grau de complexidade do problema que o serviço/produto procura resolver. Uma das perguntas mais frequentes nas palestras que faço é o...
A ilusão da imortalidade

A ilusão da imortalidade

Noto com os meus alunos que temos uma ideologia na qual tudo se justifica em nome de estar trabalhando e vivo, como se não houvesse, por outro lado, uma demanda por algo mais significativo para se deixar um legado, quando...
O dilema do pensamento independente

O dilema do pensamento independente

 O espaço do pensamento independente em um ambiente de contração cognitiva é muito pequeno. A Revolução Cognitiva vai abrindo aos poucos brechas, mas quem quiser caminhar nessa corda bamba tem que ter fôlego (capital para se manter independente) e sangue...
A filosofia da filosofia

A filosofia da filosofia

A principal função da filosofia é compreender as limitações e potências da espécie. Quando abordamos este tema – que condiciona todos os outros – estamos lidando com a filosofia da filosofia, a mãe de todas as filosofias, que coordena todas...
Qual melhor sites para baixar programas?

Qual melhor sites para baixar programas?

Cara, está cada vez mais complicado, pois todos querem que você baixe um aplicativo deles, que vem para a sua máquina te perturbar, mudar a home do browser, criar novas barras, etc. Gostei do Download da UOL, que, por enquanto,...
Como saber o nome da sua placa mãe e das outras placas?

Como saber o nome da sua placa mãe e das outras placas?

Baixei um programa que funcionou: Everest.    
Macros-desequilíbrios cognitivo-afetivos

Macros-desequilíbrios cognitivo-afetivos

 Na contração cognitiva, temos um longo período de centralização das ideias, o que vai provocando macros-distúrbios em toda a espécie, em um fenômeno de massa e não individual. Posso relatar isso com minha pesquisa ao longo dos últimos sete anos, com...
O óculos e a flor

O óculos e a flor

 A academia e a sociedade têm, cada vez mais, vivido de sentimentos e de impressões e menos de reflexão. Estamos querendo olhar a realidade sem óculos (um campo de estudos capaz de entender as atuais mudanças) e acreditando que conseguimos vê-la...
Como instalar novos plugins no calibre?

Como instalar novos plugins no calibre?

Não foi fácil, pois a tela que aparecia, a principio esta debaixo não oferecia nenhuma alternativa de incluir novos plugins. Tem que clicar em preferência duas vezes, como me sugeriu o meu amigos Jones de Freiras, mas eu insisti em...
Os principais conceitos do blog

Os principais conceitos do blog

Eis aqui os principais conceitos que tenho desenvolvido. Ambiente Tecno-cognitivo – conjunto de ações que ocorrem em um dado momento histórico, a partir do uso das tecnologias cognitivas em uso; Ambiente Tecno-Cognitivo-Demográfico – ambiente social que estabelece a relação entre...
O dilema da potência

O dilema da potência

  Vivemos hoje a passagem de uma contração para uma expansão cognitiva e o que ocorre nestes momentos, no início de uma revolução cognitiva, é justamente a passagem da moral para a ética, ou das regras fechadas para a aposta na...
A teoria da descentralização de governança emergente

A teoria da descentralização de governança emergente

Quando temos um problema de volume/velocidade em larga escala é preciso descentralizar a governança! Tenho estudado, a fundo, os grupos de anônimos (AA, NA, etc), como uma das primeiras redes colaborativas presenciais da história. E tem algo interessante naquela história para...
É preciso subir a montanha!

É preciso subir a montanha!

Tenho escutado caminhando o vídeo abaixo: É algo muito bem feito sobre a história da nossa espécie e do nosso planeta. Como têm que resumir toda a história em duas horas é preciso escolher bem os fenômenos marcantes que definiram...
O reencontro digital

O reencontro digital

Note bem que não se trata aqui de um um discurso maniqueísta e desgastado contra a velha mídia de massas, mas apenas uma análise sócio-tecnológica de que fomos aumentando o número de pessoas e complexidade no planeta e reduzindo nossa...
A crise da percepção sobre o papel da tecnologia na sociedade

A crise da percepção sobre o papel da tecnologia na sociedade

 Temos pouco estudo sobre as instabilidades tecnológicas. O que acontece quando tecnologias se massificam e, em especial, as tecnologias-mães da espécie: as tecnologias cognitivas. Escrevi ano passado um ebook inteiro sobre o que chamei filosofia tecno-cognitiva. O papel da filosofia nas...
A baixa taxa de confiança na governança

A baixa taxa de confiança na governança

 A confiança das organizações não era verdadeira, mas feita de forma artificial por falta de opções e intoxicada pelo antigo controle dos mercados e das ideias. Como disse aqui, a governança da nessa espécie é variável, em função da demografia...
A relação entre governança e confiança

A relação entre governança e confiança

 Diferente do que imaginava Marx, a meu ver, a tensão que existe na sociedade e vai definindo a história não é entre classes sociais, mas entre a população e as organizações que são criadas em cada uma das sociedades. As organizações...
A nova tecno-governança da espécie

A nova tecno-governança da espécie

 Um ser humano pelado na natureza não sobrevive, a não ser que consiga criar tecnologias para se proteger. Ou seja, somos tecnologicamente dependentes! O grande aprendizado que tive ao estudar os efeitos da Internet sobre a sociedade foi a capacidade que...
O trinômio cognitivo: confiança, troca e informação

O trinômio cognitivo: confiança, troca e informação

 Hoje eu posso trocar com pessoas que não conheço, pois há plataformas que me permitem confiar nelas, pois agora eu as conheço melhor em função dos rastros digitais deixados, a base de sucesso dos novos negócios. O ser humano não...
Por que não inovamos?

Por que não inovamos?

Quando falamos em inovação e especialmente de inovação radical, na qual é preciso uma capacidade de olhar para o que não existe, esbarra-se fortemente nestas barreiras subjetivas criadas em um mundo fortemente controlado e verticalizado. Faz anos que organizo aulas...
Vamos tirar os penduricalhos da palavra inovação?

Vamos tirar os penduricalhos da palavra inovação?

O que há de novo no campo da inovação é que vivemos uma mudança radical na “placa tectônica” dos negócios, motivada pelo aumento de complexidade da sociedade em função da explosão demográfica acrescida da chegada de novas tecnologias cognitivas, a...
A mudança radical da governança

A mudança radical da governança

Quanto mais radical for a mudança nas tecnologias cognitivas, mais radical será a mudança na governança da sociedade. Sim, tem muita fumaça no horizonte e pouco fogo. Quando há muitas alterações de um dado equilíbrio, é preciso analisar com calma...
A tecno-espécie

A tecno-espécie

Para compreender as mudanças atuais, é preciso fazer uma revisão na relação ser humano-tecnologia, pois estamos vivendo mudanças radicais por causa de alterações em tecnologias estruturantes da espécie: as de como nos relacionamos entre nós, a saber, comunicação, informação, trocas,...
A luta humana: possibilidade x necessidade

A luta humana: possibilidade x necessidade

A tecno-espécie humana se estrutura em uma relação dialética entre a possibilidade e a necessidade. Obviamente, que existem vários fatores que podemos explorar, mas quero me concentrar apenas nas possibilidades tecnológicas. Podemos dizer que necessidades existem, mas nem sempre são...
A Escola de Toronto

A Escola de Toronto

  Acabei sem querer entrando dentro de uma escola filosófica. Sou um brasileiro em um barco canadense. É chamada Escola de Toronto. Comecei com Lévy, depois descobri que ele era seguidor de Ong e Havelock. No mesmo clube estão McLuhan...
Leia abaixo os Nepôsts

conceito e resistência

Cuidado com o populismo em aulas abertas!

Quem tem mais experiencia em lidar com o problema deve ser escolhido para iniciar os trabalhos.

Frases de 2014

Mais frases aqui. As dos outros: O fracasso não é fatal, mas a relutância em mudar pode ser – John Wooden; Pessoas que vasculham o horizonte por sinais de mudança devem de alguma forma separar as tendências importantes e duradouras daquelas que são de curta duração e, finalmente, irrelevantes. (Confundir uma mudança fundamental com uma...

O início do ocaso das metodologias vazias

Diria que temos uma máxima. Nem toda metodologia é vendável. E nem toda vendável é uma boa metodologia. Muitos consideram o mercado racional. Não concordo. As organizações, ainda mais as brasileiras, tirando exceções, gostam de grife. Compram para aparecer e não para resolver/minimizar. E sim há metodologias da moda, que mascaram problemas e tornam os...

Os perfis dos leitores deste blog

Bom, acho que podemos identificar os seguintes perfis e respectivo material de leitura: - formuladores de filosofias, teorias e metodologias – pessoal mais teórico e com apetite para estudo de mais fôlego  - > Ser humano e tecnologia – a revisão necessária - aplicadores de metodologias – pessoal mais prático que usará a metodologia para gerar valor...
Empreendedorismo orgânico - faça parte do grupo do Facebook!

Empreendedorismo orgânico – faça parte do grupo do Facebook!

Inovação disruptiva - faça parte do grupo do Facebook!

Inovação disruptiva – faça parte do grupo do Facebook!

A diferença entre vivência

Troca e comunicação

Muitos acham que a Internet está mudando apenas a comunicação. Sim, está. Mas a comunicação é a base das trocas humanas. Se mudamos a maneira que trocamos, mudamos a forma como nos organizamos para trocar. Assim, não estamos mudando a comunicação, mas como nos organizamos. E isso é o centro do que deve ser discutido...

Troca e comunicação

Os dez mandamentos dos LabDisDigs

Eis o que uma organização deve assumir ao montar laboratórios disruptivos digitais: 1- preciso urgentemente incorporar a nova cultura digital; 2 – isso será melhor realizado em uma área separada devido a dicotomia entre a cultura atual e a nova; 3 – a palavra de ordem será motivação e voluntariado; 4 – o trabalho com...

Os tipos de cobrança na inovação radical

Saber cobrar é uma arte. E há, assim, vários tipos de formas de se cobrar resultados para vários tipos de pessoas em vários tipos de situações. Basicamente, vou abordar o aspecto da motivação e cobrança em inovação radical. Se está diante de uma pessoa ou equipe pró-ativa, empolgada por um tipo de trabalho disruptivo –...
Os dois tipos de projetos dos LabDisDig

Os dois tipos de projetos dos LabDisDig

Acredito que temos que separar os tipos de projetos dos LabDisDig – laboratórios disruptivos digitais. 1 – projetos estruturantes – aqueles que permitem seu funcionamento (ferramentas tecnológicas, jurídicas, organizativas e recursos humanos); 2 – projetos edificantes – aqueles que são o resultado do trabalho  e passam a resolver problemas de uma nova maneira. Normalmente, vêm...
Os três desafios no trabalho

Os três desafios no trabalho

São três passos: - Conseguir trabalhar, gerar recursos para sobreviver com as próprias pernas; - Trabalhar em algo que goste; - E, além das outras duas, ajudar a reduzir sofrimento na sociedade, deixando um legado. Talvez, a terceira venha apenas com o tempo. Um fator é fundamental, entretanto, para isso: conseguir fugir do consumismo. Viver...
Psicologia ou tecnologia, eis a questão!

Psicologia ou tecnologia, eis a questão!

Quanto mais complexa e populosa for uma espécie, mais sofisticado terá que ser o seu aparato de comunicação e, baseado nele, o modelo de governança. Uma espécie complexa se torna cada vez mais dinâmica e com seus membros mais singulares; Uma população maior traz problemas maiores de complexidade. Hoje, a principal crise que temos é...
As duas comunicações: presencial e a distância.

As duas comunicações: presencial e a distância.

Temos que analisar o fenômeno da comunicação em dois níveis: a presencial e a distância. A presencial pode ocorrer com os recursos das tecnologias biológicas e incorporadas. Órteses externas são opcionais; A distância só ocorre com os recursos  de órteses externas, sendo estas obrigatórias. Quando surge uma nova mídia que nos permite transpor ainda mais...
Os desafios dos laboratórios disruptivos

Os desafios dos laboratórios disruptivos

Podemos concluir o primeiro balanço de um ano e meio de trabalho de capacitação para formação de laboratórios disruptivos digitais. O foco destes laboratórios não tem sido em empresas nativas, pois esta já é um laboratório nato e vivo. O grande problema do mundo organizacional hoje são com as empresas mutantes, preparadas para viver em...
Hipnotizados pelo presente

Hipnotizados pelo presente

A grande dificuldade de se implantar laboratórios de inovação disruptivas nas organizações é o vício no presente. Nossas organizações – e vamos incluir todas elas incluindo a academia – se prepararam para atuar em um mundo estável e previsível, fruto de um contração cognitiva. O lado de fora sempre foi um pouco mutante, mas não...
Ego fechado, o ego aberto e a noção de realidade

Ego fechado, o ego aberto e a noção de realidade

É algo meio simples, mas nem sempre juntamos as duas coisas. Se eu acho que vejo a realidade de forma direta, naturalmente eu não preciso de ajuda para ver a realidade. Quando interajo com os outros é apenas para registrar aquilo que vejo, pois eu não preciso de mais olhos para me ajudar a ver melhor....
Os cegos, os elefantes e as metodologias ineficazes

Os cegos, os elefantes e as metodologias ineficazes

Converso com muitas organizações e o problema principal é a dispersão de iniciativas. São várias metodologias sobrepostas que dá uma impressão que se quer fazer muita fumaça e pouco fogo. Em uma organização um pouco maior temos em paralelo projetos: - de redes sociais; - de educação corporativa; - de gestão de conhecimento; - de...
Teu futuro chefe vai ser um algorítimo!

Teu futuro chefe vai ser um algorítimo!

Não joguem pedra nas atuais organizações. Se você está lendo este blog por algum motivo o modelo piramidal, setorial, gerencial, do presidente, diretor, gerente, chefe, colaborador e estagiários te trouxe até aqui. Não cuspa no prato que comeu. Mas também não o leve para dormir na sua cama! A pirâmide organizacional foi a única forma possível...
Do bang big ao big bang cognitivo

Do bang big ao big bang cognitivo

As organizações perderam a capacidade de “futurologar”. Estamos saindo de um mundo do bang-big cognitivo e indo para o do big-bang. Ou seja, a expansão das ideias nos leva à mudança radical do modelo de governança. Me parece que esse é o diagnóstico principal que qualquer estrategista deve fazer sobre o futuro. E isso nos remete...
Os quatro tipos de carteira de inovação

Os quatro tipos de carteira de inovação

Hoje se fala em inovação como se fosse a salvação da lavoura. Faz sentido, pois estamos saindo de um mundo contraído para um em expansão, em função do big bang dos canais de comunicação disponíveis para os usuários. Boom! Estamos saindo de um modelo de sociedade repetidora para um de sociedade criadora. Repetir gerava valor, hoje é...
Laboratórios disruptivos: qual o tempo para colher resultados?

Laboratórios disruptivos: qual o tempo para colher resultados?

Quanto tempo um laboratório de inovação disruptivo digital vai levar para produzir resultados concretos? Eis uma ótima pergunta! Ainda estamos engatinhando na metodologia, mas já podemos dizer que temos três fases: - intangível – mudança na visão; - formalização – preparação de como o laboratório vai funcionar e se relacionar com a organização; - tangível...
O exemplo do restaurante a quilo

O exemplo do restaurante a quilo

Vivi intensamente semana passada o workshop que coordenei para o projeto ANTT 3.0 (coloquei todos os áudios aqui.) O que me chamou mais a atenção foi a preocupação, válida, de que ao abrir mais espaços de comunicação com o público vamos criar problemas para o já difícil atendimento das demandas dos usuários. E acho que...
A desumanidade do formigueiro

A desumanidade do formigueiro

Tenho defendido a tese de que estamos caminhando para imitar as formigas, mas cabe um reparo. Não estamos indo para ser formigas, já somos “formigas”! Porém, o que é mais grave, sem o que faz delas uma colônia harmônica: uma nova governança e uma nova comunicação compatível com o número de membros ds colônia. Ou...
A antropologia demográfica

A antropologia demográfica

Não se pode fingir que há uma macro mudança em curso, mas é difícil definir exatamente qual.  O problema do diagnóstico se deve a tentar entender no particular, em várias ciências, um paradigma novo: a demografia tem um papel fundamental nos rumos da nossa espécie e na cultura. Enquanto não fizermos essa revisão, estaremos em...
O laboratório disruptivo digital

O laboratório disruptivo digital

Agora, finalmente, posso dizer que tenho uma nova especialização: Sou um consultor especializado em implantar laboratórios de inovação digital disruptiva em organizações. Demorei alguns anos para migrar de um consultor estratégico generalista de Internet para essa nova especialização. Note que a implantação de projetos digitais de maneira tradicional não têm funcionado. Outro dia um amigo...
O impasse do diálogo

O impasse do diálogo

Já tive mais de mil alunos nos últimos sete anos. Recebo em sala o resultado de séculos de controle cognitivo. Meus alunos não foram ensinados a conversar. - Têm vergonha de opinar; - Não sabem argumentar; - Têm dificuldade e escutar o outro; - O ego tem verdades e não percepções. Quando há só verdades...
Complexidade e participação

Complexidade e participação

Imagine um ônibus indo em uma estrada e há uma árvore caída que impede a viagem. Oficialmente, é o motorista que deve resolver, mas todos os passageiros descem e tiram a árvore. Há uma relação humana, assim, entre tamanho do problema e taxa de participação. Quanto maior e mais complexo for, mais haverá uma demanda...
A complexidade dinâmica

A complexidade dinâmica

Muito se fala de complexidade. Mas do ponto de vista social e gerencial há dois fatores fundamentais. O primeiro é a quantidade. Quanto mais, mais complexo. Uma forma de lidar com a quantidade é garantir que se tenha mais regularidade. Quanto mais complexidade temos, mais se vai apostar no controle para conseguir um certo equilíbrio....
O mito da intranet colaborativa

O mito da intranet colaborativa

Vai mudar a intranet? Não tenha, entretanto, esperança de melhorar muita coisa. A tendência é a baixa interação. As atuais organizações nasceram para trabalhar em ilhas e setores isolados. Cada chefe, setor, uma tribo, um dialeto. Há trabalhos extra-tribos, mas são raros. Uma intranet numa organização não-nativa digital vai ajudar, se muito bem implantada, melhorar...
Participar ou comunicar?

Participar ou comunicar?

Existe uma ilusão sobre implantações das novas mídias pelas organizações. A base do problema é conceitual, o quer nos leva a ações equivocadas. O pessoal separa colaborar de trabalhar, como se fossem duas coisas separadas e diferentes. Co-laborar é trabalhar junto. Ou seja, são sinônimos. O que há é trabalho/colaboração com mais ou menos qualidade...
Conhecer é craquear o real

Conhecer é craquear o real

O ato de conhecer não é feito no vazio. Não há um problema do mundo ainda virgem. Já foram todos deflorados. Todos têm um passado envolto principalmente interesses, pois o exercício do poder se estabelece na forma como resolvemos os problemas e quais priorizamos. Conhecer, assim, é estar diante de um código já escrito, que...
O consultor intérprete e o compositor

O consultor intérprete e o compositor

A metodologia é, basicamente, a ferramenta principal de um consultor. Desde que comecei a brincadeira de tentar entender a Internet para ajudar meus clientes, que tive aqui que montar uma verdadeira oficina de carpintaria teórica, pois sou um consultor compositor e não intérprete, (veja definição mais abaixo). Quem resolve fazer uma mesa será, ao mesmo...
Como revisar metodologias?

Como revisar metodologias?

Tenho feito um esforço para criar uma corrente de pensamento que trabalha em quatro instâncias, como detalhei no triângulo do conhecimento. Filosofia -> Teoria -> Metodologia -> Ação Quando lidamos com problemas e algo deixa de funcionar a contento, a partir de mudanças de cenários, há algo que precisa ser repensado. Quem age na ponta,...
O erro do futuro

O erro do futuro

O principal erro do futuro é não conseguirmos ver a força principal da mudança: o empoderamento do ser humano com novos canais cognitivos. Note que estamos tateando no escuro. Sociedade do conhecimento, da informação, da inovação, pós-industrial, pós-moderna. E vamos embora tentando acertar no ponto para, só então, tentar definir metodologias para agir. O problema...
Futurologia e Internet

Futurologia e Internet

Bom, brincando de futurologia, vamos agora mostrar como as forças da sociedade se colocam e podem se mover, a partir das tecnologias cognitivas, que é uma novidade para os futurólogos de plantão. A base para pensar o futuro, aqui na minha linha de raciocínio (cada um tem a sua) é dizer que a sociedade vive...
Filosofia da futurologia

Filosofia da futurologia

Pode parecer meio bobinho, mas a futurologia existe e é bem útil, pois se temos a possibilidade de analisar o futuro com mais rigor, podemos tomar decisões mais acertadas. O problema é que não temos muitas ferramentas para pensar o futuro de forma mais consistente. E para isso é preciso trabalhar com o conceitos de forças....
A briga da mudança: Parmênides versus Heráclito

A briga da mudança: Parmênides versus Heráclito

Estava ouvindo este vídeo, que é só um trecho de uma palestra maior. E dois conceitos/relações entre eles me chamaram a atenção. A primeira delas a briga dentre duas visões de mundo, que aparecem em dois filósofos da Grécia Antiga: Parmênídes e Heráclito. Parmênides representa bem um perfil comum diante de mudança. Ele diz: nada...
Problemas incrementais e radicais

Problemas incrementais e radicais

Muitos nos perguntamos qual é a melhor forma de resolver problemas. E aí temos que diagnosticar o problema. Diria que um problema incremental é aquele: - que é corriqueiro; - que já há muitas soluções disponíveis. Diria, entretanto, que um problema radical é aquele: - que é incomum; - e não há soluções disponíveis. Isso...
As três instâncias da governança

As três instâncias da governança

Existem três instâncias que têm que procurar a harmonia para evitar as crises. Note que temos que trabalhar em um projeto humano, qualquer projeto com algumas instâncias de governança: - governança econômica - como o valor gerado é compartilhado pelos membros; - governança política - como os membros são escolhidos e retirados dos cargos de tomada de decisão; - governança...
Rede rica, usuário pobre!

Rede rica, usuário pobre!

Temos acompanhado a venda de participação de ações dos principais players das mídias mais participativas (Facebook, Youtube, Twitter) para os investidores do mercado financeiro. Há, entretanto aí, uma incompatibilidade de governanças que vai definir o futuro destas organizações, pois aposta-se na concentração algo que tem que ser aberto. A Internet vive assim a sua segunda...
É a comunicação que define a governança

É a comunicação que define a governança

O grande erro de visão que temos em relação à Internet é achar que é a comunicação que está atrelada à governança e não o contrário. Note que a comunicação é uma ferramenta de poder. Uma comunicação mais aberta, permite mais participação e vice-versa. A comunicação é limitada pelas tecnologias cognitivas que temos disponíveis. Assim,...
A anatomia das teorias

A anatomia das teorias

 Note que uma teoria é a análise de forças que se movem. Analisa-se cada força, a relação entre elas e os diferentes contextos. A partir de uma regra que se estabelece, faz-se um prognóstico e um diagnóstico para lidar com um dado problema. Quando se apresenta algo como se fosse uma teoria sem prognóstico e sem diagnóstico...
O diagnóstico equivocado

O diagnóstico equivocado

Não se pode implantar projetos com mudanças radicais de governança como se fosse a introdução de uma nova forma de trocar memorandos!!!! Eu montei minha empresa de consultoria em Internet nos idos de 1995 e hoje posso me orgulhar de ter participado em mais de 400 projetos de todos os tipos, principalmente fazendo sites, sistemas,...
A vantagem da aprendizagem pela problemologia

A vantagem da aprendizagem pela problemologia

Note que estudamos assuntos. Somos viciados em estudar assuntos, que são alienantes. Assuntos nos permitem estudar algo a vida toda e ninguém vai nos incomodar, pois assunto não tem métrica, cheiro, impacto na sociedade. Assuntos são típicos de um momento em que a sociedade vive uma época de contração das ideias, estável, em que as pessoas...
A taxa da qualidade dos problemas

A taxa da qualidade dos problemas

Ontem discutimos sobre a incapacidade das atuais organizações em resolver problemas. E houve questionamento da generalização e eu concordo, aqui vou detalhar melhor e estar mais afiado. Quando afirmo que as organizações perderam a capacidade de resolver problemas, acho que podemos melhorar essa afirmação dizendo que elas perderam a capacidade de resolver problemas relevantes, ou problemas...
A difícil migração da governança!

A difícil migração da governança!

Vamos supor que o diagnóstico é aceito: que estamos saindo de uma governança para outra. Sim, eu sei que é difícil, inusitado, parece maluco, mas é assim que eu vejo e muita gente começa a chegar a mesma conclusão, através não de palestras com fogos de artifício, mas pela simples e pura articulação de argumentos...
É preciso criar uma governança inovadora!

É preciso criar uma governança inovadora!

Gente, tá cansando. Antes era conhecimento, agora inovação. Hoje, começa-se um discurso e acaba-se com inovação. Inovação assim solta, sem adjetivos, não é nada, ao contrário, pode ser algo ruim, destrutivo, negativo. Mais fumaça para não se mudar nada e deixar o fogo da mudança bem baixo. Note que os nazistas quando resolveram matar mais judeus inovaram no...
Produtos são tecnologias e serviços, metodologias

Produtos são tecnologias e serviços, metodologias

Metodologias são tecnologias, pois não nascem conosco. Tudo que não nasce com o ser humano, tal como nossa capacidade de respirar, de ouvir, enxergar, comer e beber é aprendido e, portanto, cultural. Toda cultura é desenvolvida em dois pilares: Metodologias – que são ações intangíveis, que nos levam, em termos econômicos, a criar os serviços,...
Os três tipos de inovação da governança

Os três tipos de inovação da governança

Sempre fizemos coisas diferentes, desde que saímos das cavernas. Nossa espécie, podemos dizer, que é a Homus Inovatus, muda tudo, incluindo a governança. (Falei mais sobre isso aqui.) Um dia lá atrás em uma caverna, há milhares de anos, em torno da fogueira, alguém decidiu que a nossa espécie precisava ter algo A MAIS para...
A herança da assuntologia

A herança da assuntologia

Note que um assunto é um problema que empedrou. Na continuidade das reflexões sobre nosso futuro, tenho discutido aqui a dicotomia entre problemologia (agir e pensar a partir de problemas) e assuntologia (agir e pensar a partir de assuntos). Podemos dizer que nossas organizações educativas e produtivas atuais são claramente voltadas para assuntologia. Note que...
A relação entre pêndulo cognitivo, problemologia e assuntologia

A relação entre pêndulo cognitivo, problemologia e assuntologia

Como desenvolvemos aqui, estamos passando de assuntologia para problemologia. E podemos chegar a algo maior em termos teórico (relação de causa e efeito, em alguns contextos). Podemos dizer que quando temos movimentos do pêndulo cognitivo, ou mesmo em termos micros, de situações em que há mais estabilidade, tendemos a estudar assuntos. Quando temos mais instabilidade, tendemos a estudar...
Os desafios da problemologia

Os desafios da problemologia

Como disse aqui estamos passando da assuntologia para a problemologia. Isso nos leva à mudança radical na forma de pensar e agir. Só podemos pensar em fazer essa passagem, através do uso intenso das oportunidades abertas pelas novas tecnologias cognitivas. Note que todo o aparato educativo-produtivo da sociedade atual estava todo montado para o estudo de...
Da assuntologia para a problemologia

Da assuntologia para a problemologia

Conforme disse aqui, a complexidade demográfica nos empurra para a necessidade de inovações cada vez mais radicais, o que nos leva a promover a mudança da placa tectônica cognitiva. Tais movimentos nos jogam para um movimento de migração do conhecimento focado em assuntos para um aumento acelerado e radical para um voltado a problemas. Note que o...
A ruptura da placa tectônica cognitiva

A ruptura da placa tectônica cognitiva

Tenho apontado, como aqui por exemplo, os efeitos da explosão demográfica e sua complexidade com o fator principal das mudanças radicais da sociedade hoje. Muitos podem perguntar: mas se estamos crescendo a olhos vistos há 200 anos por que teremos mudanças radicais agora? Isso só pode ser entendido por algum encadeamento de fatos. A sociedade...
Complexidade demográfica provoca inovação radical

Complexidade demográfica provoca inovação radical

Ok, estamos migrando, migrando, migrando. De um mundo controlado, com ideias controladas, com inovação controlada, estabilidade. Para um novo, mais descontrolado, com ideias descontroladas, com inovação descontrolada e instabilidade. Muitos procuram diagnosticar o que mudou. Fala-se em globalização, em sociedade do conhecimento, de inovação, de informação e até sociedade em rede, mas esquecem de olhar para os...
Compartilho, ou não, eis a questão?

Compartilho, ou não, eis a questão?

Dentro de uma organização, ou mesmo na Internet, quem ganha mais? Quem compartilha tudo ou quem esconde tudo? Eis a questão! Se analisarmos o problema, da contração cognitiva no atual cenário das organizações temos o seguinte: - ambiente estável; - problemas permanentes e conhecidos, que viram assuntos; - especialistas nos assuntos que já foram problemas; -...
Ver o mundo ou mudar o mundo?

Ver o mundo ou mudar o mundo?

Acho que este é o tema central filosófico dos dois lados do pêndulo cognitivo. Atualizei aqui o mapa de tendências em ambos movimentos. Essa visão filosófica explica bem o fenômeno da percepção alienada. Quando analisamos o mundo de fora, como se fosse um objeto, no fundo, estamos nos colocando como outro objeto. Como se fosse possível...
Os desafios do ego digital

Os desafios do ego digital

Toda a nossa sociedade está estruturada para a repetição e a consolidação. Nossos egos são co-dependentes da aceitação externa e foram educados para aceitar as normas e obedecer. Nosso desafio hoje é construir um novo ego digital mais compatível com um mundo que precisa criar um novo modelo de governança da espécie. O problema principal,...
O ego digital

O ego digital

Não será mais possível pensar o ser humano sem colocarmos as mudanças tecno-cognitivas no mapa. Se vocês ouvirem esse psicanalista verão que já se sente claramente, apesar de não se precisar as causas, mudanças nesse campo. Veja abaixo: O ser humano, como tenho insistido nesse blog, vive dois momentos na sociedade: - de expansão cognitiva...
Mamãe, vou mergulhar na piscina!

Mamãe, vou mergulhar na piscina!

Nossos egos foram muito maltratados na última ditadura cognitiva. Eles se infantilizaram por causa da concentração de canais.  (Já tinha falado mais sobre isso aqui.) Todo mundo espera um pouco de reconhecimento do outro. Uma taxa que varia de pessoa para pessoa. Há, porém, uma relação entre infantilização do ego, reconhecimento, neuroses, conceitos de fama e fazer...
A macro-canalização cognitiva provoca renascimentos!

A macro-canalização cognitiva provoca renascimentos!

Acho fundamental compreender que jogávamos uma mão e um jogo de cartas até a chegada da Internet. E esse jogo mudou completamente as regras. Entramos em outro momento na história humana, um jogo que podemos chamar de renascimento digital. Por que o jogo muda completamente? Temos que entender algo mais profundo das regras do jogo...
O método interativo digital

O método interativo digital

Tenho me esforçado bastante para compreender o que ando e muitos andam fazendo por aqui. Note, como disse aqui, que não estamos mais descobrindo para publicar, mas publicando para descobrir. Veja que um blog é um espaço privilegiado para produzir diariamente novas ideias, que entram em contato com várias pessoas, que interferem de alguma forma nessa...
Não existe ciência pura

Não existe ciência pura

Dando continuidade ao post passado, podemos dizer que não existe ciência pura. Toda a ciência é aplicada para resolver dois problemas humanos: - a curiosidade – que entraria no campo da ciência disruptiva; - e a necessidade – que entraria no campo da ciência incremental. O estudo do cosmos ou da origem da espécie está...
As duas ciências: humana e não humana

As duas ciências: humana e não humana

Acho que é um certo equívoco falarmos de ciência no singular e não no plural. E tenho cometido esse erro seguidamente. Chegou a hora de me chicotear. Note que a ciência que estuda o que não é humano é bem diferente daquela que estuda o ser humano. Existem coisas parecidas, mas é algo completamente diferente. A...
Os problemas já não são mais os mesmos!

Os problemas já não são mais os mesmos!

Se nos perguntarmos o que mudou, podemos dizer que os problemas já não são mais os mesmos. Antes, os problemas eram mais conhecidos, pois vivíamos uma contração cognitiva. Ou seja, os problemas eram escolhidos a dedo pelos poucos canais que circulavam percepções pela sociedade. Havia, como há ainda, uma forte concentração de organizações resolvedoras dos problemas,...
Publica-se para conhecer!

Publica-se para conhecer!

Foi Clay Shirky que produziu essa frase maravilhosa. ”Nós filtrávamos para publicar e agora publicamos para filtrar”. Acredito que é a síntese da passagem da contração para a expansão cognitiva e da forma que criaremos a percepção de mundo e tomaremos decisões no século XXI. Note que antes tínhamos poucos canais e muita gente. Vivíamos a escassez...
Filosofia não é substantivo, mas verbo!

Filosofia não é substantivo, mas verbo!

Filosofar é uma atitude. Diria um verbo. Aquele que ama a verdade e a procuro em todo o lugar. Ser um caçador de verdades é uma ação e não um substantivo. Sou caçador enquanto caço, ou melhor, enquanto procuro a mentira, pois quem caça a verdade, no fundo, é um caçador de mentira. Filosofar é, assim,...